Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 19 Setembro |
Santos Mártires coreanos (AndréKim Taegon, Paulo Chong Hasang e 101 companheiros)
home iconCultura e Viagem
line break icon

Fim de uma pandemia em Palermo foi atribuído à Santa Rosália

CHURCH OF SAINT ROSALIA

Shutterstock|Kiev.Victor

V. M. Traverso - publicado em 09/09/21

Como forma de agradecimento, os moradores construíram um santuário dedicado à santa

Os visitantes da cidade siciliana de Palermo não podem deixar de ir ao santuário construído em homenagem à padroeira local, Santa Rosália. O santuário imponente foi construído dentro de uma caverna natural no Monte Pellegrino, uma colina imponente com vista para Palermo que inspirou muitos escritores e artistas, incluindo o poeta alemão do século 19 Johann Wolfgang von Goethe.

 A primeira evidência de um templo cristão no Monte Pellegrino remonta ao século 12. No entanto, foi no século 17 que o santuário de Santa Rosália foi concluído.

Uma visão de Santa Rosália

De acordo com uma lenda local, o santuário foi construído depois que Santa Rosália ajudou os habitantes de Palermo a combater a praga. 

Em 1624, um barco com presentes para o vice-rei da Sicília veio da Tunísia e ancorou no porto da cidade. As autoridades alertaram o vice-rei que as pessoas no navio estrangeiro provavelmente estavam infectadas com a peste e sugeriram um período de quarentena para todos a bordo. 

Entretanto, o vice-rei Emanuele Filiberto ignorou os avisos, pois estava ansioso para receber os presentes exóticos. Poucas semanas depois, o governo declarou oficialmente uma emergência pandêmica em Palermo. A praga havia invadido a cidade. 

O santuário de Santa Rosalia foi construído depois que Santa Rosalia ajudou os moradores de Palermo a combater a praga.

Uma visão de Santa Rosália

Girolama La Gattuta, uma moradora local, escalou o Monte Pellegrino e teve uma visão: Santa Rosália apareceu e revelou o local onde seus ossos haviam sido enterrados. Poucas semanas depois, uma expedição foi pesquisar o local indicado pela mulher. Para a surpresa de todos, alguns ossos humanos brancos e brilhantes estavam entre as rochas. Poucos minutos após a descoberta, um forte cheiro de flores começou a inundar a montanha. A equipe levou os ossos para Palermo, e o arcebispo Giannettino Doria atestou a origem deles.

PORTO E MONTANHA
O santuário imponente foi construído dentro de uma caverna natural localizada no Monte Pellegrino, uma colina imponente com vista para Palermo

Um santuário como forma de agradecimento

Um ano depois, em 9 de junho de 1625, a cidade organizou uma procissão em homenagem a Santa Rosália, carregando seus ossos. A pandemia devastadora começou a desaparecer e, alguns meses depois, Palermo conseguiu acabar com a praga. Em um sinal de gratidão, a cidade construiu o lindo santuário, que ainda hoje se ergue sobre Palermo. 

Visitar o santuário é uma experiência única. A pequena fachada despretensiosa revela uma igreja elaboradamente decorada e um convento escavado a 25 metros na montanha. Estátuas de mármore, altares e crucifixos destacam-se das paredes de rocha, fazendo parecer que a igreja se desenvolveu naturalmente a partir do interior da montanha. 

Longe de ser apenas uma atração turística, o santuário é um local ativo de adoração com milhares de pessoas subindo a montanha todos os dias para orar. Todos os anos, no dia 4 de setembro, dia da festa de Santa Rosália, dezenas de milhares de pessoas vão descalças até a igreja para mostrar seu respeito à santa que ajudou a combater a peste.

saint rosalia church

O santuário está aberto aos visitantes todos os dias das 8h às 20h, com ônibus de transporte público que circulam regularmente do centro de Palermo. As missas acontecem às 9h00, 11h00 e 18h00, de segunda a domingo, e às 11h00 e às 18h00 aos domingos. 

Tags:
PandemiaSantos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
7
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia