Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 27 Janeiro |
Santa Paula Romana
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Apesar da advertência, avança o Caminho Sinodal na Alemanha

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Caminho Sinodal Alemão envolve riscos de desvios doutrinais

Sebastian Gollnow / dpa Picture-Alliance via AFP

I.Media para Aleteia - publicado em 02/12/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Sexta-feira, 2 de dezembro de 2022

  1. Avança o Caminho Sinodal na Alemanha apesar da advertência recebida em Roma
  2. O secularismo não é uma escolha neutra: entrevista com Joseph Weiler, ganhador do Prêmio Ratzinger
  3. Mary McAleese acusa o Papa de “incoerência ridícula” na ordenação feminina
  4. Zelensky anuncia a repressão contra a Igreja Ortodoxa de Moscou na Ucrânia
  5. Os vencedores do Prêmio Ratzinger visitam Bento XVI

1Avança o Caminho Sinodal na Alemanha apesar da advertência recebida em Roma

Duas semanas após a visita ad limina dos bispos alemães, Die Tagespost publica as reações dos católicos sobre as preocupações do processo sinodal. A Irmã Anna Mirijam Kaschner observa particularmente a “transparência” da visita dos bispos a Roma, já que todos os discursos foram tornados públicos. “Roma não tomou uma decisão final, e isso é uma coisa boa”, disse ela. “Roma devolveu o caminho sinodal à Alemanha. Cabe agora aos bispos manter esta bola no jogo da Igreja universal”, continua a mulher consagrada, que espera que ainda haja “decepção e frustração, raiva e lágrimas – como após a votação do texto fundamental sobre a moral sexual da Igreja, que não obteve a maioria necessária de dois terços”. Bernhard Meuser, editor do YouCat, está satisfeito que a proposta de moratória foi “por pouco evitada”.

Mas ele ressalta que o “preço a pagar” é o “bom comportamento”. “A assembleia sinodal de março é a última chance de se reconectar com a Igreja universal”. Alguns bispos ainda não parecem ter entendido”, adverte ele. Hanna-Barbara Gerl-Falkovitz, uma filósofa da religião, é mais alarmista: “Na intenção, o caminho é bem-vindo, mas na implementação, ele vai muito além do objetivo – quando nem sequer se estabelece o objetivo de construir outra Igreja. Esta “outra Igreja” feriria a carne da Igreja universal, e já está começando a doer. E para citar Nietzsche sobre a Reforma: “Aqueles que mais se esforçaram para preservar o cristianismo se tornaram seus maiores destruidores – os alemães”.

Parece que os alemães não compreendem a natureza da Igreja. O jornalista Paul Badde observa que “o Papa está levando seu tempo e, em vez disso, permitiu que os cardeais da Cúria Luis Ladaria e Marc Ouellet arejassem os laboratórios teológicos da Igreja na Alemanha mais uma vez em seu nome”. Mas o pontífice argentino “não se deixará empurrar para sempre… ele não permitirá um novo cisma na Alemanha”.

Die Tagespost, alemão


2O secularismo não é uma escolha neutra: entrevista com Joseph Weiler, ganhador do Prêmio Ratzinger

Ele é o primeiro judeu a ser homenageado com o prestigioso Prêmio Ratzinger: o professor americano Joseph Weiler foi premiado pelo Vaticano por sua notável contribuição ao diálogo entre razão e fé. O site Alfa & Omega entrevistou o intelectual, que trabalhou toda sua vida no processo de integração europeia. O homem que considera a identidade cultural europeia como uma fusão inextricavelmente ligada de Atenas e Jerusalém na cultura cristã ocidental acha “desmoralizador” que os membros da União Europeia se recusaram a mencionar as raízes cristãs nos anos 2000. Entretanto, ele aponta para o desaparecimento do cristianismo como parte viva da sociedade, explicando que apenas 5% dos franceses vão agora à missa regularmente, e considerando que o cristianismo é agora uma minoria que enfrenta “uma cristofobia significativa”.

Ele lembrou que os pais fundadores da comunidade europeia eram todos católicos praticantes que basearam sua ação política após a Segunda Guerra Mundial no “perdão e na convicção de que a redenção é acessível a todos”. No entanto, a mentalidade que os animava, a de uma “cultura de deveres individuais”, agora está perdida, principalmente porque a Igreja não tem mais voz na sociedade, explica ele. Isto, explica ele, também está ligado ao fato de que os cristãos passaram a abraçar o secularismo, a ideia de que o secularismo é uma forma de neutralidade. “Quando você é cristão em casa no domingo e cidadão do mundo no espaço público, o gueto se impôs”, diz ele.


3E TAMBÉM NA IMPRENSA INTERNACIONAL…

Mary McAleese acusa o Papa de “incoerência ridícula” na ordenação feminina

A ex-presidente irlandesa Mary McAleese acusa o papa de “tolice misógina” após sua entrevista à revista America, na qual ele discutiu razões teológicas para reservar a ordenação para os homens.

The Irish Times, inglês

Zelensky anuncia a repressão contra a Igreja Ortodoxa de Moscou na Ucrânia

O presidente da Ucrânia anunciou uma próxima repressão à operação de igrejas ortodoxas afiliadas a Moscou na Ucrânia, após semanas de ataques que, segundo informações, revelaram estoques de propaganda russa.

The Pillar, inglês

Os vencedores do Prêmio Ratzinger visitam Bento XVI

Depois de receber o Prêmio Ratzinger no Sala Clementina do Vaticano, os dois laureados, o padre francês Michel Fedou e o advogado judeu ítalo-americano Joseph Halevi Horowitz Weiler, visitaram o Papa Emérito.

Fundação Ratzinger, italiana

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
IgrejaResenha de ImprensaSínodo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia