Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 19 Setembro |
Santos Mártires coreanos (AndréKim Taegon, Paulo Chong Hasang e 101 companheiros)
home iconReligião
line break icon

Perseverança: qualidade e virtude

Nastyaofly | Shutterstock

CNBB - publicado em 23/07/21

A fé cristã dá consistência espiritual às pessoas, no cultivo e na vivência da virtude da perseverança

Por Dom Genival Saraiva
Bispo Emérito de Palmares (PE)

O ser humano revela a face de sua personalidade de muitas maneiras. Constata-se isso, facilmente, na leitura de elementos de foro individual e de caráter comunitário, de comportamentos pessoais e de práticas coletivas. Existe, pois, a marca da personalidade humana em tudo aquilo que faz parte da individualidade e do mundo dos relacionamentos, da convivência. De conformidade com a natureza das coisas, os efeitos são benéficos ou as consequências são prejudiciais, como se entende logo: se perseverar na prática da verdade é um bem, ser inconstante nessa procura tem um efeito negativo, em face do que se espera; persistir na prática do mal, em qualquer circunstância, sempre representa um mal a mais. A perseverança é uma qualidade, mas, segundo a maneira como é cultivada, torna-se uma virtude. Quando vista sob o prisma humano, como qualidade, compreende-se logo que se trata de algo que está ao alcance de qualquer pessoa, como fruto de sua motivação, de sua educação, de seu esforço; daí resulta a conquista de seus objetivos que, via de regra, passa pela superação de obstáculos, de dificuldades. Sob o olhar cristão, a perseverança uma atitude de fé, é uma virtude, cujo fruto é a conquista do Reino de Deus, diz Jesus: “Sereis odiados por todos, por causa do meu nome, mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.” (Mt 10,22) Ensina o Catecismo da Igreja Católica, n. 1810: “As virtudes humanas adquiridas pela educação, por atos deliberados e por uma perseverança sempre retomada com esforço, são purificadas e elevadas pela graça divina.”

Nisso consiste, precisamente, a virtude da perseverança. São Gregório Magno, séc. VI, ao se referir à atitude de Maria Madalena, ao ver o túmulo vazio, escreve: “Este fato leva-nos a considerar quão forte era o amor que inflamava o espírito dessa mulher, que não se afastava do túmulo do Senhor, mesmo depois de os discípulos terem ido embora. Procurava a quem não encontrara, chorava enquanto buscava e, abrasada no fogo do seu amor, sentia a ardente saudade daquele que julgava ter sido roubado. Por isso, só ela o viu então, porque só ela o ficou procurando. Na verdade, a eficácia das boas obras está na perseverança, como afirma também a voz da Verdade: Quem perseverar até o fim, esse será salvo (Mt 10,22). Ela começou a procurar e não encontrou nada; continuou a procurar, e conseguiu encontrar. Os desejos foram aumentando com a espera, e fizeram com que chegasse a encontrar. Pois os desejos santos crescem com a demora; mas se diminuem com o adiamento, não são desejos autênticos.” Esse ensinamento de São Gregório Magno é precioso. Uma causa de importância significativa na vida de uma pessoa não cansa, não esfria, não desaparece, com o passar do tempo, se o desejo de alcançá-la é autêntico, é santo. Por outro lado, em face do querer e do agir, identifica-se a marca da inconstância na vida de muitas pessoas, com essa nota muito comum: “O início sempre é empolgante, mas o caminho é cheio de percalços e a grande maioria cansa e desiste. Pra chegar lá e vencer é preciso ter muita força de vontade, ter determinação.” Diante disso, a atitude adequada não pode ser, obviamente, a de “Deixar como está, pra ver como é que fica”. A amizade, a solidariedade, a responsabilidade, o bom senso e a caridade apontam o caminho e apresentam formas de ajuda a quem se encontre nessa situação.

A fé cristã dá consistência espiritual às pessoas, no cultivo e na vivência da virtude da perseverança. Por isso, os desejos autênticos que tocam o coração e as aspirações legítimas que ocupam a mente das pessoas perseverantes encontram “a razão da sua esperança” no tempo de espera da realização de seus objetivos e projetos.

Tags:
Virtudes

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
7
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia