Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 28 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Deus coloca Maria em nossa vida para nos ajudar a rezar

CENACULO

Hna. Amata CSFN

Peter Cameron - publicado em 15/05/23

Confiamos na sua fidelidade; nos apoiamos na sua força; construímos sobre a sua misericórdia e caridade

A Bíblia nos diz que a Mãe de Deus estava presente no Cenáculo com os Apóstolos enquanto esperavam a efusão do Espírito Santo no Pentecostes (Atos 1,12-14). Isto que significa que Deus coloca a Santíssima Virgem Maria em nossa vida para nos ajudar a rezar. E esta é uma ajuda de que precisamos! Afinal, como diz a Carta aos Romanos, “não sabemos orar como convém” (Romanos 8, 26). O Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, especialmente graças ao dom da mediação materna e da intercessão da Mãe de Deus.

São Luís Maria Grignion de Montfort nos coloca uma questão crucial: será que a nossa pureza é suficientemente grande para justificar a nossa união com Deus, diretamente e por nós mesmos? Se respondermos honestamente e com humildade, devemos dizer que não. A nossa própria moralidade é insuficiente para a devida adoração a Deus, afirmou o Papa Bento XVI. A Virgem Maria nos é dada para ser o nosso princípio de pureza. Como continua São Luís de Montfort, é por Maria que Jesus Cristo veio até nós e é por meio dela que devemos ir até Ele.

São Luís Maria continua:

“O homem — tão corrupto, tão fraco e tão inconstante — confia em si mesmo, confia em suas próprias forças e se acha capaz de conservar intacto o tesouro das suas próprias graças, virtudes e méritos. Agora, por meio desta devoção, damos à guarda da Santíssima Virgem tudo o que possuímos. Confiamos na sua fidelidade; apoiamo-nos em sua força; edificamos sobre a sua misericórdia e a sua caridade, para que ela preserve e aumente as nossas virtudes e os nossos méritos, apesar de todos os esforços do mundo, da carne e do diabo para nos privar deles”.

Confiar na Mãe Santíssima como nosso princípio de pureza perante Deus acumula graças incalculáveis. O cisterciense Santo Amadeu de Lausanne (+1159) pergunta: “Quem já saiu da companhia de Maria doente ou abatido, ou desprovido de algum conhecimento dos mistérios celestiais? Quem já voltou para casa sem alegria depois de ter suplicado a Maria, Mãe de Deus, em favor de suas necessidades?”.

Tags:
EspiritualidadeMariaNossa Senhora
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia