Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco

Como unir o casal no momento da aposentadoria?

shutterstock

Edifa - publicado em 22/11/19

Na aposentadoria, começa uma nova vida como casal. Entre a autonomia de cada um e o tempo passado juntos, como encontrar um novo equilíbrio e tornar a vida do casal ainda mais enriquecedora?

Falar sobre a experiência do casal ao entrar na aposentadoria é descrever uma situação infinitamente variada. Todos os casos são possíveis! “É guerra ou lua-de-mel?”. Em função das circunstâncias da aposentadoria, se é um casal muito próximo ou um casal com relações distendidas, e das aspirações dos cônjuges, a adaptação será mais ou menos facilitada.

Algumas pessoas esperam muito deste novo caminho: esperam uma renovação do seu amor, um novo começo para um momento em que terão finalmente mais tempo para viver felizes, sem os constrangimentos dos horários. Férias perpétuas! Outros, muito numerosos, estão apreensivos com esta nova fase das suas vidas.

As pessoas que tiveram responsabilidades podem temer o tédio, mas também a perda de sua identidade social e imagem de marca em uma sociedade onde todos são frequentemente identificados com sua profissão. Há também muitas vezes uma forte apreensão sobre a vida do casal. Como vamos gerir uma relação presencial 24 horas por dia?

Nesta experiência diária de encontro pessoal, as obsessões do cônjuge rapidamente se tornam impossíveis de tolerar, e o silêncio insuportável quando vocês não têm mais nada a dizer um ao outro. A este medo da asfixia conjugal vem muitas vezes juntar-se, inconscientemente, o medo da velhice, da doença e da morte: esta é a recta final, gostemos ou não. Então, como viver melhor um período que pode ser tanto maravilhoso como difícil?

Encontrar uma nova atividade

Em primeiro lugar, é necessário considerar uma verdadeira reorganização da vida comum. Começar de novo numa nova base. A preparação para a aposentadoria requer uma cuidadosa consideração, particularmente de onde você mora, se você tiver que mudar sua localização. Um pode querer viver no campo, como amante da natureza, enquanto o outro prefere a cidade para não se isolar de seus filhos, de seus amigos, de seus relacionamentos. É importante encontrar um compromisso.

Também é bom começar a sua vida de aposentadoria com a vontade de aproveitar esses anos que darão a todos o tempo para finalmente serem eles mesmos, para concretizar desejos que eram impossíveis de alcançar até então: bricolagem, música, jardinagem, viagens, concertos, jogging… Por fim, faça o que você ama! Desfrutando a vida! Não se trata de passar o tempo, mas de viver plenamente. Encontrando também uma actividade gratificante. A vida associativa permite que o aposentado seja reconhecido socialmente e muitas vezes seja muito útil no voluntariado, o que requer as habilidades e a experiência daqueles que partem do mundo do trabalho.

Aproveitando os momentos juntos

A aposentadoria é o momento em que é possível abrir as portas da casa para os filhos e netos e desfrutar, em um ambiente descontraído, das alegrias familiares que a vida ativa não sempre permitiu. Mas também se trata de desfrutar dos prazeres da vida de casal! É hora do retorno da atenção e da ternura (que não é ridículo, não importa a idade!). O tempo da redescoberta do cônjuge cujo “melhor ainda não apareceu”. Dizer a si mesmo que há muito mais no outro do que o que você descobriu, em vez de focar em certos defeitos menores que você não pode mudar.

Mas cuidado: se houver uma certa felicidade quando um casal finalmente faz uma atividade em comum, a fórmula de “fazer tudo junto” não é obrigatória. Áreas de autonomia são essenciais na vida do aposentado. Além da necessidade de presença, há também a necessidade de independência. Cabe a cada casal encontrar a distância certa, a respiração de uma vida comum que alterna entre tempo juntos e tempo de liberdade.

Tempo para aprofundar sua vida espiritual

Não existe tal coisa como uma aposentadoria ideal. Não é preciso imediatamente dizermos: “Esperou com impaciência a aposentadoria para poder fazer tudo o que eu quiser!” O cônjuge pode vir a ser diferente do que se esperava dele. Sem mencionar a idade, a fadiga ou a doença. É hora de pensar naqueles que vivem na solidão, de saber apreciar o que ainda se dá e de aprender a viver esta última parte da vida na aceitação de uma certa pobreza, de um certo desprendimento antes do último vôo! Porque este tempo é um momento para estar mais aberto à dimensão espiritual. Uma vida mais orante e contemplativa é possível numa vida menos ativa, menos estressada, menos cronometrada.

Irmãos e irmãs das gerações mais velhas”, disse São João Paulo II, “vocês são um tesouro para a Igreja, uma bênção para o mundo. Em vocês vemos que o sentido da vida não pode consistir apenas em ganhar e gastar dinheiro, que em cada ação externa algo interior deve amadurecer, e em cada realidade temporal algo eterno deve amadurecer.”

Denis Sonet

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
IdososOraçãoSaúde
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais