Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 11 Agosto |
Santa Clara de Assis
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Muitos anglicanos veem o Papa como o pai da Igreja Ocidental

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA | I.MEDIA

I.Media para Aleteia - publicado em 04/08/22 - atualizado em 04/08/22

O seu resumo das principais notícias do dia: uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quinta-feira, 4 de Agosto de 2022

1 – Muitos anglicanos veem o Papa “como o pai da Igreja Ocidental”
2 – Povos indígenas: “a principal responsabilidade por este ‘genocídio’ cabe ao governo canadense”
3 – Perdão de Assis: jovens e famílias em marcha rumo à Porciúncula


1Muitos anglicanos veem o Papa “como o pai da Igreja Ocidental”

“Muitas pessoas na Igreja da Inglaterra, embora não vejam o Papa como alguém que tem autoridade legal aqui, veem-no como o pai da Igreja Ocidental”, disse o arcebispo de Cantuária e primaz anglicano Justin Welby aos repórteres em Londres na quarta-feira, segundo relata o website Katholisch.de. Falando nas Conferências de Lambeth, uma reunião de todos os bispos anglicanos do mundo, disse também que “o ecumenismo é um dos maiores desafios” para a Igreja anglicana neste momento e que, pessoalmente, está “muito envergonhado por não termos feito mais progressos” nesta frente. Para o Bispo Welby, é necessário um novo começo para acabar com o que ele descreve como um “inverno ecuménico”. Em relação à viagem ao Sudão do Sul com o Papa Francisco que ele deveria ter feito em Julho, mas que acabou por ser cancelada, ele disse que será arranjada assim que a saúde do pontífice o permitir.

Katholisch.de, alemão 

Cerca de 1.700 peregrinos de toda a Itália e Europa passaram pelas portas da “Porciúncula” de Assis a 2 de Agosto, a pequena igreja onde São Francisco compreendeu a sua vocação e onde lhe foi concedida pelo Papa Honório III uma indulgência plenária pelos pecados, conhecida como o “Perdão de Assis”. Desde 1980, cerca de 70.000 peregrinos vieram à cidade para este evento anual, que tinha sido suspenso nos últimos dois anos por causa da pandemia. Dois tipos de peregrinação, um para jovens e outro para famílias, foram organizados pelos Franciscanos da Itália. Frei Pietro Luca Roccasalva, que acompanhou as famílias, disse que elas foram capazes de “trazer de volta ao seu cotidiano a possibilidade do perdão, de um recomeço”.

Vatican News, italiano   


3Perdão de Assis: jovens e famílias em marcha rumo à Porciúncula

Para o Padre Stéphane Joulain, sacerdote dos Padres Brancos (Missionários da África) que vive há muito tempo no Canadá, as críticas ao pedido de perdão do Papa Francisco aos indígenas canadenses não se justificam e, sobretudo, exoneram as atuais autoridades políticas canadenses da sua responsabilidade para com uma parte da população que ainda enfrenta muitas dificuldades. Aplaudindo a grande humildade do Papa Francisco ao pedir desculpas e reconhecer os erros da Igreja, o Padre Joulain salientou que “não devemos esquecer que a principal responsabilidade por este ‘genocídio’ cabe ao governo canadense e à sua soberana, a Rainha da Inglaterra. “Muitos gostariam de esconder esta triste realidade, afirmando que o governo canadense já fez o seu mea culpa e que a página foi virada. Contudo, a situação do povo nativo do Canadá está longe de ser a ideal”, continuou o padre, citando o racismo, a discriminação e os problemas sociais como alguns dos problemas enfrentados por estes grupos. Ele explica também que a viagem de “acompanhamento e cura” ainda não terminou, e que é a Igreja Católica no Canadá que terá de continuar a trabalhar nesta questão. “Hoje, quero agradecer a coragem, a humildade do Papa Francisco e especialmente a mensagem de esperança que ele transmitiu corajosamente”, conclui o Padre Joulain.

La Croix, francês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
EcumenismoPapa FranciscoResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia