Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 26 Setembro |
Santos Sebastião Nam I-gwan e oito companheiros
home iconEstilo de vida
line break icon

Mulher católica: como construir seu prestígio profissional?

woman work

Irina Bg - Shutterstock

María José García Crespo - publicado em 17/05/21

Nos negócios, parecer um bom profissional é tão importante quanto ser

Assumir a virtude da humildade pode parecer contrário ao que nos ensinam para ter uma vida de sucesso: “empoderar-se, promover-se, compartilhar suas conquistas, assumir o controle do seu projeto profissional”.

Sabemos que desenvolver o prestígio profissional é importante. Ajuda os outros a verem nossos verdadeiros talentos, tornando-nos mais propensos a ser selecionados para posições ou responsabilidades interessantes, e nos ajuda a nos diferenciarmos dos outros.

O que uma profissional católica pode fazer quando quiser se promover como funcionária ou como empresária? Não há nada de errado em ter sucesso nos negócios, mas às vezes é difícil descobrir onde está a fronteira entre o prestígio profissional e a vaidade.

Ajudar os outros

Dorie Clark, estrategista de marketing e professora da Duke University, diz que “muitas mulheres podem se sentir desconfortáveis ​​falando sobre suas realizações e se promovendo. Mas existem outras maneiras de mostrar suas áreas de especialização ao modelar seu prestígio profissional.

Compartilhar conhecimentos e habilidades é uma forma de cultivar seu prestígio profissional e, se for genuíno, também é uma forma de ajudar os outros.

Mas o perfil do prestígio profissional apresenta alguns desafios específicos para mulheres. Nos negócios, parecer um bom profissional é tão importante quanto ser. Como as mulheres católicas podem enfrentar esse desafio?

Talento e ser humildade

A síndrome do impostor é um dos obstáculos principalmente para as mulheres. Elas sentem, equivocadamente, que suas realizações são inválidas ou que foram bem-sucedidas por sorte ou com a ajuda de outras pessoas. Elas podem cair na armadilha de se sentir “impostoras”.

Além de ser desconfortável e alimentar a ansiedade, a síndrome do impostor pode impedir sua promoção pessoal e, portanto, o avanço na carreira.

Como católicas, temos um importante lembrete que podemos usar para combater nossa síndrome do impostor: saber que somos filhos e filhas de Deus, saber que temos grande dignidade e valor.

Isso nos ajuda a desenvolver nossa confiança como pessoa e como profissional. Quando não nos sentirmos mais impostores, podemos contribuir verdadeiramente.

Retidão de intenção

A autopromoção orgulhosa e o prestígio profissional não são a mesma coisa. Se você compartilha suas realizações com seu chefe, seus colegas de trabalho ou seus clientes porque deseja que eles pensem que você é melhor do que as outras pessoas, isso é um erro.

Mas se você faz isso porque precisa ganhar dinheiro, construir sua carreira ou quer que eles celebrem seus sucessos com você, pode fazê-lo de forma sincera e humilde.

A humildade se manifestará em suas ações e palavras e ajudará a mostrar não apenas o que você pode fazer, mas também quem você é.

“Não se trata de competição, mas de desenvolver sua carreira profissional de forma autêntica e respeitável.”

Desafios

Dorie Clarck relata na Harvard Business Review “que grandes mulheres empreendedoras experimentam uma reação social ao seu sucesso porque frustram nossas expectativas de como as mulheres supostamente deveriam se comportar. Espera-se que as mulheres sejam agradáveis, calorosas, amigáveis ​​e atenciosas.”

Mas quando se trata de tomarem decisões difíceis ou se autopromoverem, muitas vezes elas são penalizadas, quando esse mesmo comportamento seria visto como positivo em um homem.

Todos nós podemos pensar em exemplos de mulheres que foram criticadas publicamente por serem “muito rudes ou agressivas”.

Portanto, nesse contexto, como você, como mulher, pode desenvolver se prestígio profissional de forma consistente? Aqui estão três estratégias que os especialistas apontam para ajudá-la a fazer com que seus talentos sejam reconhecidos.

1. Networking

Segundo Clark, você pode trabalhar sua rede de contatos (networking) tanto dentro como fora de sua organização, com profissionais e conhecidos de lazer, hobbies ou da escola de seus filhos. Desta forma, você tem um grupo diversificado de pessoas que se identificam com os valores e conhecimentos que você representa.

“Em qualquer organização, existem maneiras pelas quais podemos demonstrar nosso conhecimento e ajudar os outros.” Clarck sugere métodos como o voluntariado para organizar ações de relacionamento com a comunidade ou na empresa; compartilhar informações na intranet corporativa ou publicar conteúdo nas redes sociais.

2. Discurso de elevador

A seguir, é necessário desenvolver um “discurso de elevador” simples e atrativo. Defina o seu discurso, monte sua história profissional de forma concisa e comunique-a. O que você não conta não existe, e assumir que os outros saibam do nosso progresso leva ao fracasso.

Esse “discurso de elevador” (uma versão simples e informal de um discurso de apresentação), que você terá sempre em mente, ajudará os outros a entender melhor quem você é, quais são suas habilidades, progresso, pontos fortes e sonhos.

3. Conteúdo

Por fim, você compartilha suas ideias publicamente e mostra sua experiência através da criação de conteúdo. Todos nós sabemos que desenvolver o prestígio profissional é valioso, pois uma reputação sólida pode colocá-lo no radar de grandes oportunidades de carreira.

Dessa forma, seus talentos anteriormente ocultos tornam-se visíveis. É muito mais provável que eles o identifiquem para tarefas ou posições interessantes e o ajudem a se destacar do restante dos profissionais.

Não se trata de uma competição, mas sim de desenvolver sua carreira profissional de forma autêntica e respeitável. Seu prestígio profissional também pode ajudá-la em crises nos negócios. Em caso de demissão, ter uma boa reputação torna muito mais provável que você seja contratada por outra empresa rapidamente. E, com a graça de Deus, se houver mudança, que seja para melhor.

Rectifica, portanto, a intenção, e não deixes de adquirir todo o prestígio profissional possível, ao serviço de Deus e das almas. O Senhor também conta com isso.

(São Josemaría Escrivá, Surco, n. ° 491)

Tags:
MulherTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
2
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
3
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
4
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
5
Gelsomino Del Guercio
Padre Pio tinha os estigmas, mas uma ferida secreta era mais dolo...
6
Padre Pio
Maria Paola Daud
3 orações a Padre Pio para pedir por uma causa urgente
7
PADRE PIO,I ABSOLVE YOU
Philip Kosloski
A poderosa oração de cura de São Padre Pio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia