Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Os grandes benefícios de se sentir perdido

SAD

Evgeny Hmur - Shutterstock

Michael Rennier - publicado em 19/10/20

Quer crescer e amadurecer? Deixe-se perder um pouco com mais frequência

Às vezes, eu me perco de propósito. Em uma corrida, viro em uma rua aleatória porque quero ver como são as casas naquele bairro intrigante, ou talvez haja um parque escondido na esquina ou uma vista diferente do rio. Dessa forma, ao me sentir perdido, encontrei lugares que não consigo encontrar de novo – delicadas fontes urbanas de cobre com crostas verdes por décadas ao sol, riachos salpicados de peixes prateados entrando e saindo da sombra, um cemitério antigo, coberto de grama, da civilização pré-colombiana que viveu nas margens do rio Mississippi há mil anos. São experiências únicas que me ocorrem espontaneamente. Tudo o que tenho a fazer é vagar.

Lembro-me de quando aceitei minha primeira designação para pastorear uma igreja. Eu recentemente havia me formado no seminário. E um pequeno grupo de pessoas me pediu para ir a Cape Cod para ajudá-los a iniciar uma nova paróquia anglicana. Assim, aceitar a posição foi um salto de fé e, para dizer a verdade, eu estava mais perdido do que esperava. Não tinha ideia de como construir uma igreja. Então, felizmente, concordei em me perder no imenso desafio de servir a uma comunidade cristã desde os primeiros momentos de seu nascimento.

Amadurecimento

Minha vontade de me perder de diferentes maneiras ao longo dos anos rendeu frutos. Primeiramente, aprendi muito com meus paroquianos e amadureci como pastor. Então passei a pensar nesses paroquianos como minha família. E juntos nossa comunidade experimental prosperou. Na verdade, como não tinha ideia do que estava fazendo, não tinha preconceitos sobre como exatamente se faz para fazer uma igreja prosperar. Então formamos uma comunidade unida e tentamos todos os tipos de coisas. Enfim, se eu tivesse chegado lá com tudo rigorosamente planejado, toda a experiência teria sido muito menos frutífera.

Da mesma forma, nunca poderia planejar descobrir as partes esquecidas e escondidas da cidade onde moro, porque não tinha ideia de que existiam. A vontade de se perder é o único caminho.

Sentir-se perdido nem sempre é muito divertido. Literalmente falando, nada é pior do que estar em um carro – perdido – enquanto a pessoa ao lado grita que você errou. Metaforicamente, estar perdido como um estado de espírito é estressante. É aquela sensação desagradável de não saber o que fazer a seguir, de não ver um caminho produtivo adiante, de sentir-se inseguro sobre para onde a vida está indo.

Acontece com todos nós em algum ponto ou outro. Pode-se estar preso em uma carreira insatisfatória, mas sem saber qual seria o melhor caminho. Pode-se saber que há uma vocação específica em sua vida, mas você se vê incapaz de localizá-la. Quando a próxima etapa é incerta, perdemos o equilíbrio. Enfim, isso se torna uma grande fonte de estresse e insatisfação.

Oportunidade de crescimento ao se sentir perdido

Tudo depende de como reagimos ao estarmos perdidos. O poeta Rainer Maria Rilke, em uma carta a um jovem poeta que estava perdido sobre o que escrever e o que fazer, escreve: “Seja paciente com tudo o que não está resolvido em seu coração e tente amar as próprias questões como se fossem quartos trancados ou livros escritos em uma língua muito estrangeira. Viva as perguntas agora. Talvez então você irá, gradualmente, sem perceber, viver uma longa jornada até a resposta.”

A paciência durante os momentos de sensação de estar perdido, de acordo com Rilke, é a chave para coisas novas e surpreendentes. Estar aberto à experiência é vital. A abertura não torna a experiência mais fácil. Embora eu me lembre com carinho de ter trabalhado com aquela igreja nova, também me lembro de momentos intensos de estresse e frustração. Mas se formos pacientes e estivermos de mente aberta, a experiência de estarmos perdidos eventualmente nos levará a transformação.

Correr riscos

Na verdade, não sabemos o que podemos nos tornar até que o tornemos. Então, se nunca estivermos dispostos a correr riscos, nunca iremos experimentar qualquer crescimento pessoal. De que outra forma podemos expandir nossos horizontes, a menos que estejamos dispostos a ir além de nossos limites habituais para um território desconhecido?

Nesse sentido, trata-se de um ato de equilíbrio. Acima de tudo, não estou dizendo para ser imprudente. Mas isso não deve nos impedir de ser aventureiros. E, claro, sentir-se perdido costuma ser uma condição que a vida nos impõe contra nossa vontade. O que realmente importa é como enfrentamos o desafio.

Quando olhamos para trás em nossas vidas, podemos ver como os acontecimentos inesperados, mesmo os momentos muito difíceis, os momentos em que estávamos ansiosos e preocupados, inseguros quanto ao nosso futuro, foram os catalisadores de períodos de enorme crescimento. Então, eu digo, de vez em quando vire à direita, onde normalmente você vira à esquerda. Abra uma nova porta. Vá em frente e se perca.




Leia também:
Um pequeno exame de consciência para mudar de vida




Leia também:
7 grandes razões para se confessar amanhã mesmo (e sempre)

Tags:
FamíliaInteligencia emocionalSentido da vidaTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia