Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 07 Fevereiro |
Bem-aventurado Guilherme Saultemouche
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Qual é o anjo defensor da Encarnação do Filho de Deus?

Baby Jesus

Shutterstock - Romolo Tavani.

Fernando Cárdenas Lee - publicado em 23/12/22

Nem todos os anjos ficaram felizes ao saber que Jesus nasceria como homem, e "houve uma batalha no céu"

Não perca a Missa internacional por aqueles que precisam de cura. Levaremos suas intenções até o altar - de graça. Clique neste botão para enviar a sua intenção👇

Intenção de missa e oração pelos doentes

“Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.”

Lc 1,31

 As palavras pronunciadas pelo Arcanjo São Gabriel têm uma dimensão cósmica, afetam todo o universo e toda a criação, visível e invisível, homens e anjos.

Místicos e santos expressaram que grande alegria surgiu entre os anjos quando Deus lhes anunciou que seu Filho, Jesus, nasceria como homem.

Porém, nem todos os anjos sentiram essa alegria; houve alguns que sentiram inveja e se rebelaram contra a Encarnação do Filho de Deus..

Uma grande batalha

Essa rebelião, por parte de alguns anjos, levou à grande batalha que aconteceu no céu:

“Houve uma batalha no céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram o combate”.

Apocalipse 12,7

O dragão e seus anjos param diante do grande sinal, a mulher vestida de sol, com a lua sob os pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça (Apocalipse 12,1). O dragão queria devorar o Menino o mais rápido possível (Apocalipse 12,4).

Este sinal é a Bem-Aventurada Virgem Maria, e é um sinal não apenas para os homens, mas para todo o universo, incluindo os anjos.

Diante dela estão o dragão e os anjos, como já mencionado, e também São Miguel e as hostes celestiais.

Por isso, este combate ocorrido no céu é o quadro que dá a sua verdadeira dimensão ao drama humano que se desenrola na história.

Nesse sentido, o diabo é o mentiroso que engana a respeito da encarnação, o assassino que procura destruir e matar o Menino no momento em que ele nasce.

Esse mentiroso e assassino é o mesmo inimigo que, no paraíso, levou Adão e Eva a se rebelarem contra Deus.

Se levarmos em conta que Jesus feito homem é a misericórdia encarnada, segundo Santa Faustina Kowalska, compreendemos que esta batalha descrita pelo Apocalipse não é apenas mais uma batalha.

É a batalha contra o início do mistério central da salvação. É, também, uma rebelião radical e irrevogável contra a vontade de Deus, contra o seu plano de salvação, contra a misericórdia divina, contra Maria e o papel da mulher, e contra o homem.

A força de São Miguel

Nesse sentido, João Paulo II afirmou:

“Quando se perde o sentido de Deus, também o sentido do homem é ameaçado e contaminado, como afirma conclusivamente o Concílio Vaticano II: A criatura sem o Criador desaparece… Além disso, esquecendo-se de Deus, a própria criatura fica obscurecida… O eclipse do sentido de Deus e do homem conduz inevitavelmente ao materialismo prático, no qual proliferam o individualismo, o utilitarismo e o hedonismo”.

Diante dessa rebelião, surgem São Miguel Arcanjo e seu exército celestial, que se opõem a essa tentativa de satanás e dos demônios de obscurecer o sentido de Deus.

Deus está presente e sua misericórdia se encarna em uma criança nascida em uma manjedoura.

Daí a força de São Miguel ser o primado de Deus e a manifestação do seu amor.

O canto dos anjos na noite de Natal

Na noite em que nasce o Filho de Deus, os anjos cantam: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados” (Lc 2,14).

Os santos anjos cantam porque a verdade, a bondade, a beleza e o amor se manifestam, e essas realidades existem e se manifestam no Menino que nasceu.

Vitória sobre o mal

Sem esta vitória de São Miguel e seus anjos sobre a serpente, não estaríamos cantando o “Glória a Deus” todo Natal, a beleza e a verdade e o amor não se manifestariam, e não poderíamos agradar a Deus.

Mas a história nos diz que “não houve lugar no céu para eles. Foi então precipitado o grande Dragão, a primitiva Serpente, chamado Demônio e Satanás, o sedutor do mundo inteiro. Foi precipitado na terra, e com ele os seus anjos” (Apocalipse 12,8-9).

Por isso, nesta noite de Natal, cantemos e alegremo-nos com estes bons amigos e cantemos o “Glória a Deus”, porque nos nasceu um salvador, Jesus que se fez homem.

Demos graças a São Miguel, sem ele e sua vitória não haveria Natal!

Tags:
AnjosDemônioNatalSão Miguel
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia