Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 04 Fevereiro |
Santo Eutíquio de Roma
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: China se compromete a fortalecer o “consenso amigável” após reclamações do Vaticano

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
SACRED HEART CATHEDRAL IN DALI

Marco Ramerini | Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 01/12/22 - atualizado em 03/02/23

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quinta-feira, 1 de dezembro de 2022

  1. A China se compromete a fortalecer o “consenso amigável” após as queixas do Vaticano
  2. O novo presidente da Conferência Episcopal dos EUA discute o processo sinodal
  3. Um olhar sobre as visitas da Alemanha e da Bélgica ao Vaticano
  4. Aumento de pedidos de “desbatismo” na Bélgica
  5. O bispo ucraniano diz que as acusações de tráfico de armas contra sacerdotes são “represálias” russas

1A China se compromete a fortalecer o “consenso amigável” após as queixas do Vaticano

Enquanto o Vaticano, no sábado, acusou explicitamente Pequim de violar o acordo de 2018 sobre a nomeação de bispos chineses – com a instalação do bispo John Peng Weizhao como bispo auxiliar na província de Jiangxi, que o Vaticano não reconhece como diocese – o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês Zhao Lijian garantiu a boa vontade do governo. Zhao disse não estar ciente da situação específica envolvendo o bispo Peng, mas afirmou que as relações entre a China e o Vaticano haviam melhorado nos últimos anos em benefício e “desenvolvimento harmonioso” do catolicismo chinês.

“A China está disposta a expandir continuamente o consenso amigável com o Vaticano e manter em conjunto o espírito de nosso acordo provisório”, disse ele aos repórteres. Esta resposta vem em um contexto particularmente complexo, já que o acordo renovado em outubro passado foi fortemente criticado por muitos. Além disso, diz-se que o Papa Francisco ordenou clandestinamente o bispo Peng como bispo de Yujiang em 2014, quatro anos antes do acordo de 2018, explicando o pesar da Santa Sé pela decisão unilateral de Pequim de designar o bispo outra diocese que não reconhece.

Crux, inglês


2EUA: O NOVO PRESIDENTE DOS BISPOS QUER CRER NO SÍNODO

O arcebispo Timothy Broglio, recém-nomeado presidente da Conferência Episcopal Americana, participou da reunião em Roma dos presidentes e coordenadores das assembléias continentais do Sínodo sobre o futuro da Igreja. Descrito por alguns como um prelado que encarna a ala conservadora da Igreja americana, ele disse à Rádio Vaticano que espera que o sínodo seja uma oportunidade para combater a polarização. O Arcebispo das Forças Armadas está de fato à frente de uma Igreja americana fraturada entre progressistas e conservadores, uma clivagem que às vezes se manifesta também no apoio ou crítica ao Papa Francisco.

Para ele, o principal problema reside na incapacidade da sociedade americana de dialogar e ouvir verdadeiramente o outro. “Vemos isto até nos campi universitários, onde você pensaria que um aspecto fundamental do aprendizado é também ouvir aqueles que não necessariamente concordam comigo. Mas temos este fechamento onde não queremos ouvir as pessoas, se elas representam uma certa posição, não são bem-vindas em um campus”, lamenta ele. O sínodo poderia, portanto, dentro da Igreja Católica nos Estados Unidos, permitir uma abertura e “curar” parte da polarização.

Quanto à organização desta fase continental para a América do Norte, o arcebispo explica que ela será feita essencialmente através de uma abordagem virtual, pois o tamanho dos Estados Unidos e do Canadá torna a logística muito pesada e dispendiosa para que ela ocorra pessoalmente. Cada diocese pode recrutar de 3 a 5 delegados para participar dessas novas assembléias. Para garantir que uma ampla gama de pessoas possa falar, as sessões serão realizadas em inglês, francês e espanhol.


3E TAMBÉM NA IMPRENSA INTERNACIONAL…

Um olhar sobre as visitas da Alemanha e da Bélgica ao Vaticano

Por que houve um contraste na recepção do Vaticano aos bispos alemães e belgas?

Crux, inglês

Aumento de pedidos de “desbatismo” na Bélgica

5.200 católicos belgas pediram “desbatismo” em 2021, embora a Igreja tenha acolhido mais novos membros no ano passado do que em 2020, revela um relatório.

7 de 7, francês

Bispo ucraniano diz que acusações de tráfico de armas contra sacerdotes são “retaliação” russa

Os sacerdotes presos na Ucrânia são acusados de tráfico de armas utilizadas para combater os ocupantes russos. Mas os funcionários da igreja dizem que as prisões são uma retaliação à investigação ucraniana sobre os mosteiros ortodoxos.

The Pillar, inglês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
IgrejaResenha de ImprensaUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia