Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Por que o padre Ivan chamou atenção internacional ao renunciar à nomeação episcopal?

Padre Ivan Brient

Diocèse de Vannes | Facebook

Padre Ivan Brient

Francisco Vêneto - publicado em 23/11/22

O Papa Francisco o tinha escolhido para ser bispo, mas ele pediu para não ser ordenado - e o motivo comoveu muita gente no mundo todo

O padre Ivan Brient, francês, de 50 anos de idade, recebeu do Papa Francisco neste último dia 7 de outubro uma importante e honrosa nomeação: ele receberia a ordenação episcopal e se tornaria bispo auxiliar da diocese de Rennes, no oeste da França.

Transcorrido pouco mais de um mês desde essa bela e desafiadora notícia, o padre Ivan renunciou oficialmente à nomeação episcopal – e o motivo chamou as atenções mundo afora.

Em 28 de outubro, ele escreveu ao Papa pedindo a renúncia à nomeação, “com pesar, mas em paz”. E explicou: “em paz porque sei que o Senhor sempre sabe abrir novos caminhos, mesmo quando pensamos que estamos sem saída”.

Em 16 de novembro, o Papa aceitou oficialmente a renúncia do padre Ivan, que, então, resolveu anunciá-la publicamente.

Foi quando o sacerdote revelou que tinha sido diagnosticado com a Síndrome de Burnout – e que os sintomas que sofre são “alarmantes”.

“Esses sinais me levaram a entender que, por um lado, eu estava cansado, e que, por outro, temia as tensões que esta missão despertaria em mim e que eu teria dificuldades em enfrentar”.

A Síndrome de Burnout

Simplificando, trata-se de um nível extremo de esgotamento ligado ao trabalho. É um distúrbio psíquico alimentado por intenso e prolongado estresse, decorrente de condições de permanente pressão, que prejudicam de modo grave o equilíbrio psicológico. Os sintomas são diversos e podem variar conforme cada pessoa, mas costumam incluir a exaustão física e emocional, que pode manifestar-se na forma de ansiedade, depressão, irritabilidade e mesmo agressividade.

Padre Ivan

O padre Ivan conversou com o núncio apostólico na França, dom Celestino Migliore, e com dom Pierre d’Ornellas, arcebispo de Rennes, a respeito da sua condição. Todos foram unânimes em apoiar a decisão do sacerdote de renunciar à nomeação episcopal.

Dom Raymond Centene, bispo de Vannes, e todo o conselho da diocese também demonstraram seu apoio fraternal ao sacerdote, que contará com um tempo de repouso e acompanhamento especial antes de voltar às funções de vigário geral na própria diocese de Vannes, onde permanecerá.

Tags:
BisposPadresSaúde
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia