Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

A freira brasileira que derruba estereótipos no Instagram

Irmã Elizabeth

Instagram / filhasdamisericordia

Irmã Elizabeth e sua comunidade

Matthew Green - publicado em 03/05/23

Do seu convento em Fortaleza, a Irmã Elizabeth compartilha com mais de 160.000 seguidores a alegria e o bom humor do cotidiano da sua congregação

Os estereótipos sobre a vida religiosa costumam ser difíceis de derrubar. Os filmes, séries e novelas não ajudam, já que, muitas vezes, retratam as freiras como severas, reprimidas, rígidas ou até mesmo assustadoras – quando não infiéis aos seus compromissos ou “finalmente libertadas” de uma espécie de “opressão” quando deixam o hábito. Todos esses preconceitos costumam ser alimentados, propositalmente em grande parte dos casos, por pessoas que se declaram contra o… preconceito.

Algumas religiosas, porém, decidiram reagir a essas falsas imagens a seu respeito – e sem perderem o bom humor. É o caso da Irmã Elizabeth, uma religiosa de 26 anos da congregação das Filhas da Misericórdia. Do seu convento em Fortaleza, no Ceará, toda vestida de branco e com sorriso largo, ela compartilha fotos e vídeos do cotidiano da sua comunidade com nada menos que 164 mil seguidores da sua conta no Instagram, criada em 2020.

As imagens destacam aspectos da vida religiosa e introduzem os leigos na liturgia da missa, compartilhando desde momentos de oração e cantos ao violão até as tarefas domésticas da vida comunitária. Nada fica de fora.

View this post on Instagram

A post shared by Irmãs Filhas da Misericórdia (@filhasdamisericordia)

Alguns vídeos de conteúdo mais educativo procuram desmistificar a vida consagrada respondendo a perguntas comuns, algumas no formato “verdadeiro ou falso”. Por exemplo: “As freiras podem usar maquiagem?”; “Todas as superioras são velhas e rabugentas?”; “Freira passa o dia todo rezando?”.

De perguntas feitas por católicos praticantes a questionamentos apresentados pelos menos iniciados na fé e na vida religiosa, a irmã Elizabeth responde a tudo, muitas vezes com humor. Mesmo quem não entende português consegue abrir um sorriso ao ver suas fotos e vídeos que espalham fervor, alegria, oração, vida comunitária e humor cristão.

Ela até apresenta fotos das freiras da comunidade antes de entrarem na congregação, com um vídeo do tipo “antes e depois”. O frescor e a leveza desses vídeos ajudam a derrubar vários dos muitos preconceitos sobre a vida consagrada – e talvez até estimulem novas vocações!

Tags:
ComunicaçãofreirasTestemunhoVocação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia