Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Setembro |
Beato Dalmácio Moner 
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

As melhores maneiras de ajudar os idosos a conviver mais pacificamente com a tecnologia

LAPTOP

Shutterstock | StockLite

Cerith Gardiner - publicado em 29/08/22

 Se for difícil viver em uma sociedade que está se tornando cada vez mais “inteligente”, os idosos poderão sentir que não há lugar para eles.

A velocidade com que a sociedade avançou em termos de tecnologia é bastante impressionante. Se você pensar bem, o fato de podermos ir a uma loja e nem precisar sacar nossa carteira para pagar é algo com o qual não poderíamos sonhar apenas algumas décadas atrás.

Hoje, os pagamentos sem contato se tornaram, praticamente, a norma. Também estamos vivendo em um mundo em que, quando você está doente, não precisa ir ao médico, pois as consultas on-line se tornaram uma solução que economiza tempo. E quanto ao setor bancário? Bem, as agências estão fechando a uma velocidade impressionante, e se você tiver um problema, terá que passar por uma infinidade de pessoas nos call centers para resolver.

Sou uma mulher de meia-idade bastante experiente em tecnologia. Porém, às vezes ainda me sento frustrada com a falta de interação física. Embora eu me maravilhe com a forma como esses desenvolvimentos tecnológicos são tão práticos e eficientes em termos de tempo, também gostaria que pudéssemos voltar a usar dinheiro, conversar com o pessoal do caixa e realmente ver um médico pessoalmente.

Os idosos e a tecnologia

Recentemente, também percebi como todas essas mudanças são assustadoras para meus pais idosos (não que eles quisessem admitir isso!). 

Por exemplo: meu pai, que tem 80 anos, ficou particularmente frustrado quando não conseguiu completar seu check-in no aplicativo da companhia aérea. Eu tentei ajudá-lo e não consegui. Meu filho, de 23 anos, também tentou e falhou miseravelmente. Foi a minha irmã que conseguiu. E, no momento em que resolvemos o problema, o voo dele estava quase para decolar. Este sistema supostamente rápido e fácil de usar, sem dúvida, fez com que sua pressão arterial aumentasse, algo que poderia ser letal em sua idade.

Depois fui fazer compras com minha mãe. Quando chegou a hora de pagar, ela teve que ir a um autoatendimento. Ela se mostrou um pouco confusa diante da máquina, mas orgulhosamente disse que já a tinha utilizado antes. No entanto, a máquina se recusou a registrar alguns de seus itens e minha mãe ficou em pânico. Ela sentiu a pressão das pessoas esperando na fila e também se sentiu um pouco idiota.

Conhecimento e habilidade

Assegurei a ela que esse tipo de coisa acontecia comigo o tempo todo e que teríamos que esperar por ajuda. Mais uma vez, ela ficou agitada e envergonhada por sua considerada falta de conhecimento ou habilidade com a tecnologia.

Esse incidente também me deixou bastante irritada. Minha mãe é uma mulher inteligente, que conseguiu acompanhar algumas mudanças tecnológicas. Ela domina o uso de seu smartphone e pode navegar nas compras on-line como uma profissional. No entanto, esse pequeno incidente a fez se sentir mal.

Claro que eu assegurei a ela que isso não era uma coisa de idade. Também apontei que as habilidades práticas que ela adquiriu como dona de casa com nove filhos causariam inveja na minha geração. Parece que hoje valorizamos a tecnologia acima da maioria das coisas, e isso parece minimizar os esforços e talentos das gerações anteriores.

Minha preocupação adicional é que, à medida que a sociedade avança, as gerações mais velhas se sentirão cada vez mais isoladas. Se for difícil viver em uma sociedade que está se tornando cada vez mais “inteligente”, os idosos poderão sentir que não há lugar para eles.

Felizmente, existem maneiras de ajudar nossos cidadãos mais velhos. Aqui estão apenas algumas delas:

Observe

Fique atento: quando você estiver fora de casa e vir um idoso lutando com a tecnologia, ofereça-lhe uma mão amiga.

Mantenha seus entes queridos atualizados

Se você tem familiares mais velhos, reserve um tempo para tentar ensinar-lhes alguns fundamentos de tecnologia. Mas atenção: não seja muito detalhista e vá no ritmo deles.

Matricule-os em alguns cursos

Existem alguns centros comunitários que oferecem aulas para idosos, a fim de ajudá-los a aprender mais sobre as tecnologias. Se seu ente querido puder, incentive-o a se inscrever!

Acompanhe-os

Se você sabe que seu ente querido idoso vai às compras em um horário regular, organize-se para ir com ele, se puder. Você será uma força tranquilizadora se as coisas não saírem conforme o planejado. 

Uma das atividades mais frustrantes e demoradas é qualquer coisa que envolva papelada, embora hoje em dia os órgãos governamentais prefiram que todas as informações sejam enviadas eletronicamente – o que abre uma outra caixa de Pandora. Então seja uma mão amiga para os idosos.

Peça-lhes ajuda

A maioria das pessoas gosta de se sentir útil. Este é especialmente o caso dos idosos. Em idades mais avançadas, eles tendem a pensar que são apenas um fardo pesado. Portanto, reserve um tempo para pedir-lhes conselhos ou ajuda, mesmo que você realmente não precise. Uma das coisas que minha mãe adora é quando eu pergunto a ela como tirar uma mancha teimosa da roupa ou peço-lhe para compartilhar alguns conselhos de culinária.

Tags:
IdososInternettecnologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia