Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconEstilo de vida
line break icon

Seus filhos se insultam uns aos outros? Faça este exercício

dispute frères et soeurs ; enfants

© fizkes - Shutterstock

Edifa - publicado em 29/04/20

Entre irmãos, as crianças podem se insultar com todo tipo de insultos! Apesar de, para eles, isto ser normal e simplesmente uma forma de falar, os efeitos negativos desta guerra de trincheiras são bem reais. Aqui está um método para solucionar essas disputas e evitar as feridas profundas que elas podem causar.

As palavras da vida diária entre irmãos e irmãs podem se tornar os males da alma. Querendo provocar um ao outro a princípio, porque eles se comparam, por agressividade momentânea ou ciúmes profundos, são muitas palavras desvalorizadoras que servem como uma forma de descarregar o vapor para aqueles que as pronunciam.

“Vocêéestúpido”, “vocêéfeio”, “vocêéfraco”… São golpes bastante insignificantes que, repetidos de manhãànoite, vão acabar minando a confiança, quebrando uma relação, machucando o coração. Os irmãos às vezes são cruéis, mas acima de tudo, as crianças não entendem o que estáem jogo.

Queixas que estragam

Nesta guerra cotidiana, não hávencedores nem perdedores. Éimpossível dizer quem a iniciou, pois os papéis são muitas vezes invertidos. A única variação deste jogo vil éque hásempre alguém para quem as coisas têm um impacto maior por causa de sua sensibilidade passageira ou estrutural.

Quando se tornam sistemáticos, esses confrontos esporádicos podem levar àcriação de fossas. Às vezes existem buracos de concha que permanecem na forma de uma cicatriz.

As disputas da vida cotidiana acabam prejudicando. Algum dia teremos que dizer que chega. As palavras podem matar, ou simplesmente minar, destruir ou atéenfraquecer. Para reverter o curso, teremos de colocar um fim a ele com uma palavra forte que seja dirigida a todos, e que seja capaz de dar outra direção.

Reconhecendo as qualidades da outra pessoa

A conversa cara a cara com o ofensor – que às vezes éinsultado – também pode consistir em convidá-lo a elevar o debate, mas, sobretudo, a viver mais profundamente.

Todos concordam rapidamente que a guerra de trincheiras écansativa, e que cada granada atirada tem apenas um efeito de alívio muito temporário.

E épreciso repetir explícita e firmemente: “Não, vocênão éestúpido, coxo ou feio!” Porque, ao ouvirem estas palavras, algumas pessoas ficam convencidas disso.

Portanto, éimportante perguntar a todos, não necessariamente na frente uns dos outros e muito menos diante dos adultos, quais são as qualidades desse inimigo/rival da vida cotidiana. Então, caberáao adulto contar a todos as qualidades das quais ele ou ela pode presumir.

Assegurá-lo sobre seus talentos éoferecer uma consolidação e, conseqüentemente, menos comparação nociva. Énecessário explicar que não crescemos juntos para sermos os mesmos.Este éum exercício a ser feito e refeito todos os dias com as crianças.

Tags:
EducaçãoEducação dos FilhosFamíliairmaos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais