Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

“A pintura mais bonita do mundo” recebe de volta suas cores

TITIAN TIZIANO ASSUMPTION MARY

Bill Perry | Shutterstock

Victor Nexon - publicado em 17/11/22

A obra-prima de Ticiano e o orgulho da Basílica dei Frari em Veneza, "A Assunção", pintada entre 1515 e 1518, reputada como "a pintura mais bela do mundo", está a ser revelada novamente após uma paciente restauração de quatro anos. Veja aqui:

A Assunção de Ticiano, que o escultor veneziano Antonio Canova considerou “a pintura mais bonita do mundo”, foi revelada em Outubro, após um paciente restauro de quatro anos.

Revestido em 2018 para assinalar o 500º aniversário da sua instalação na Basílica dei Frari em Veneza, o retábulo recuperou o seu “cromatismo excepcional” segundo o curador do património Benjamin Couilleaux, especialista em pintura veneziana do século XVI.

As cores originais do quadro, em particular o vermelho excepcionalmente intenso, foram recuperadas.

Criado para o altar-mor da basílica, o maior retábulo de Veneza – 6,80 metros de altura – sofria com microorganismos, poeira e fortes vibrações causadas por um órgão instalado em 1920, mas que já foi removido.

O quadro, que retrata a Virgem Maria com um manto vermelho ascendendo ao céu enquanto os apóstolos olham, foi o primeiro trabalho público em grande escala para Ticiano, uma forma de ele “se apresentar à cidade”, segundo Giulio Manieri Elia, diretor das Galerias da Academia de Veneza.

A tinta e as patinas datadas da restauração de 1817 foram removidas, e as cores originais da pintura, em particular o vermelho excepcionalmente intenso, foram recuperadas. O Padre Lino Pellanda, pároco da igreja durante os últimos nove anos, ficou encantado por ver “pessoas a chorar diante da beleza do quadro”.

Tags:
ArteCulturaigrejas
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia