Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Monja birmanesa que desafiou militares agora trata pacientes com COVID

MYANMAR

Handout / Myitkyina News Journal / AFP

John Burger - publicado em 25/08/21

Irmã Ann Rose Nu Tawng mais uma vez se coloca entre a vida e a morte em Mianmar

Em março deste ano, Ir. Ann Rose Nu Tawng ficou entre a vida e a morte, dizendo aos soldados armados em Mianmar que, se quisessem atirar nos manifestantes, teriam que passar por ela primeiro.

Agora, Ir. Ann está mais uma vez ajudando pessoas: pacientes com o novo coronavírus.

Na época do episódio com os soldados, ela disse: “eu corri para onde os soldados estavam; nem percebi que poderia estar em perigo. Eu só queria que as pessoas não fossem mortas”.

Os protestos diminuíram, e a religiosa passou a cuidar de pacientes doentes na Clínica Missionária Católica da cidade e em vilarejos remotas do estado de Kachin.

“Há pessoas com sintomas de COVID, mas não há centros de teste, e as pessoas não têm dinheiro para fazer o teste”, conta a religiosa.

A popularidade da Ir. Ann Nu Tawng como religiosa, impulsionada pelo vídeo viral e pela atenção da mídia, trouxe problemas para ela em relação às autoridades de Mianmar.

“Eu sei que pessoas que defendem a verdade e fazem o bem são odiadas,” disse. “Mas se você ficar com medo o tempo todo, se não se atrever a fazer coisas com medo de críticas, então você não será capaz de realizar nada.”

Tags:
PandemiaReligiosos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia