Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São João Kemble

Sacerdote Mártir († 1679)

Zasoby Internetu

Santo do dia

John Kemble nasceu em 1599, na localidade de Rhydicar Farm, St. Weonards, em Herefordshire, na Inglaterra. Seus pais eram John e Anne Kemble, uma família católica local anti-anglicana, que incluía em seus membros outros quatro padres. Aos 26 anos ele foi ordenado no English College Douai, na França e, no dia 4 de junho de 1625, retornou à Inglaterra como missionário nos condados de Monmouth e Hereford.

Em tempos normais, a extensão das duras leis que combatiam o catolicismo até com perseguições, dependiam das simpatias dos proprietários de terras locais. Na região de Hereford e Monmouth, dominava o católico Conde de Worcester, senhor do castelo de Raglan. Nessa região, a religião católica era praticada há muito tempo sem ser molestada, mesmo depois da conversão desse Conde à Igreja Anglicana. A presença do catolicismo era tão tolerada que a partir de 1622 houve até um colégio jesuíta: o Colégio de São Francisco Xavier.

Quando o Padre Kemble retornou a Monmouthshire, serviu por mais de 50 anos como sacerdote itinerante, ganhando admiradores até entre os protestantes. Pouco se sabe de seu trabalho cuidando de seu rebanho durante estes anos. O número de católicos diminuiu e os sacerdotes ainda precisavam realizar discretamente seu ministério. Baseou-se em Pembridge Castle, na casa de seu sobrinho, Capitão Richard Kemble, onde parecia estar imune a qualquer acusação.

Infelizmente, o clima de tolerância dentro do qual o padre Kemble desenvolveu seu trabalho foi destruído por uma onda de boatos no ano de 1678: Titus Oates inventou uma conspiração na qual o anglicano Carlos II seria assassinado e seu irmão católico (mais tarde, rei James II) seria rei em seu lugar, tudo isso com a bênção do Papa. Quando o boato de Oates foi desmascarado, toda a fraude foi exposta; no entanto, o estrago já estava feito: políticos anticatólicos fizeram uso dessa “trama” para condenar os católicos ingleses, particularmente os padres. Um homem de Monmouthshire, William Bedloe, forneceu informações falsas contra os líderes católicos da região.

Dentre os muitos católicos presos durante tal “frenesi” estava o padre John Kemble. Estava hospedado em Pembridge Castle, perto de Welsh Newton, quando foi preso no dia 7 de dezembro de 1678. Ele chegou a ser alertado sobre a ordem de prisão, mas se recusou em deixar seu rebanho, dizendo: “De acordo com o curso da natureza, tenho apenas mais alguns anos de vida, será uma vantagem sofrer por minha fé e, portanto, não vou fugir”. Kemble foi então preso e mantido em custódia. Em abril de 1679, o padre Kemble, já com 80 anos, recebeu a intimação de ir a Londres dar esclarecimentos sobre o pretenso complô. Por ser idoso, o padre tinha dificuldades de andar a cavalo; foi então amarrado como um pacote ao seu cavalo para percorrer todo o percurso até a capital. |Em Londres, descobriu-se que ele não tinha conexão alguma com o suposto complô, mas foi considerado culpado pelo crime de ser um padre católico. Foi condenado à forca e ao esquartejamento. Retornou, então, a Hereford para a execução da sentença e permitiram que ele percorresse a pé a maior parte do percurso.

No dia 22 de agosto de 1679 em Widemarsh Common, Hereford, antes de ser levado para a execução, Pe. Kemble insistiu em fazer suas orações e terminar seu chá com o grupo que se juntou ao sacerdote idoso em seus últimos instantes. Antes de sua morte, o padre Kemble dirigiu-se à multidão reunida, assinalando que nenhuma associação com a “conspiração” lhe fora imputada e prosseguiu dizendo: “O erro das autoridades de Londres em me ligar à conspiração torna evidente que eu agora morro apenas pela fé católica, que foi a religião que primeiro tornou esse Reino Cristão”. Tentando consolar seu carrasco perturbado, dizem que o padre sussurrou para ele: “Anthony, meu amigo Anthony, não tenha medo; faça seu ofício. Perdoo-te de todo o coração. Tu me farás um favor maior do que um desfavor.” Autorizaram que Pe. Kemble morresse na forca antes de ser arrastado e esquartejado, assim ele foi poupado da agonia sofrida por muitos outros mártires católicos da Inglaterra, Escócia e País de Gales. Sua morte foi muito lamentada em toda região.

Uma das mãos do Pe. Kemble ainda está preservada na Igreja São Francisco Xavier, no centro da cidade de Hereford. Seu corpo repousa no cemitério da Igreja de Inglaterra, em St. Mary the Virgin, em Welsh Newton, e anualmente os católicos locais fazem uma peregrinação a seu túmulo. John Kemble foi beatificado em 1929 pelo papa Pio XI e canonizado em 25 de outubro de 1970 pelo papa Paulo VI como um dos Quarenta Mártires da Inglaterra e do País de Gales.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais