Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

Beato Guilherme Arnaud e dez companheiros

Mártires (†1242)

CHURCH

Public Domain

No alvorecer do século XIII, no sul da França, particularmente no condado de Toulouse, a vida da Igreja foi perturbada pela disseminação da heresia albigense. O Papa Gregório IX decidiu então intervir nesta situação que corria o risco de se degenerar: em 22 de abril de 1234 nomeou o dominicano Guglielmo Arnaud, natural de Montpellier, primeiro inquisidor nas dioceses de Toulouse, Albi, Carcassone e Agen. Este não demorou a colocar a mão na massa, talvez até com rigor excessivo, tanto que conseguiu que os corpos dos hereges fossem desenterrados e queimados na fogueira. Começou então a deparar-se com sérias dificuldades e o conde de Toulouse, Raymond VII, pediu ao Papa que pusesse fim ao inquisidor indomável, obrigando também seus súditos a evitar qualquer contato com o frade e colocando guardas às portas dos conventos.

No dia 25 de novembro de 1225 todos os frades dominicanos foram expulsos da cidade e se afastaram processionalmente cantando hinos sagrados. Um ano depois, puderam retornar ao seu claustro, mas o ódio contra eles por parte dos hereges aumentou e, por vezes, causavam tumultos. No dia 29 de maio de 1242, agora convencidos de que era bom acabar com isso, o oficial de justiça de Avignonet, Raimondo d’Alfar, convidou os frades para o seu castelo perto de Toulouse, a pretexto de estabelecer com eles uma nova amizade baseada em propósitos de conciliação. Na realidade, era apenas uma armadilha para prendê-los. Na verdade, ele os trancou em um grande salão do castelo e, no meio da noite, ordenou que fossem trucidados. Os religiosos não se intimidaram e foram ao encontro de Cristo, enfrentando o martírio com amor e cantando o Te Deum. Era 29 de maio, naquele ano vigília da Ascensão. Em particular, os executores se enfureceram contra Guilherme e cortaram sua língua. Naquela noite foram mortos:

1 – Guillerme Arnaud (Dominicano);

2 – Bernardo di Roquefort (Dominicano);

3 – Garcia d’Aure (Dominicano converso, nativo da diocese de Comminges);

4 – Stefano di Saint-Thibery (inicialmente abade, logo frade menor);

5 – Raimondo Carbonius (frade menor);

6 – Raimondo di Cortisan (apelidado “o Escritor”, religioso de Tolosa e arquidiácono de Lézat);

7 – Bernardo (membro do clero da catedral de Tolosa);

8 – Pietro d’Arnaud (notário da inquisição);

9 – Fortanerio (clérigo);

10 – Ademaro (clérigo);

11 – O Prior de Avignonet (Monge professo em Cluse, cujo nome lastimosamente não se conhece).

Pio IX confirmou seu culto em 1 de Setembro de 1886.

Descubra outros santos clicando aqui
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais