Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Como a oração “Regina Caeli” traz alegria em poucos segundos

Regina Caeli

Diego Velázquez | PD

Jared Dees - publicado em 10/05/23

Composta no século VI, a tradição afirma que esta oração nasceu do diálogo entre um papa e um anjo

A oração “Regina Caeli”, que em latim quer dizer “Rainha do Céu”, nos é oferecida pela Igreja como marca registrada do tempo litúrgico da Páscoa. Aliás, um importantíssimo tempo litúrgico: estendendo-se ao longo de 50 dias completos, ele é dez dias mais longo que a Quaresma. Afinal de contas, nele celebramos, profusamente, a Ressurreição de Cristo!

O “Regina Caeli” está integrado especialmente em duas devoções católicas diárias.

  • Em primeiro lugar, no Ofício Divino, que é rezado por sacerdotes, religiosos e muitos leigos: o “Regina Caeli” é a antífona mariana do tempo pascal no final da Oração da Noite.
  • Além disso, durante o tempo pascal, a Igreja substitui a oração diária do “Ângelus” pelo “Regina Caeli”, tradicionalmente rezado três vezes ao dia: às 6h, ao meio-dia e às 18h.

O “Ângelus”, ou o “Regina Caeli” durante este período, é rezado publicamente pelo papa e pelos peregrinos na Praça de São Pedro na maioria dos domingos. Antes de conduzir os fiéis na oração, o papa lhes dirige uma breve saudação, geralmente acompanhada por uma reflexão sobre a liturgia do dia.

As origens segundo a piedade popular

Segundo uma tradição popular, a oração “Regina Caeli” remonta ao Papa São Gregório Magno, do século VI. Conta a lenda que, quando a cidade de Roma foi assolada por uma epidemia, São Gregório liderou uma procissão que partiu da Basílica de São Pedro e passou pelo Mausoléu de Adriano, em súplicas pelo fim da praga. No topo do mausoléu, o papa viu um anjo cantando as palavras do “Regina Caeli”. Ele respondeu: “Ora pro nobis Deum, aleluia!”, ou seja, “Rogai por nós a Deus, aleluia!”.

Inspirados por este acontecimento, os fiéis passaram a referir-se ao mausoléu com um nome diferente: Castel Sant’Angelo, ou Castelo do Santo Anjo. A ponte próxima também passou a ser conhecida como Ponte Sant’Angelo, ou Ponte do Santo Anjo. Naquele dia, a Igreja em Roma recebeu dois presentes: a cura da doença e uma nova oração mariana para ajudar a lembrar aos fiéis a alegria de Deus, mesmo em tempos de grande sofrimento.

O que, especificamente, meditamos nesta oração?

Primeiro, a oração nos assegura que Jesus realmente ressuscitou. Isto reflete o caminho que todos os discípulos tiveram que percorrer, encontrando Cristo Ressuscitado e superando as dúvidas para se tornarem Suas testemunhas.

Em segundo lugar, a oração nos lembra do que é a época da Páscoa. Louvamos alegremente a Deus com repetições da palavra “aleluia” e com ênfase na palavra “alegria”.

O Regina Caeli nos recorda a Ressurreição e o seu significado em nossa vida. O Senhor ressuscitou e podemos partilhar a alegria pascal com Maria, a Rainha do Céu. Podemos verdadeiramente proclamar “aleluia”, louvando a Deus pelo grande dom da vida eterna.

Precisamos de ajuda nesta jornada para o céu. Assim, dirigimo-nos a Maria, a humilde serva do Senhor, cuja abertura à vontade de Deus a conduziu à sua coroação no céu. Pedimos diariamente a sua intercessão para que nós, como ela, possamos experimentar as plenas alegrias do céu na unidade com o seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo.

É assim que a oração “Regina Caeli” nos traz alegria em poucos segundos, proporcionando-nos um gostinho do céu e a alegria da Páscoa.

Em português

Rainha do céu, alegrai-vos! Aleluia!
Porque quem merecestes trazer em vosso seio – aleluia! –
ressuscitou como disse! Aleluia!
Rogai a Deus por nós! Aleluia!
Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia!
Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente! Aleluia!

Oremos. Ó Deus, que Vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, concedei-nos, Vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Em latim

Regína Cæli, lætáre, alleluia!
Quia quem meruísti portáre, alleluia,
resurréxit, sicut dixit, alleluia!
Ora pro nóbis Deum, alleluia!
Gaude et lætáre, Virgo Maria, alleluia!
Quia surréxit Dóminus vere, alleluia!

Oremus. Deus, qui per resurrectiónem Filii tui Dómini nostri Jesu Christi mundum lætificáre dignátus es: præsta, quæsumus, ut, per eius Genitrícem Vírginem Mariam, perpétuæ capiámus gáudia vitæ. Per eumdem Christum, Dóminum nostrum. Amen.

Tags:
Nossa SenhoraOraçãoPáscoa
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia