Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Mais de 700 curas e conversões foram oficialmente atribuídas à Medalha Milagrosa no início da devoção

Medalha Milagrosa

Miraculous Medal via Facebook | Fair Use

Marcello Stanzione - publicado em 24/04/23

Confira os números impressionantes do processo canônico que reconheceu as aparições de Nossa Senhora a Catarina Labouré

Durante dois anos (1830 e 1831) foi realizada oralmente a transmissão dos acontecimentos das aparições da Virgem da Medalha Milagrosa à vidente Santa Catarina Labourè. Não resta nenhum vestígio, nenhum documento, exceto o de agosto de 1833. É o padre Aladel, diretor espiritual de Catarina, quem inicia uma série de documentos importantes escritos ao longo de trinta e dois anos. 

Cólera em Paris

A cunhagem da Medalha, portanto, não coincide com as aparições. Foi mais tarde, quando uma epidemia de cólera, em 1832, infestou Paris. A Medalha Milagrosa começou a ser cunhada em 30 de junho de 1832, na segunda fase da epidemia. Essa circunstância foi o que favoreceu sua divulgação. As primeiras curas atribuídas à medalha aconteceram na região de Meaux.

Quantas medalhas foram cunhadas?

Mas a grande expansão mundial da devoção começou dois anos depois, com as publicações do padre Le Guillu e do padre Aladel. Segundo Aladel e os dados do joalheiro Adrien Maximiliam Vachette, encarregado de cunhar a medalha, foram cunhadas:

– 1.500 medalhas em 1832;

– 50.000 medalhas em 1833;

– 850.000 medalhas em 1834;

– 2.500.000 medalhas em 1835;

– 15.000.000 medalhas em 1836;

– 21.212.532 medalhas em 1837 (apenas na França);

– 100.000.000 de medalhas em 1842

A este número devem ser adicionados os muitos objetos que que foram produzidos na Itália e no exterior por outros fabricantes.

Curas e conversões

É da carta de Lamboley, escrita em 5 de agosto de 1833, a seus irmãos espanhóis, que somos informados da cura milagrosa de cinco pessoas que usavam a Medalha Milagrosa.

Uma segunda carta, datada de 21 de novembro de 1833, relata a conversão de outras cinco pessoas, também mencionadas pelo Pe. Aladel. Somente no mês de outubro de 1834, vinte e três cartas notificando o cumprimento de todos os tipos de graças chegaram à Congregação da Missão. A partir de uma primeira estatística foram oficialmente notificadas:

– Em 1832: duas curas;

– Em 1833: uma cura;

– Em 1834: 87 curas, 36 conversões e 13 graças;

– Em 1835: 146 curas, 31 conversões e 21 graças.

A mulher muda

Os escritos do Padre Aladel nos falam de um total de 714 curas e conversões atribuídas à Medalha Milagrosa. Entre os casos, recordamos a cura de uma mulher muda em Constantinopla e a de um jovem apoplético em Chesmes (Suíça).

Os números e casos acima constam no processo canônico da Ir. Labouré.

Tags:
ConversãoCuraDevoçãoMilagreNossa SenhoraSantos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia