Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha da Imprensa: Nigéria poderia se tornar o próximo Afeganistão?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
WEB2-NIGERIA-PROTEST-AFP-000_9AN4RM.jpg

Kola Sulaimon / AFP

Manifestation contre les enlèvements répétitifs au Nigeria, Abuja, 24 mai 2021.

I.Media para Aleteia - publicado em 22/11/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Terça-feira, 22 de novembro de 2022

  1. Nigéria poderia se tornar o próximo Afeganistão? Bispo preocupado
  2. Copa do Mundo: a forte fé do treinador de Portugal
  3. O episcopado alemão e o celibato dos padres
  4. A homenagem do Papa às Mães da Plaza de Mayo
  5. A renúncia do Cardeal Sandri, o cardeal mais poderoso da Argentina

1Nigéria poderia se tornar o próximo Afeganistão? Bispo preocupado

O Bispo Jude Arogundade de Ondo, da Nigéria, advertiu os políticos britânicos em uma reunião em Westminster que seu país corre o risco de se tornar “como o Afeganistão” se não forem tomadas medidas decisivas contra os grupos terroristas e seus patrocinadores. “A Conferência dos Bispos Católicos da Nigéria tem se manifestado repetidamente contra a insegurança sem precedentes na Nigéria, mas em vão”, disse ele em um discurso, acrescentando que os cristãos do país corriam o risco de genocídio. “Marchamos pela vida, protestamos e até pedimos ao presidente (Muhammadu Buhari) que renuncie se ele não for capaz de cumprir o objetivo fundamental do governo – a segurança das vidas e dos bens dos cidadãos”.

“Mas nada mudou”, acrescentou ele. O bispo Arogundade explicou que, até junho de 2022, 3.478 pessoas haviam sido mortas em ataques terroristas. Ele fez um apelo urgente ao governo britânico e “a todas as pessoas de boa vontade para obrigar o governo nigeriano a deter o genocídio”. O bispo nigeriano também falou no lançamento em Londres de “Perseguidos e esquecidos? Um relatório sobre cristãos perseguidos pela fé 2020-22”, compilado e publicado pela filial britânica da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). Ele lembrou aos presentes o ataque em sua diocese em 5 de junho, quando pistoleiros abriram fogo contra os católicos que participavam da missa na Igreja São Francisco em Owo, matando 41 e ferindo 73.

“Como outros ataques às igrejas na Nigéria, ninguém foi acusado de cometer este crime”, disse ele. “Nenhuma pessoa ou grupo de pessoas deve ter a audácia, sob nenhuma circunstância, de desencadear o nível de caos que está acontecendo na Nigéria sobre cidadãos inocentes”. De acordo com o relatório da ACN, a África assistiu a um forte aumento da violência terrorista e acredita-se que mais de 7.600 cristãos nigerianos tenham sido assassinados entre janeiro de 2021 e junho de 2022.

Catholic Herald, inglês


2Copa do Mundo: a forte fé do treinador de Portugal

O site americano The Pillar entrevistou o técnico da seleção portuguesa, Fernando Santos, que está atualmente no Qatar para a Copa do Mundo. Muito religioso, ele é membro dos Cursilhos de Cristiandade – ou “os pequenos cursos do cristianismo” – um movimento nascido no final da guerra espanhola, que tem como objetivo o crescimento da fé e da formação cristã entre os leigos. Em 2016, ele dedicou sua vitória contra a França na final da Euro para “seu melhor amigo e sua mãe”, Cristo e a Virgem Maria. O técnico confia que ele reza a Deus não apenas para agradecer-lhe as vitórias, mas diariamente.

“Todos sabemos que Deus nunca tomaria partido em uma partida de futebol”, diz ele, descartando qualquer relação supersticiosa com sua fé que ele possa ter tido no passado. Durante muito tempo, ele não levou seu batismo a sério, mas explica que ele mudou quando lhe foi dito sobre o significado da ressurreição de Cristo. Ele também explica que não tem mais medo de mostrar sua fé, confiando que pediu a seus chefes ortodoxos que o encontrassem um motorista para levá-lo à missa todos os domingos, quando ele era treinador da AEK Atenas. Seus jogadores também sabem que ele é católico. Sobre as controvérsias em torno da Copa do Mundo no Qatar, ele confessa que as questões de direitos humanos o preocupam, mas ele acha que esta Copa do Mundo é uma boa oportunidade para “tentar mudar as coisas para melhor”.

The Pillar, inglês


3E também na imprensa internacional…

O episcopado alemão e o celibato dos padres

Os bispos alemães tiveram uma visita “ad limina” tensa ao Vaticano na semana passada. Apesar da firme tentativa de reorientação de vários chefes dos dicastérios romanos, eles pretendem perseverar nas reformas promovidas pelo Caminho Sinodal Alemão, notadamente a abolição do celibato sacerdotal e a ordenação de mulheres como diáconos.

La Repubblica, italiano

A homenagem do Papa às Mães da Plaza de Mayo

O Papa Francisco enviou uma carta para as “Mães da Plaza de Mayo” após a morte de Hebe de Bonafini, símbolo deste movimento, que morreu em 20 de novembro aos 93 anos de idade. O Papa convida essas mães de pessoas que desapareceram sob a ditadura militar a continuar seu compromisso com paixão, assumindo sua missão histórica como “mães da memória”.

Vatican News, espanhol

A renúncia do Cardeal Sandri, o cardeal mais poderoso da Argentina

Aos 79 anos de idade, o Cardeal argentino Leonardo Sandri deixará em janeiro o cargo de chefe do dicastério para as Igrejas Orientais, que ele dirige há 15 anos. Esta poderosa figura da Cúria, que ainda é membro de vários outros dicastérios, é um diplomata muito experiente que foi notadamente núncio no México e na Venezuela. Ele foi responsável pelo anúncio da morte de João Paulo II ao mundo em abril de 2005, como substituto da Secretaria de Estado.

La Nacion, espanhol

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
ÁfricaResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia