Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Quando morre um amigo

shutterstock_1331127602.jpg

by-studio|Shutterstock

Orfa Astorga - publicado em 22/03/22

No entardecer de sua vida, todos nos sentimos envolvidos num sublime mistério em que cada um de nós tinha a certeza de ser amado por ela

A minha amiga morreu durante o sono, pacificamente, como uma fruta madura que é gentilmente colhida.

A sua vida, como a de qualquer ser humano, tinha sido uma vida comum, marcada por tristezas e alegrias marcantes. Certamente houve muitas conquistas sobre si mesma, que agora só pertencem a Deus. Ela foi uma pessoa que não receberá uma biografia cuidadosa, nenhuma rua receberá o seu nome, nenhum monumento será construído para a posteridade.

Coisas com as quais, tenho a certeza, ela não se importaria em nada.

A este respeito, não esqueço quando, perante as duras adversidades da minha vida, e à beira de declarar a minha falência psicológica e moral, ela disse-me: “Pense que para Deus nunca houve, nem nunca haverá, ninguém mais importante do que ti, pela simples razão de que Ele te ama com um amor muito, muito pessoal”.

Um amor muito pessoal…

Uma verdade que ela viveu intimamente ao partilhar e acompanhar-nos de perto nestes doces e curtos anos na terra. Com ela poderíamos falar de muitas coisas simples, sem nunca descuidar do nível de amizade e confiança, em que ela própria participou com simplicidade.

Não havia nada em nós que não a interessasse, por mais comum que fosse.

Ela não era dada ao sentimentalismo; o seu amor era traduzido em obras de serviço. Contudo, foi apenas quando testemunhei os últimos dias da sua existência que se iluminaram todos os anos que ela passou na Terra, e assim compreendi a sua noção de amor pessoal.

A doença veio

A minha amiga, depois de levar uma vida muito ativa, foi gradualmente afetada por uma artrite reumatóide, uma doença degenerativa dolorosa e fatal, que ela combateu durante pouco mais de cinco anos, sem nunca perder o seu sorriso bondoso e o seu solícito interesse pela vida dos outros.

Enquanto pôde, esforçou-se o máximo possível para ser autónoma em todas as suas necessidades. Depois, com humildade, deixou-se cuidar de si sem nunca lamentar que a sua privacidade tivesse sido invadida. Apenas sorrisos e palavras de agradecimento.

Muito debilitara, ela se esforçava para responder às mensagens que lhe enviávamos. Ela as chamava de “suas vitaminas”. Ela sempre se arrumava para as reuniões virtuais com amigos e familiares. E ela acrescentava às nossas mensagens sempre uma nota de entusiasmo e alegria.

Entardecer da vida

E no entardecer de sua vida, todos nos sentimos envolvidos num sublime mistério em que cada um de nós tinha a certeza de ser amado por ela, de uma forma única e irrepetível.

A doença nunca lhe retirou a liberdade interior.

Nos seus últimos dias, quando a dor a deixou acamada, continuou a rezar intensamente pelas necessidades tanto de amigos como de estranhos, porque a doença nunca lhe tirou a liberdade interior. O amor libertou a minha amiga da sua doença, até ao último dos seus dias.

Ela agora foi para o Céu. Mas eu continuo a sentir o seu amor no meu coração… um amor muito pessoal.

Tags:
AmizadeCéuMorte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia