Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Psicologia, uma aliada das vocações cristãs

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Diminuem vocações sacerdotais

Philippe Lissac | GODONG

I.Media para Aleteia - publicado em 13/07/22 - atualizado em 13/07/22

O seu resumo das principais notícias do dia: uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quarta-feira, 13 de Julho de 2022

1 – Psicologia, uma aliada das vocações cristãs
2 – Explosão geopolítica no mundo ortodoxo
3 – Últimas notícias: Bento XVI não está morto
4 – Dois espanhóis multados por rezarem fora da clínica de aborto
5 – Simplicidade na verdade, a marca registrada de João Paulo I


1 – Psicologia, uma aliada das vocações cristãs

A psicologia está agora totalmente integrada em seminários e conventos em todo o mundo, e é quase impensável conceber a formação do clero sem a sua ajuda. Há cinquenta anos, a disciplina dormia na sombra, mas o Instituto de Psicologia da Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma foi pioneiro quando foi fundado em 1971. Entre as dificuldades frequentemente identificadas hoje em dia encontra-se a falta de maturidade, que não é necessariamente um fenómeno patológico em si, mas que pode conduzir a uma forma de “farisaísmo”. “Todos queremos seguir Jesus, mas inconscientemente seguimo-nos a nós próprios; procuramos satisfazer os nossos sonhos de poder, valor e posse. Isto é inconsciente, mas não deixa de ter uma influência significativa no nosso serviço ao Reino de Deus”, adverte o Padre Morgalla, que vê, portanto, as sessões psicológicas como um instrumento indispensável para identificar os limites e possíveis progressos na formação de um potencial futuro sacerdote ou pessoa consagrada. O Instituto, que tem apenas 15 alunos por turma a fim de permitir uma formação personalizada, é também de interesse para cada vez mais leigos, que procuram desenvolver a sua coerência pessoal face à “cultura narcisista” latente que muitas vezes enfraquece a autenticidade da fé cristã.

Alfa & Omega, espanhol

O diário italiano Domani analisa as consequências do apoio de Kirill a Vladimir Putin na sua oposição ao Ocidente e a decadência dos seus valores. Isto precedeu a invasão da Ucrânia. Foi por insistência do patriarca ortodoxo na defesa das tradições que o presidente russo abandonou o Conselho da Europa e reconstruiu a narrativa da identidade russa, diz o jornalista Pasquale Annicchino. A ligação entre a identidade religiosa e nacional – o princípio da “sinfonia” – nos países ortodoxos “desempenha um papel de liderança” e tem provocado “movimentos sísmicos” no mundo ortodoxo nos últimos anos. Bartolomeu, o Patriarca Ecuménico de Constantinopla, foi o arquiteto destes desenvolvimentos ao reconhecer a Igreja Ortodoxa Ucraniana, um movimento que foi muito ressentido por Moscou. Mais recentemente, empurrou a Igreja Ortodoxa Sérvia para “garantir a plena independência da Igreja Ortodoxa Macedónia”. Segundo o jornalista, a Igreja Ortodoxa Sérvia “provavelmente queria evitar o cenário russo” quando Bartolomeu reconheceu a Igreja Ortodoxa Ucraniana. A guerra na Ucrânia acelerou as tensões, com a Rússia a colocar dioceses em áreas invadidas “sob a proteção direta do Patriarcado de Moscou”. Em resposta, a Ucrânia está a preparar dois projetos de lei, o primeiro para proibir o Patriarcado de Moscou de operar em solo ucraniano e o segundo para proibir a atividade de grupos religiosos cujo centro de governo está “num Estado reconhecido por lei como agressor militar da Ucrânia”. O objetivo é forçar a Ortodoxia a reconhecer formalmente a integridade territorial do país e a colocar as religiões sob supervisão governamental, o que leva o jornalista a dizer que este projeto está próximo do modelo para lidar com as religiões proposto na China e “tão corretamente criticado no Ocidente”. Estas leis estão atualmente “em espera”.

Domani, italiano


3 – Últimas notícias: Bento XVI não está morto

O Papa Emérito Bento XVI não está morto. Embora isto não fosse normalmente considerado notícia, foi ontem objeto de várias manchetes e reportagens nos meios de comunicação social. De fato, na terça-feira por volta das 2h30 da manhã (hora de Roma), um professor italiano, Tommaso De Benedetti, criou um pânico na internet ao tuitar a partir de um relato falso em alemão, inglês e espanhol de que o Papa Emérito estava morto. Em Agosto de 2021, De Benedetti criou um perfil no Twitter fazendo-se passar pelo Bispo Georg Bätzing de Limburg, que é também presidente da Conferência Episcopal Alemã. Ele não utilizou ativamente a conta mas conseguiu acumular milhares de seguidores, seguindo as pessoas certas e deixando os algoritmos do Twitter fazer o resto. Publicou então as notícias falsas desse perfil na terça-feira à noite. O The Pilar admite ter republicado o tweet de De Benedetti, dizendo que era uma conta do Bispo Bätzing e que eles estavam a trabalhar para a confirmar. Pediu desculpa aos seus leitores e disse que em minutos tinha apagado o tweet, apercebendo-se claramente que era falso. Além disso, pouco tempo depois, o próprio De Benedetti tweetou a partir da conta falsa, admitindo que se tratava de um embuste. Ele já tinha feito uma proeza semelhante em 2012. “É um passatempo bizarro”, escreve o The Pillar, “temos a certeza que algumas pessoas ficaram realmente perturbadas com o que De Benedetti fez – foi rude, uma violação da nossa liberdade de expressão, e irrefletido”.

The Pillar, inglês


4 – Dois espanhóis multados por rezarem fora da clínica de aborto

“Rezar não é um crime”. Este é o nome da iniciativa tomada por várias pessoas em Espanha para protestar contra um projeto de lei que proíbe o “assédio de mulheres que vão a clínicas para interromper uma gravidez”. A lei foi aprovada em meados de Abril de 2021 e até agora não tinha sido um problema para aqueles que rezavam nos centros. No entanto, em Junho passado dois espanhóis foram multados em 600 euros por rezarem o terço à porta de uma clínica de aborto em Madri. Em protesto, uma vez por mês, as pessoas mobilizadas rezarão o terço em frente da clínica de aborto pioneira em Espanha, o centro Dator.

ACI Prensa, português


5 – Simplicidade na verdade, a marca registrada de João Paulo I

“Proximidade, humildade, simplicidade, pobreza e insistência na misericórdia e ternura de Jesus”: estas são as características mais marcantes do breve magistério de João Paulo I, segundo Stefania Falasca, vice-presidente da Fundação do Vaticano João Paulo I e vice-postuladora da sua causa de beatificação. Menos de dois meses antes da beatificação do Papa Luciani a 4 de Setembro. Durante uma conferência de imprensa, a vaticanista sublinhou a “absoluta coincidência entre o que ele ensinou e o que viveu”. Discípulo de São Francisco de Sales, João Paulo I foi herdeiro do Concílio Vaticano II, convencido de que o primeiro dever da Igreja era a evangelização. Entre as prioridades que teria desenvolvido se não tivesse morrido de ataque cardíaco 33 dias após a sua eleição: compromisso ecuménico e ação pela paz. Para Stefania Falasca, este Papa é “um ponto de referência na história da Igreja universal”.

Omnes, espanhol

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
PadresPsicologiaResenha de ImprensaVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia