Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 19 Janeiro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Vídeo de uma mulher com câncer faz o Brasil chorar

PRISCILA

@perecila51

Ricardo Sanches - publicado em 14/12/21

Compartilhado pelo Padre Fábio de Melo, o vídeo viralizou nas redes sociais e mostra um grande exemplo de fé e resiliência diante da doença

Priscila Oliveira, brasileira, 35 anos. Uma entre tantas mulheres que enfrentam diariamente a cruel batalha contra o câncer de mama.

A luta começou em fevereiro de 2021 e, apesar de todos os desafios, Priscila faz questão de se mostrar forte e confiante. Pelo Instagram, ela atualiza os seguidores sobre o progresso do tratamento, sempre com mensagens de fé e esperança.

E foi uma de suas postagens que, de forma especial, tocou o coração do Pe. Fábio de Melo. Depois de saber da morte de uma amiga que ela conheceu durante as sessões de quimioterapia, Priscila publicou um vídeo emocionante. Ela não diz nada (nem precisava). Apenas ouve e canta a música “Pra te adorar” e deixa as lágrimas rolarem, olhando para o Céu. Diante da dor da morte, ela só quis louvar ao Senhor.

A emoção do Pe. Fábio de Melo

O sacerdote compartilhou a publicação no perfil dele e, depois disso, o vídeo já foi visto quase 3 milhões de vezes. Emocionado, o Pe. Fábio de Melo escreveu:

“Eu já o vi inúmeras vezes. Tudo nele me comove. O sorriso triste, as lágrimas, os dedinhos inchados, o olhar buscando o céu, como se quisesse arrancar Deus de sua Glória, de seu trono, só para poder deitar em Seu colo, descansar Nele o que no coração dela é fardo, medo e insegurança.

Priscila, minha menina querida, este vídeo é uma das paisagens mais bonitas que eu pude contemplar na vida. Ao fundo, encostada à parede, está uma máquina de costura. Ela me sugere uma ação divina, a certeza de que Deus está alinhavando a sua história, costurando delicadamente a sua cura.”

View this post on Instagram

A post shared by Padre Fábio de Melo (@pefabiodemelo)

Momento doloroso

Segundo o portal G1, o vídeo é de setembro de 2021. Priscila contou ao portal que ela e a amiga costumavam fazer sessões de quimioterapia juntas e estavam constantemente trocando mensagens de esperança. A notícia da morte da colega foi muito “dolorida”. Disse ela:

“Foi um momento dolorido, fiquei sem saída. Na época, eu estava na casa da minha mãe em Cristalina (GO) e soube da morte da Rafaela. Não dava para ir em Araguaína acompanhar o velório. Chorei muito, não sabia o que fazer, minha alternativa era louvar a Deus, mesmo na minha dor, mesmo não querendo que aquela situação acontecesse, mesmo na fragilidade e diante do medo porque pensava: ‘Será que sou a próxima?’, eu tentava louvar a Deus”.

Aprender com a doença

Depois da repercussão do vídeo, Priscila comentou com o Pe. Fábio que ficou surpresa com a responsabilidade que ela tem de tocar as pessoas de alguma forma. O sacerdote, então, respondeu:

“É muito saber que a sua experiência, que é tão linda, tão verdadeira, está ajudando outras pessoas a se entenderem… algumas pessoas que estão lutando também contra o câncer. Outras pessoas que não têm doença alguma mas lançaram um olhar para dentro delas… Isso é lindo, né? Claro que a gente não escolheria sofrer. Eu, se pudesse, arrancaria a sua doença com a mão. Mas, a partir do momento que ela está aí, que ela, pelo menos, nos ensine alguma coisa, né? E essa sua maneira de lidar é linda e já é cura”.

Tags:
CâncerDoençaInternetPadres
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia