Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 15 Abril |
São Damião Veuster
home iconReligião
line break icon

Sexta-feira Santa: como falar as crianças sobre a Cruz? 

MODLITWA Z DZIECKIEM

Shutterstock

Edifa - publicado em 01/04/21

Crianças muito sensíveis podem ser profundamente afetadas pelo realismo de certos crucifixos ou por imagens de Jesus coberto de sangue

Às vezes hesitamos em falar mal da cruz às crianças, por medo de impressioná-las e dar-lhes uma imagem triste da fé cristã. Em si, não há nada de agradável na cruz: é o instrumento de uma tortura particularmente cruel e pode-se compreender a revolta de quem olha para ela sem saber o que significa. Se Jesus fosse um dos torturados entre outros, se fosse apenas um homem condenado à morte injustamente, seria de fato uma demonstração de um masoquismo doentio colocar crucifixos nas paredes de nossas casas e igrejas. Mas Jesus não é um homem como os outros, e se ele sofreu a crucificação, não é porque ele não pôde evitar. Filho de Deus, e o próprio Deus, ele ofereceu sua vida por amor a nós. Ele poderia ter eliminado aqueles que o mataram, mas livremente escolheu não fazer isso, a fim de salvá-los, de nos salvar. Por isso é importante, principalmente na Sexta-Feira Santa, conversar sobre o assunto com as crianças.

Não se demore em detalhes macabros, mas anuncie o amor do Senhor

A cruz é impressionante, é verdade. Crianças muito sensíveis podem ser profundamente afetadas pelo realismo de certos crucifixos ou por imagens de Jesus coberto de sangue, exausto e cheio de dores. Sob o pretexto de explicar o quanto Jesus nos amou, não vamos usar este tipo de representações: as crianças correm o risco de ficar marcadas apenas pelo horror dos tormentos infligidos a Jesus e ficar aterrorizadas por isso. Além disso, é importante evitar que muitos pais e catequistas se sintam tentados a falar o mínimo possível sobre a Paixão e a crucificação aos pequenos, passando rapidamente na Sexta-Feira Santa para ir diretamente à alegria da Páscoa.

A cruz não é um aspecto acessório de nossa fé. É um mistério central. “Nós, como nos lembra São Paulo, proclamamos um Messias crucificado”. (1 Cor 1, 23) Ou seja: anunciamos Jesus, que veio para nos revelar a infinita misericórdia de Deus. Falar da cruz não é demorar-se em detalhes macabros, mas é anunciar o amor do Senhor por cada um de nós: Ele, o Filho de Deus, o Todo-Poderoso, torna-se pobre e impotente entre as nossas mãos, para dar sua vida por amor. E a cruz é o sinal tangível desse amor.

Confie no Evangelho 

Para ajudar as crianças a entender esse mistério, não devemos nos confiar na descrição detalhada das torturas de Jesus, mas na Palavra de Deus! Não são as nossas palavras que os introduzirão no mistério da cruz, é o próprio Espírito Santo, por meio do que vamos dizer. O Senhor precisa de nós para se dar a conhecer aos nossos filhos, mas somos chamados, como São Paulo, a anunciar o Evangelho “sem recorrer à sabedoria da linguagem humana, que tornaria sem sentido a cruz de Cristo” (1 Cor 1, 17). “Também eu, quando fui ter convosco, irmãos, não fui com o prestígio da eloquência nem da sabedoria anunciar-vos o testemunho de Deus. Julguei não dever saber coisa alguma entre vós, senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado” (1 Cor 2, 1-2).

Comecemos pelo próprio texto do Evangelho. Por exemplo, todas as noites desta semana, na hora de orar em família, podemos reler uma passagem da Paixão. Os mais jovens não vão ouvir tudo, talvez, nem entender tudo (nem nós), mas a palavra de Deus vai passar por eles. O que se esconde dos sábios e dos eruditos se revela aos pequenos, não o esqueçamos. Podemos mostrar a eles um crucifixo, que homenagearemos na Sexta-Feira Santa, no nosso cantinho de oração, por exemplo. O importante é viver isso em um clima de paz, amor e contemplação, não só no momento da oração, mas ao longo de toda a Semana Santa.

A cruz não pode ser separada da ressurreição

Enquanto damos mais ênfase na na cruz na Sexta-feira santa e na ressurreição no domingo de Páscoa, esses dois eventos são inseparáveis um do outro. É por isso que é bom, especialmente para as crianças, para quem três dias é uma eternidade, terminar as Estações da Cruz ou a oração familiar da Sexta-Feira Santa, anunciando a Ressurreição e a festa da Páscoa.

Se ignorarmos a Paixão de Jesus, o que podemos dizer sobre a ressurreição? Corremos o risco de reduzi-la a uma renovação da vida, como a da primavera após o inverno. Ao querermos tornar as coisas acessíveis às crianças, podemos correr o risco de distorcê-las.


PAPIEŻ FRANCISZEK

Leia também:
Papa: o que significa “tomar a própria cruz”

Christine Ponsard

Tags:
Semana Santa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
4
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
5
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
6
agnus Dei
Catholic Link
Filme “Agnus Dei”: o dilacerante calvário das freiras...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais