Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 27 Janeiro |
São João Maria, chamado Muzei ou Ancião
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

A história de Absalão: quando a conivência com o crime leva à tragédia

Rei Davi, pai de Absalão

Public Domain

Rei Davi

Pe. José Eduardo - publicado em 13/01/23

"Não há como curar uma ferida sem tratá-la pela origem"

Uma das histórias mais intrigantes do Velho Testamento é a de Absalão. O drama começa com uma situação muito desumana: Amnom, primogênito de Davi, violentou uma de suas meio-irmãs, Tamar.

O irmão dela, Absalão, esperava que o pai fizesse justiça à princesa, a qual morou em sua casa por dois anos, durante os quais Davi não a chamou sequer para um beijo. Absalão casou, teve uma filhinha, em quem pôs o nome da irmã. Davi ficou inerte e Amnom passava impune por tudo isso, sendo ele o sucessor natural ao trono.

Depois deste biênio, Absalão resolve fazer justiça com as próprias mãos: manda matar Amnom e foge para a casa do avô, onde passa mais dois anos sem que nada seja feito.

Ele retorna a Jerusalém, mora a dois quilômetros do palácio. Passam mais dois anos e ele, então, força a barra para que Davi o receba. Quando os dois se confrontam, o pai apenas lhe dá um beijo, sem nada dizer, apesar de haver um estupro incestuoso, apesar de haver um fratricídio.

É então que Absalão, revoltado, diz que não há justiça na terra e começa uma revolta armada, uma subversão. O fim da história é triste: Absalão é morto e os gritos de Davi se nos tornam quase sonoros na Escritura – “Absalão, meu filho! Meu filho, Absalão! Por que não morri eu em teu lugar?”.

— Por detrás do ato subversivo de Absalão há uma história de injustiça e omissão, de proteção do crime e de desumanas delinquências. Julgar a história pelo fim é tratar o sintoma como causa. Não há como curar uma ferida sem tratá-la pela origem.

Pe. José Eduardo Oliveira, via Facebook

Tags:
BíbliaJustiçaViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia