Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Joe Biden insinua que a vida não começa na concepção – mas arcebispo contesta

JOE BIDEN

Michael F. Hiatt - Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 09/09/21

"A Igreja Católica ensina e ensinou que a vida começa na concepção. O presidente não está apresentando o ensinamento católico"

O presidente norte-americano Joe Biden insinua que a vida não começa na concepção, mas o cardeal Wilton Gregory, arcebispo de Washington, reafirma com clareza o que é demonstrado pela biologia mais elementar e, por conseguinte, reconhecido pela Igreja:

“A Igreja Católica ensina e ensinou que a vida começa na concepção. O presidente não está apresentando o ensinamento católico”.

Gregory se manifestou nesta quarta-feira, 8 de setembro, durante um almoço no Clube Nacional de Imprensa, na capital dos Estados Unidos.

Por sua vez, Joe Biden havia afirmado na semana passada:

“Eu fui e continuo sendo um firme apoiador da lei Row versus Wade [ndr: trata-se da sentença emitida em 1973 pela Suprema Corte dos Estados Unidos, liberando o aborto no país]. Eu respeito [quem acredita que a vida começa no momento da concepção], respeito isso. Não concordo, mas respeito”.

Biden contradiz o que havia afirmado em uma entrevista de 2008 e num debate de 2012, ocasiões em que afirmou acreditar que a vida começa, sim, no instante da concepção.

A biologia não depende de narrativas ideológicas

É o instante, afinal, em que não se tem mais um óvulo ou um espermatozoide, mas um zigoto formado por ambos e dotado da própria identidade genética, notavelmente diferente da identidade do pai e da mãe. O zigoto se caracteriza como um ser novo, distinto e, obviamente, vivo, já que está em pleno e natural desenvolvimento, com todas as características próprias desse estágio inicial do seu processo de crescimento. Este ser vivo em desenvolvimento não mudará de espécie, de modo que, evidentemente, é e continuará sendo um ser humano desde o seu surgimento.

Entre os incontáveis cientistas que atestam esta obviedade biológica [confira o artigo recomendado logo abaixo desta matéria] está o professor de Genética Fundamental da Universidade de Sorbonne, Jérome Lejeune, mundialmente respeitado por descobertas científicas como a da anomalia cromossômica que provoca a Síndrome de Down. Ele afirma que “todos os códigos da vida já estão inscritos nesta primeira célula chamada zigoto”. Não se trata, portanto, de um “amontoado genérico de células”, como tenta fazer crer a narrativa pró-aborto. O zigoto é um ser vivo único e distinto, no qual já está contida toda a informação genética que o levará a percorrer todas as etapas naturais do desenvolvimento humano – a menos que seja impedido de percorrê-las.

Joe Biden insinua que a vida não começa na concepção – mas arcebispo contesta

Durante o almoço desta quarta-feira, uma das perguntas ao cardeal Wilton Gregory foi se a Igreja tinha “suavizado” a sua posição a respeito do aborto. O cardeal respondeu com clareza:

“A nossa Igreja não mudou de posição sobre a imoralidade do aborto e não vejo como poderíamos mudar, porque acreditamos que toda vida humana é sagrada”.

Joe Biden insinua que a vida não começa na concepção – mas arcebispo contesta
Leia também:

Tags:
AbortoBisposDoutrinaIdeologiaPolíticaVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia