Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 08 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Entrevista exclusiva com a mãe de Carlo Acutis: O segredo do meu filho

Antonia Salzano

Avec la permission de Antonia Salzano Acutis.

Antonia Salzano Acutis et son fils Carlo.

Aline Iaschine - publicado em 17/10/22

Entrevista exclusiva com a mãe do Beato Carlo Acutis: Um jovem italiano que foi beatificado em 2020, ele mostra-nos o caminho - que talvez não seja tão difícil - para Deus

Por ocasião do lançamento, a 12 de Outubro, do seu livro “O Segredo do Meu Filho” (Il segreto di mio figlio), Antonia Salzano falou com Aleteia. Ela testemunha a “extraordinária vida ordinária” do seu filho Carlo, que tinha um amor infinito por Jesus na Eucaristia. Ele é uma fonte de inspiração tanto para jovens como para idosos, frequentemente citado pelo próprio Papa como um modelo a seguir.

Aleteia: Antónia, você é a mãe do Beato Carlo Acutis. Conta-nos qual é o seu segredo. O que fez para criar um santo?

Antonia Salzano: Pessoalmente, não fiz nada; apenas dei ao meu filho os fundamentos educacionais que todos os pais devem dar. Carlo recebeu uma educação religiosa. Mandei batizá-lo, mas eu nasci numa família secular. O meu pai era um editor, constantemente rodeado de escritores, e neste ambiente nunca tinha ouvido ninguém falar de fé. A minha primeira Missa foi a minha Primeira Comunhão, a minha segunda Missa foi a minha Confirmação, e a minha terceira Missa foi o meu casamento.

Digo isto para salientar que foi o meu filho Carlo que me ensinou tudo. Mesmo em criança, ele demonstrou grande piedade: aos 3 anos de idade, quando passamos diante de uma igreja, ele quis entrar, saudar Jesus na cruz e Jesus no tabernáculo, e trazer pequenas flores a Nossa Senhora. Aos quatro anos e meio, ele lia a Bíblia e as vidas dos santos e rezava o terço. Se no caso de Santa Teresa de Lisieux, os seus pais foram os grandes educadores; no caso de Carlo, os papéis foram invertidos. Ele era o meu pequeno salvador, e acima de tudo era o meu grande educador na fé.

O que tornou Carlo diferente de outros jovens da sua idade?

Como disse João Paulo II, quando abrimos as portas a Cristo, a nossa vida muda. Cada vida ordinária torna-se extraordinária se for vivida em Cristo, por Cristo, e com Cristo. Isto foi o que Carlo fez. E ele fê-lo em todas as situações, desde a mais simples à maior, como ajudar em casa, ajudar as crianças vítimas de bullying, ou aquelas em dificuldades que tinham uma deficiência, ou os sem abrigo, trazendo-lhes comida e cobertores. O seu empenho foi sobretudo no apostolado. Aos 9 anos de idade, lia livros de informática que tinha comprado na Universidade Politécnica de Milão. Aprendeu algoritmos com os quais criou programas, depois websites para paróquias, os Jesuítas, o Vaticano. Não o fez pela sua glória pessoal, mas pela glória do Céu. Para conseguir, passou horas a trabalhar nisso. E no Verão, em vez de se divertir, permaneceu no seu computador até às 3 da manhã. Queria divulgar a Boa Nova, o Evangelho, e usou as suas extraordinárias capacidades para proclamar Cristo e ajudar os outros a aproximarem-se de Deus.

Carlo também criou exposições sobre diferentes tópicos da fé cristã, incluindo uma exposição sobre milagres eucarísticos que foi um enorme sucesso. Como surgiu este projeto e que frutos produziu?

A exposição sobre os milagres eucarísticos está agora circulando pelo mundo, em todos os continentes. Nos Estados Unidos, já foi exibida em mais de 10.000 paróquias. Depois, em Singapura, China, Japão, África, Índia… É uma exposição internacional. Carlo começou a colecionar material em 2000, quando tinha 9 anos de idade. Tínhamos feito uma peregrinação a Lanciano e ele ficou muito impressionado com esse milagre eucarístico. Dali surgiu a ideia de fazer algo que abalasse a consciência das pessoas, as tirasse do seu torpor, da sua tibieza. Porque já não há esta consciência de que Cristo está realmente presente no pão e no vinho consagrados.

Como se pode ver, os bancos estão sempre vazios em frente dos tabernáculos. Foi assim que a exposição nasceu e se espalhou por todo o mundo, imediatamente após a sua morte. Carlo teve imediatamente uma reputação de santo porque as pessoas sabiam que ele era um jovem cuja vida era consistente com aquilo em que ele acreditava. Por que é que os santos atraem? Porque Cristo está escondido neles, eles são portadores de Cristo. Carlo sempre disse que devemos “eucaristizar-nos”, porque depois nos tornamos contagiosos com Cristo. “Estar sempre unido a Jesus: esse é o meu programa de vida”, costumava ele dizer.

No seu livro, O Segredo do Meu Filho Carlo Acutis, diz que teve a intuição de que o seu filho deixaria a terra prematuramente. Teria o Senhor preparado você para este julgamento?

Sim, tive este sentimento interior diante da relíquia do véu da Virgem Maria, na sua bela catedral de Chartres. É um lugar especial com uma grande espiritualidade porque é um lugar onde as pessoas têm rezado durante séculos. Até Carlo, que estava tão próximo de Jesus – ele não se apercebeu, mas contou-nos coisas que se tornaram realidade depois. Por exemplo, desde criança, costumava dizer que permaneceria sempre jovem e que morreria por causa de uma veia no seu cérebro que se partiria (foi o que aconteceu devido à sua leucemia). Também dizia que quando pesasse 70 kg, morreria. E foi isso que aconteceu. Quando a leucemia começou, ele veio ao hospital e disse: “Mãe, eu não vou conseguir sair daqui vivo, quero que saibas isso, mas vou enviar-te muitos sinais”. Ele estava muito sereno, sempre com um sorriso; nunca se queixou. Se alguém lhe perguntasse: “Estás a sofrer?”, ele responderia: “Há pessoas que sofrem mais do que eu”. Ele deu um exemplo de santidade na morte. Compreendi que não me podia queixar, que era a suprema vontade de Deus: Carlo estava pronto e maduro para o Céu. Era um rapaz de vida perfeita e reta, de extraordinária pureza, generosidade, bondade… Nunca tivemos a mínima dúvida de que ele já estivesse no Céu.

Quando o seu filho foi exumado, o seu corpo foi encontrado num estado extraordinário. Hoje ele está em Assis, no Santuário do Despojamento, e o seu coração está num relicário na Basílica de São Francisco. Pode falar-nos sobre as suas relíquias?

De fato, Carlo foi encontrado intacto. Conseguiram vesti-lo. Os seus órgãos estavam intactos, bem como o seu coração, que foi depois transportado em procissão durante a beatificação de Carlo em Assis. As relíquias são úteis porque os santos, que têm muitos méritos no Céu, podem interceder para que o Senhor possa conceder milagres. Nunca esqueçamos que tudo isto é uma obra do Senhor. Quando as pessoas entram em contato com estas relíquias, ou quando as relíquias são exibidas ou transportadas em procissão, há curas e libertações. Elas fazem muito bem, e isto não é novidade.

Na verdade, a Igreja sempre venerou as relíquias dos santos, desde os primeiros séculos de cristianismo. Por isso, continuamos esta tradição da Igreja.

Carlo Acutis foi proclamado Beato a 10 de Outubro de 2020. Acha que o seu filho será canonizado em breve? O que é necessário para isso?

Esperamos que sim. Para a canonização, é necessário que outro milagre seja reconhecido pela comissão médica. Estamos otimistas porque vemos muitos deles. Dia sim, dia não, recebemos notícias sobre possíveis milagres: curas de câncer, pessoas com problemas graves que foram curadas sem cirurgia, pessoas que não podiam ter filhos… Então a Igreja analisá-los-á a seu tempo. É importante saber que não estamos a propor dez de cada vez, mas um de cada vez, e depois leva meses a analisar cada um deles. Dependendo do tipo de milagre, todos os médicos têm de concordar, como para o milagre da beatificação. Depois vai para a comissão teológica e depois para a comissão de cardeais. Esta é a rota. E, no final, o Papa tem a última palavra.

Carlo era um jovem que foi contra a corrente. Vivemos num mundo onde é difícil seguir Deus sem reservas. Que conselho daria o seu filho aos jovens de hoje?

Certamente a ser um influenciador de Deus, não um influenciador do nada. As coisas da terra são coisas que passam e deixarão de existir. O que restará é o quanto amamos a Deus, acima de tudo, e ao nosso próximo como a nós próprios. Jesus diz a cada um de nós: “Ide por todo o mundo. Proclamai o Evangelho”. Ele chama-nos a todos a sermos apóstolos, independentemente do nosso estado de vida. Portanto, antes de tudo, respondamos e sejamos portadores de Cristo. Digo aos jovens: Não banalizem a vossa vida, estejam sempre ligados ao Céu, e para estarmos ligados devemos rezar. Se rezarmos, Deus guia-nos e somos mais dóceis às suas inspirações, para irmos e caminharmos diretamente no caminho certo. Assim, Carlo é um jovem do seu tempo, que viveu o que você vive, com os mesmos perigos, alegrias, e tristezas. Ele soube resistir e vencer a sua luta. Ganhe a sua! Saiba que Jesus é um grande amigo e que os sacramentos são grandes meios. Tire partido desta grande oportunidade!

Antonia, poderia concluir com uma oração por todos os leitores de Aleteia no mundo, através da intercessão do seu filho, o Beato Carlo Acutis?

Como Carlo costumava dizer: “Não eu, mas Deus; não a minha própria auto-estima, mas a Glória de Deus”. Senhor, que seja sempre feita a Vossa vontade. Nunca nos esqueçamos de pedir ajuda à Tua santa Mãe. Que ela seja sempre um refúgio seguro para nós! Não esqueçamos o seu chamado a rezar o terço todos os dias. É um meio muito poderoso, ao qual a Santíssima Trindade deu um poder extraordinário. Portanto, aproveitemos e sigamos os conselhos do Céu. Não nos esqueçamos de ir todos os dias à Adoração Eucarística e à Santa Missa, e se isto não for possível, rezemos para podermos ir mais vezes.

Isto é o que devemos pedir ao Senhor: graças espirituais acima de tudo, para curar as nossas almas e estar prontos para ir diretamente para o Céu. Isto é o que vos peço, leitores da Aleteia! Carlo… interceda por nós!

Tags:
FamíliaJovenssantidadeSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia