Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Outubro |
São José Lê Dang Thi
Aleteia logo
home iconEspiritualidade
line break icon

Os 8 passos para o discernimento espiritual, segundo o Papa Francisco

PAPIEŻ FRANCISZEK PODCZAS MODLITWY

Instagram/EAST NEWS

Kathleen Hattrup - publicado em 08/07/20

Assim como sabemos distinguir uma língua da outra, também podemos distinguir a voz de Deus da voz do maligno. Para isso, podemos fazer estas oito perguntas

Ser capaz de distinguir o certo do errado não é apenas uma questão de consciência moral, mas também de crescimento espiritual. Na verdade, o discernimento é um dos pilares da espiritualidade inaciana clássica.

No quarto domingo da Páscoa de 2020, o próprio Papa Francisco, um jesuíta, deu uma breve lição sobre discernimento em oito etapas relativamente fáceis. Aqui, adaptamos e compartilhamos com você os trechos mais importantes da catequese de Francisco.

O pontífice lembrou que o Evangelho diz: “as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz à pastagem” (João 10,3). Isso quer dizer que o Senhor nos chama pelo nome, nos chama porque nos ama. Mas o Evangelho também nos diz que há outras vozes que não podem ser seguidas: as de estranhos, ladrões e bandidos que causam danos às ovelhas.

Essas diferentes vozes ressoam dentro de nós. Há a voz de Deus, que fala gentilmente com a consciência, e há a voz tentadora que leva ao mal. Mas como podemos reconhecer a voz do bom pastor e não a do ladrão? Como podemos distinguir a inspiração de Deus da sugestão do maligno?

Essas vozes têm maneiras diferentes de bater à porta dos nossos corações. Elas falam línguas diferentes. Assim como sabemos distinguir uma língua da outra, também podemos distinguir a voz de Deus da voz do maligno. Para isso, podemos fazer estas oito perguntas:

1Essa voz me deixa livre?

A voz de Deus nunca nos força; Deus se propõe, ele não se impõe. Em vez disso, a voz do mal seduz, assalta, força; desperta ilusões deslumbrantes, emoções tentadoras, mas transitórias.

2Estou sendo bajulado?

A princípio, a voz do mal nos faz acreditar que somos todo-poderosos, mas depois nos deixa vazios por dentro e nos acusa: “Você não vale nada”. A voz de Deus, em vez disso, nos corrige com muita paciência, mas sempre nos encoraja, nos consola, sempre nutre a esperança.

3Estou conseguindo olhar para a frente?

A voz de Deus é uma voz que tem um horizonte, enquanto a voz do mal leva você a um muro, ela o leva a um canto.

4Estou pensando no momento presente?

Outra diferença: a voz do inimigo nos distrai do presente e quer que nos concentremos nos medos do futuro ou na tristeza em relação ao passado – o inimigo não quer o presente, ele traz à tona a amargura, as lembranças dos erros sofridos, aqueles que nos machucaram, muitas lembranças ruins. Em vez disso, a voz de Deus fala sobre o presente: “Agora você pode fazer o bem, agora pode exercitar a criatividade do amor, agora pode renunciar aos arrependimentos e remorsos que mantêm seu coração cativo”.

5É sobre o meu ego?

Novamente: as duas vozes levantam questões diferentes em nós. O que vem de Deus será: “O que é bom para mim?” Em vez disso, o tentador insistirá em outra pergunta: “O que sinto vontade de fazer?”. A voz do mal sempre gira em torno do ego, seus impulsos, suas necessidades. É como as birras de uma criança. A voz de Deus nunca promete alegria a um preço baixo; convida-nos a ir além do ego para encontrar o verdadeiro bem: a paz.

6E depois que esta voz me deixar?

Lembremos: o mal nunca nos dá paz, causa frenesi primeiro e deixa amargura depois. Este é o estilo do mal.

7Trevas ou luz?

A voz de Deus e a do tentador, finalmente, falam em diferentes “ambientes”: o inimigo prefere trevas, falsidades e fofocas; o Senhor ama a luz do sol, a verdade e a transparência sincera.

8Estou sendo levado à verdadeira confiança?

O inimigo nos dirá: “Feche-se de si mesmo, ninguém entende ou escuta você, não confie em ninguém!” A bondade, pelo contrário, nos convida a nos abrir, a sermos claros e confiantes em Deus e nos outros.


WOMAN, STREET

Leia também:
8 regras de Santo Inácio para o discernimento

Tags:
DeusMal
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
3
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
4
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
5
São João Paulo II
Reportagem local
A última frase de São João Paulo II antes de partir desta vida
6
Ary Waldir Ramos Díaz
O papa que enfurece o diabo: São João Paulo II fez exorcismo dent...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia