Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Igreja vai mudar seu ensino sobre contracepção?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
BIRTH CONTROL,CONTRACEPTION

Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 11/11/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Sexta-feira, 11 de Novembro

  1. A Igreja Católica vai mudar o seu ensinamento sobre contracepção artificial?
  2. Diálogo islâmico-cristão: a dinâmica papal está ausente na Ásia
  3. Bahrein: um gesto humanitário para com um prisioneiro após a visita do Papa
  4. O dispensário móvel está de volta à Praça de São Pedro
  5. Um processo de reconhecimento do martírio previsto para uma freira italiana assassinada em Moçambique

1A Igreja Católica vai mudar o seu ensinamento sobre contracepção artificial?

À medida que aumentam os rumores de que o Papa Francisco está a considerar um novo documento que suavizaria a proibição da contracepção artificial pela Igreja – marcando uma potencial ruptura com a encíclica Humanae Vitae de Paulo VI, que ele beatificou e canonizou – o correspondente em Roma do jornal The Tablet encontrou-se com o principal conselheiro do Papa na matéria, o Arcebispo Vincenzo Paglia, presidente da Pontifícia Academia para a Vida. Co-fundador da Comunidade de Sant’Egidio, Paglia está convencido de que ser “pró-vida” não significa apenas reafirmar a oposição tradicional da Igreja ao aborto e à contracepção, mas também promover uma visão mais ampla e rica do que significa acolher a vida. “Hoje, o que ainda é importante para nós é sermos verdadeiramente pró-vida de uma forma eficaz e de forma alguma ideológica”, diz o arcebispo italiano de 77 anos. Ele acredita que as ameaças à vida incluem guerra, fome, pobreza, queda das taxas de natalidade, adolescentes que cometem suicídio, e os idosos que são rejeitados.

A economia é também uma questão de vida, porque a pobreza mata. “Dois milhões de crianças morrem de desnutrição todos os anos”, disse o Bispo Paglia. É por isso que a economista Mariana Mazzucato foi nomeada para a Academia, devido à sua experiência no seu campo de investigação, mesmo que as suas posições pro-choice sobre a questão do aborto estejam em desacordo com o ensinamento da Igreja. Ao longo do seu pontificado, o Papa Francisco tem insistido que a abolição da pena de morte, a proteção dos migrantes, a proteção do meio ambiente e a luta contra a injustiça econômica fazem todos parte de um pacote de preocupações relacionadas com a vida, e que a Igreja não pode, portanto, concentrar-se exclusivamente no aborto. Sobre a Humanae Vitae, Paulo VI advertiu que o uso generalizado de contraceptivos levaria a um declínio dos padrões morais e do respeito pelas mulheres. O Arcebispo Paglia considera que o elemento profético da encíclica, que pode ser visto na queda das taxas de natalidade no Ocidente, deve ser realçado. Mas ele assinala que a rejeição da contracepção não pode ser a única doutrina: por exemplo, a promoção da “paternidade responsável” é um eixo insuficientemente explorado. Em qualquer caso, o diálogo teológico deve continuar a fim de desenvolver um pensamento católico que seja compreensível num mundo que está a enfrentar muitas convulsões. “Pode estar a surgir um capítulo inteiramente novo sobre a ética da vida”, escreve o correspondente do jornal britânico.

The Tablet


2Diálogo islâmico-cristão: a dinâmica papal está ausente na Ásia

“O interesse do Papa em construir pontes com os muçulmanos dificilmente se reflete na Igreja na Ásia, que é o lar de mais de metade dos muçulmanos do mundo”, relata o repórter da UCAnews num artigo que olha para as iniciativas do Papa Francisco no diálogo muçulmano-cristão. A última iniciativa do pontífice argentino teve lugar no Bahrein, onde o Papa que em breve terá oitenta e seis anos se dirigiu a mais de 200 líderes religiosos de diferentes partes do mundo e ao Conselho dos Sábios Muçulmanos, presidido pelo Grande Imã de Al-Azhar, Ahmed el-Tayeb. Algumas semanas antes, o Papa tinha dirigido uma mensagem de paz à Ásia Central, de maioria muçulmana, num congresso inter-religioso no Cazaquistão.

Mas esta ambição papal de forjar laços estreitos com o mundo muçulmano está a encontrar pouco eco na Ásia. Nações como a Índia, Paquistão, Indonésia e Bangladesh representam por si só 40% (800 milhões) dos dois bilhões de muçulmanos do mundo, salienta o jornalista, observando que os bispos asiáticos não investiram realmente no diálogo e encontros com estas comunidades. “Para que os esforços papais deem frutos em termos de paz e cooperação entre cristãos e muçulmanos, a Igreja na Ásia deve prestar muito mais atenção às suas ações”, diz ele. Além disso, este diálogo com o Islã parece ser negligenciado pelos líderes da Igreja na Ásia quando as relações com o budismo ou o hinduísmo parecem ser mais prioritárias.

Como é que isto pode ser explicado? Uma das razões apresentadas é a perspectiva de ser “acusado de se envolver em trabalho de caridade para converter muçulmanos pobres na Ásia, especialmente no Sul da Ásia”. Outro argumento para a timidez dos bispos é o seu receio de se envolverem com um Islã que os ligaria ao Islã político.

UCA news


3E também na imprensa internacional…

Bahrein: um gesto humanitário para com um prisioneiro após a visita do Papa

Após a recente viagem do Papa ao Bahrein, a família do ativista xiita Mohammed Ramadhan foi autorizada, pela primeira vez em anos, a ter contato físico com ele durante uma visita ao prisioneiro. O seu caso foi levantado durante a viagem do Papa porque a sua sentença de morte estava alegadamente ligada a uma confissão extraída sob tortura.

Asia News

O dispensário móvel está de volta à Praça de São Pedro

Após dois anos de suspensão devido à Covid, e tendo em vista o Dia Mundial dos Pobres do próximo domingo, a iniciativa da clínica móvel para os pobres na região do Vaticano foi retomada.

Vatican News

Um processo de reconhecimento do martírio previsto para uma freira italiana assassinada em Moçambique

Descrita por muitos como “santa”, a irmã italiana Maria de Coppi, morta num ataque terrorista à missão comboniana em Chipene (Moçambique) em Setembro passado, poderia ser reconhecida como mártir, de acordo com vários líderes religiosos naquele país.

7 Margens

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
AbortoFamíliaFilhosResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia