Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Código de Cavalaria para os dias de hoje: serás generoso com todos

KNIGHT CHIVALRY

Public Domain

Arthur Herlin - publicado em 20/10/21

Um antigo código do século XII pode oferecer um guia útil para os tempos atuais

Como seria um cavaleiro moderno? Para responder a essa pergunta espinhosa, a Aleteia revisitou um antigo Código de Cavalaria do século XII. Essas regras ditavam a conduta de cavaleiros que desejavam cultivar virtudes sagradas e despertar os sentimentos mais nobres em si.

À primeira vista, tal código pode parecer desatualizado ou inadequado para a era moderna. Mas seria mesmo? A Aleteia pediu que alguns especialistas revisitassem e atualizassem para nós os preceitos desse código – algo com o qual nossa sociedade moderna poderia ganhar grande inspiração. Juntos, vamos promover um novo espírito virtuoso!

Cavaleiro moderno

O padre Guillaume Soury-Lavergne explica o preceito da generosidade.

Aqueles que desejam ser como cavaleiros modernos devem ter nada menos do que a santidade como seu ideal. Tais cavaleiros sabem que um peixe que meramente segue a corrente do rio é um peixe morto.

Eles estão bem cientes de que uma das características marcantes da nossa geração é a mundanidade, uma atitude que leva a se ajustar à maioria sem ousar testemunhar Cristo e seu Evangelho, a agir como um camaleão na sociedade e chafurdar nas águas turvas da superficialidade.

Pessoas de grande coração – e verdadeiros integrantes de um código de cavalaria – não podem tolerar nada em suas vidas que não as torne uma “grande alma”. Diante das reviravoltas políticas, do oportunismo de todos os lados e dos interesses que são exibidos diariamente na mídia a ponto de dar náuseas, eles têm apenas seus corações generosos e úteis a oferecer para mudar o mundo e reverter o curso da história. Fortalecidos pelo batismo, eles sabem que, nos assuntos de Deus, o recurso supremo é o sacrifício de almas consagradas.

Para acabar com a espiral ideológica estéril daqueles que pensam que falar é a mesma coisa que tomar medidas concretas, os cavaleiros modernos se orgulham de realmente oferecer sua vida ao próximo. Eles não são bons e generosos apenas idealmente: exercem essas virtudes da forma simples e concreta, com os recursos que possam ter, grandes ou pequenos. Para eles, ofertar sua vida não é uma questão teórica, mas a própria substância de sua existência diária. Eles oferecem sua vida ajudando os outros com seus próprios meios, dedicando tempo a Deus em oração; eles oferecem sua vida por seu cônjuge, a única pessoa que escolheram entre todas.

Oração

Seguindo Jesus, eles querem amar seu cônjuge “até o fim”, sabendo muito bem que há mais alegria em dar do que em receber. Sua oração poderia ser resumida por esta, atribuída a Santo Inácio:

Senhor Jesus,

ensina-me a ser generoso,

ensina-me a servir-Te como mereces,

a dar e não calcular o custo,

a lutar e não dar importância às feridas,

a trabalhar e não buscar descanso,

a servir e não pedir recompensa,

senão a de saber que faço a Tua vontade.

Em seu testemunho de generosidade, eles seguem o exemplo dos santos, que agiram muito mais do que falaram. Santa Teresinha do Menino Jesus resumiu tal ideal nestas palavras: “Amar é dar tudo, e dar a si mesmo”.

Tags:
FelicidadeHistóriaVirtudes
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia