Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Atualidade

Nigéria: “número de mortos é enorme” no norte do país

WEB3-Auno-NIGERIA-UNREST-CONFLICT-AFP-000_1OW12M.jpg

AUDU MARTE | AFP

Fundação AIS - publicado em 28/06/20

Denúncia do Bispo de Sokoto: nas últimas semanas têm ocorrido diversos ataques

Agrava-se a onda de violência na província de Sokoto, situada na região norte da Nigéria. Segundo D. Matthew Kukah, “a situação está a piorar e o número de mortos é enorme” nesta zona, denunciando, em declarações à Fundação AIS, “a hipocrisia e pouca vontade” reveladas até agora pela comunidade internacional para ajudar a resolver este problema.

O Bispo de Sokoto apontou também o dedo ao governo nigeriano que se tem revelado incapaz de fazer frente aos bandos armados que pululam na região, nomeadamente do Boko Haram, um temível grupo jihadista que pretende instaurar um ‘califado’ na região norte do país.

Para o prelado, o governo da Nigéria é “fraco e corrupto” e é por isso “responsável pela degeneração do conflito” no país. Por seu lado, considera que a comunidade internacional “deve contribuir para o restabelecimento da ordem pública”.

De fato, nas últimas semanas têm ocorrido diversos ataques, inclusivamente na diocese de Sokoto, perto da fronteira com o Níger, havendo notícias de mais de sete dezenas de pessoas massacradas.

As palavras deste Bispo à Fundação AIS vêm sublinhar o alerta, no final de Maio, da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia [Comece] sobre a situação de perseguição às comunidades cristãs na Nigéria.

Esta entidade, que congrega representantes das conferências episcopais católicas dos 27 Estados membros da União Europeia, pediu “a toda a comunidade internacional” para “impedir a violência” neste país africano “e levar os criminosos à justiça”, apoiando ainda “as vítimas e promovendo o diálogo e a paz”.

Esse apelo, tal como a Fundação AIS então noticiou, surgiu na sequência de um número crescente de casos de violência contra os cristãos, nomeadamente da responsabilidade do Boko Haram, mas também dos pastores nómadas Fulani que têm vindo a revelar uma perseguição mortal contra agricultores cristãos.

“Segundo estatísticas recentes – disseram os responsáveis da Comece –, cerca de 6 mil cristãos nigerianos foram mortos desde 2015”. O que significa mais de mil por ano. De facto, o que se está a passar na Nigéria é de extrema gravidade e a denúncia dos graves atropelos aos direitos humanos, nomeadamente em relação aos cristãos, já mereceu, inclusivamente, tomadas de posição no Parlamento Europeu.

Já este ano, a 16 de Janeiro, recorde-se, foi aprovada uma resolução de condenação dos mais recentes ataques terroristas realizados “por grupos jihadistas” assim como por “militantes Fulani”. O Parlamento Europeu também condenou “a discriminação constante sofrida pelos cristãos nas regiões nigerianas onde a ‘sharia’ é aplicada”.

A Nigéria é um país prioritário para a Fundação AIS. Só no ano passado foram promovidos 121 projectos no valor global de quase 1,5 milhões de euros. Ajuda de emergência para as populações, apoio a sacerdotes, irmãs, seminaristas e catequistas e ainda a construção e reconstrução de igrejas, capelas e centros paroquiais são algumas das áreas onde se espelha a solidariedade dos benfeitores da AIS.

(Departamento de Informação da Fundação AIS)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ÁfricaPerseguiçãoViolência
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia