Aleteia
Segunda-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Cultura e Viagem

A ilha onde São Francisco se refugiou

San Francesco del Deserto

Anton Nosik | CC BY 3.0

V. M. Traverso - publicado em 20/07/20

O santo nos mostra que períodos forçados de isolamento da sociedade podem ser transformados em experiências espirituais de contemplação, oração e reflexão

A quarentena está sendo um período difícil para muitos de nós. Mas períodos forçados de isolamento social podem ser transformados em experiências espirituais de contemplação, oração e reflexão. Até São Francisco de Assis, no auge de sua missão, encontrou tempo para se retirar do mundo em busca de reflexão e meditação.

Nascido em 1181 na Itália, São Francisco de Assis é um dos santos católicos mais amados de todos os tempos. No entanto, muitos de nós talvez não saibam que ele chegou a um ponto em sua vida em que teve que se retirar temporariamente de sua missão como pregador e buscar a solidão, a oração e a reflexão.

Na década de 1220, São Francisco fez uma viagem à Terra Santa. Lá, ele se encontrou com o sultão do Egito, Malek-el-Kamel, para discutir o conflito inter-religioso e a busca compartilhada de paz. Este encontro é tido como um exemplo de diálogo inter-religioso até hoje. Quando Francisco voltou a Veneza, depois de uma viagem marítima de meses a bordo de um navio de carga, ele estava no auge de sua fama como pregador. Milhares foram inspirados por seu convite para desistir de bens materiais e viver uma vida de penitência, amor fraternal e paz.

Após sua chegada a Veneza, centenas de fiéis foram encontrá-lo. Porém, Francisco percebeu que primeiro precisava de um momento de silêncio, reflexão e oração antes de retornar à sua missão. Graças a um pequeno barco a remo, ele foi para uma ilha da Lagoa de Veneza, localizada entre as ilhas de Burano e Sant’Eramo, agora conhecida como ilha de São Francisco do Deserto.

Conforme relatado por São Boaventura de Bagnoregio na biografia de São Francisco, o santo foi recebido por uma multidão de pássaros cantores e um forte senso de silêncio.

Após algumas semanas de reflexão entre os ciprestes e pinheiros da ilha, Francisco voltou para o continente e retornou a Assis, lar de uma comunidade florescente de frades que havia fundado.

Inspirado pela visita santa, o proprietário da ilha, Jacopo Michiel, presenteou a terra com sua nova ordem. Cinco anos depois, os franciscanos lançaram a primeira pedra de um mosteiro que ainda hoje é usado. Durante o século XV, um violento surto de malária levou ao abandono da ilha por 20 anos, período em que ganhou o nome de São Francisco do Deserto.

Durante a era napoleônica, os frades tiveram que sair mais uma vez para dar espaço a um posto militar. Desde então, eles voltaram e ainda cuidam do mosteiro do século XIII, de suas obras de arte e de seus jardins enclausurados. Hoje, é uma fuga digna das multidões de Veneza. Pode-se chegar lá de barco a partir da ilha vizinha de Burano. A travessia custa cerca de 10 euros.

O local está aberto para visitas todos os dias, exceto às segundas-feiras, das 9 às 11 e das 15 às 17 horas. Para organizar curtos períodos de retiro espiritual, entre em contato com: sfdeserto@libero.it




Leia também:
50 conselhos de um monge do deserto para a sua vida

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Viagem
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATIMA
Philip Kosloski
Fotos raras dos 3 pastorinhos de Fátima
POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE
Reportagem local
As 3 orações que o Papa pediu para rezarmos e...
Pe. Gilmar
Reportagem local
Brasil: padre desaparece e manda mensagem com...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia