Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco

Como dividir tarefas domésticas sem conflitos

Wash, Dishes, Family, Father, Son,

©DGLimages

Edifa - publicado em 12/03/20

Remover o lixo, limpar o quarto... Mesmo que em uma família as tarefas domésticas sejam mais comuns do que desejamos, gritos e brigas por causa delas se repetem. No entanto, existe uma solução simples para pôr um fim a essas discussões

Muitas famílias já colocaram em prática o revezamento de tarefas. Lavar a louça, colocar a mesa, passar o aspirador na casa… E, no entanto, apesar de existir uma lista de tarefas a executar, ouvimos várias vezes ao dia: “Não é a minha vez!”. E aí em seguida seguem as brigas entre as crianças e até mesmo entre os cônjuges. Como acabar com essas disputas?

Aquele que é responsável e aquele a quem precisamos ajudar

Os turnos às vezes conseguem exercer um papel de justiça, limitando o serviço aquém da caridade. Mesmo se a caridade, para ser exercida, muitas vezes precisa de justiça, não pode ser limitada por ela.

No serviço da vida cotidiana, o objetivo não é apenas ajudar o outro, mas, através do serviço prestado, aprender a amar e experimentar que não há amor maior do que dar sua vida por aqueles que amamos.

Então, o que fazer quando tudo é ditado pela magnífica tabela de tarefas a serem executadas diariamente, cada um no seu horário? Devemos rejeitá-la?

Não, mas é preciso sem dúvida dar a ela um novo sentido, o que significa lembrar-se, como em qualquer jogo, qual é a regra.

Assim, aquele que está em seu “turno de serviço” não é aquele que deve fazer tudo, deixando aos demais nada a fazer.

Pelo contrário, precisamos entender que aquele que está no turno de serviço é também aquele a quem devemos ajudar.

É ele que tem a responsabilidade coletiva, mas a coletividade tem a responsabilidade de ajudá-lo, para que ele não seja esmagado nem humilhado no exercício de seu serviço. Proceder assim é introduzir o imprevisível ao planejado.

Dessa maneira, desenvolvemos a virtude da vigilância em relação aos outros, em vez da indiferença ou opressão. Essa atenção a quem serve levará outros a o ajudar em sua tarefa em outros níveis enquanto ele estiver prestando serviço.

Vincent de Mello

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Educação dos FilhosFamíliaFilhos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Ver mais