Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Países da América Latina garantem alimentos durante a pandemia

Pixabay

Champ d'arachides au Tchad.

Agências de Notícias - publicado em 05/04/20

No nível global, "os principais alimentos estão em um bom nível e as colheitas nos principais países produtores têm sido boas"

Vinte e cinco países latino-americanos se comprometeram a adotar medidas para garantir o suprimento de alimentos na região durante a pandemia de coronavírus, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

No documento, assinado por ministros e secretários de agricultura, pecuária, pesca, alimentação e desenvolvimento rural de 25 países, afirma-se que “atualmente, os mercados da região têm comida suficiente para garantir suprimentos”.

No nível global, “os principais alimentos estão em um bom nível e as colheitas nos principais países produtores têm sido boas”, portanto, “não há razões para justificar aumentos significativos nos preços internacionais”, acrescentou o comunicado.

No entanto, o texto alerta que, se a pandemia durar muito tempo, “as cadeias de suprimento de alimentos estarão sob mais pressão”.

Nesse sentido, os signatários sustentam que, se todos os países se esforçarem para manter as cadeias de suprimentos locais, nacionais, regionais e globais em operação, “seremos capazes de garantir alimentos de maneira sustentável para toda a população”.

Na declaração, os países se comprometem a atuar em coordenação, trocando informações e boas práticas, além de adotar medidas como a prestação de assistência técnica e financeira a pequenos e médios produtores. Além disso, garantir o funcionamento regular dos mercados atacadistas locais, regionais e nacionais, sua liquidez e acesso a produtos e trabalhadores, entre outros compromissos.

A declaração foi assinada por representantes de Antígua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Bolívia, Brasil, Chile, Costa Rica, Dominica, Equador, El Salvador, Granada, Guatemala, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Venezuela, República Dominicana, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, Suriname e Uruguai.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Coronavírus
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia