Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 05 Outubro |
São Benedito
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Ucrânia: mãe protege bebê com o próprio corpo durante explosão

UKRAINE

@ohmatdyt

Olga com seu marido e a filha no hospital

Dolors Massot - Ricardo Sanches - publicado em 22/03/22

Na hora do bombardeio, ela só pensou em salvar a vida da filha

A imagem de Olga é a de uma jovem castigada por um bombardeio russo na Ucrânia. Mas ela não é apenas uma vítima. Ela é uma mãe heróica, que sofreu ferimentos enquanto tentava proteger sua recém-nascida.

UKRAINE
Olga foi atendida em um hospital depois do bombardeio em Kiev

Olga e sua família moram em Kiev, capital da Ucrânia. Ela é casada com Dmitro, com quem teve uma menininha. Ela estava em casa e amamentando a filha quando um ataque cruel foi desencadeado na cidade. A população civil não teve tempo de se proteger nos abrigos, e Olga ficou à mercê dos projéteis que atingiram uma creche perto da residência dela.

UKRAINE
O marido de Olga também ficou ferido durante a explosão e foi atendido em um hospital

Tudo aconteceu muito rápido. Olga contou à Reuters que estava sentada com a bebê Victoria no colo e as duas se encontravam cobertas com uma manta. “E foi isso que manteve o bebê vivo. Eu a cobri [com o corpo] a tempo. Então, Dmitro pulou e nos cobriu também”, explicou. Foi assim que a família se salvou.

Agora, Olga está se recuperando no hospital pediátrico Ohmadit em Kiev. E, apesar de ainda estar toda coberta com curativos, a mãe consegue amamentar a filha pequena. E é isso que lhe dá forças para ficar bem o mais rápido possível.

A explosão na creche

“Quando desci ao pátio, vi que uma granada havia atingido a creche que ficava perto de nossa casa. Não havia mais telhados, janelas e portas nas casas vizinhas. Os destroços nos atingiram em cheio”, disse Dmitro.

A Unicef ​​Ucrânia divulgou a imagem de Olga como prova do amor das mães pelos filhos, mesmo com o risco da própria vida. E a foto também nos faz refletir sobre o significado da guerra. Como disse o Papa Francisco há alguns dias, a guerra é sempre injusta. É por isso que devemos contribuir para o retorno da paz.

Tags:
BebêsFilhosGuerraMaternidadeUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia