Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Seca e fome em Madagascar obrigam pessoas a comer solas de sapatos

Madagascar

Ban Yido/Unsplash | CC0

Francisco Vêneto - publicado em 27/07/21

Mãe relata sobre um de seus oito filhos: "já desmaiou de tanto chorar"

Um cenário extremo de seca e fome em Madagascar está obrigando pessoas a comer solas de sapatos na tentativa desesperada de sobreviver. No sul do país, onde a estiagem se arrasta há anos, cerca 400 mil pessoas estão comendo também raízes, cactos, gafanhotos e lama.

Seria inacreditável que alguém esteja tendo de comer lama e pedaços dos próprios calçados em julho de 2021, mas a rede Euronews veiculou registros em vídeo desta situação absurda e escandalosa de miséria brutal.

As solas são fervidas até amolecer para serem então engolidas aos pedaços por seres humanos reduzidos a um nível indescritível de humilhação e sofrimento, inaceitável sob absolutamente qualquer espécie de justificativa num planeta em que toneladas de comida são jogadas no lixo todas as horas do dia, todos os dias.

O mesmo canal europeu apresentou o caso da família de Sinazy, cujos oito filhos choram de fome: “Os meus filhos choram. Choram tanto, com todo o seu coração, com todas as suas forças. Um já desmaiou de tanto chorar”.

David Beasley, chefe do Programa Alimentar Mundial, esteve recentemente no país e descreveu a fome em Madagascar, particularmente no sul da ilha, como “um filme de terror”.

A presidência do miserável país insular do sudeste africano alega que existe “forte vontade política” de mudar a realidade do sul malgaxe e afirma que “várias ações” já foram executadas desde as eleições em 2019. Quaisquer que tenham sido, porém, não foram suficientes para evitar que 400 mil pessoas tivessem como “alimento” a lama, os gafanhotos, as raízes, os cactos e as solas dos seus sapatos.

Tags:
fomeJustiçaPobrezasolidariedade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia