Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

quarta-feira 8 abril
Bem-aventurado Augusto Czartoryski

Presbítero (†1893) Comemoração: 8 de abril

HANDS
TierneyMJ / Shutterstock
Compartilhar


Era um príncipe polonês. Nasceu no dia 2 de agosto de 1858 em Paris, pois sua família, em virtude das questões políticas, vivia exilada na França. Com apenas seis anos de idade, perdeu sua mãe para a tuberculose. Infelizmente ele também foi contaminado, de modo que sofreria ao longo de toda sua vida as consequências da doença. Durante suas viagens em busca de lugares mais saudáveis para tratar sua doença foi nascendo nele o desejo pela vocação à vida sacerdotal. Aos vinte anos de idade, criou coragem e escreveu para seu pai dizendo que já não suportava mais as festas e o ambiente de corte. O grande momento que o levou à decisão foi seu encontro com São João Bosco. Dom Bosco ao vê-lo, disse “Já há muito tempo eu esperava encontrá-lo!”. A partir desse momento, Augusto entregou sua vida espiritual nas mãos do Santo fundador dos salesianos: após o encontro com o santo, Augusto convenceu-se de sua vocação e que Deus o chamava a se tornar presbítero salesiano. Após uma intervenção do Papa Leão XIII, Augusto foi aceito entre os salesianos pelo próprio Dom Bosco. Renunciou então a seus direitos de sucessão e, no final de junho de 1887, ingressou no Instituto Salesiano de San Benigno na Itália. Mais tarde continuou como noviço em Turim e mais tarde emitiu seus votos sobre o túmulo de Dom Bosco, que havia morrido há pouco tempo. Chegar a esse ponto, para Augusto não foi fácil, pois até o último minuto seus familiares o pressionavam para voltar para casa. Sua ordenação presbiteral ocorreu no dia 2 de abril de 1892, infelizmente, toda sua família não participou na celebração, mas, pouco tempo depois, se reuniram como uma espécie de reconciliação com o Príncipe Augusto, agora, padre Augusto. Vivia com grande fervor sua vida presbiteral mas, pouco tempo depois, no dia 8 de abril de 1893, num sábado, oitava de Páscoa, morreu santamente em virtude de sua saúde frágil. Foi beatificado pelo Papa São João Paulo II no dia 25 de abril de 2004.

Descubra outros santos clicando aqui

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na Cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
O fel lhe dão por bebida
sobre o madeiro sagrado.
Espinhos, cravos e lança
ferem seu corpo e seu lado.
No sangue e água que jorram,
mar, terra e céu são lavados.

Ó cruz fiel sois a árvore
mais nobre em meio às demais,
que selva alguma produz
com flor e frutos iguais.
Ó lenho e cravos tão doces,
um doce peso levais.

Árvore, inclina os teus ramos,
abranda as fibras mais duras.
A quem te fez germinar
minora tantas torturas.
Leito mais brando oferece
ao Santo Rei das alturas.

Só tu, ó Cruz, mereceste
suster o preço do mundo
e preparar para o náufrago
um porto, em mar tão profundo.
Quis o cordeiro imolado
banhar-te em sangue fecundo.

Glória e poder à Trindade.
Ao Pai e ao Filho Louvor.
Honra ao Espírito Santo.
Eterna glória ao Senhor,
que nos salvou pela graça
e nos remiu pelo amor.

Salmo 96(97)

Este salmo expressa a salvação do mundo e a fé dos povos todos em Deus (Sto. Atanásio).

Deus é Rei! Exulte a terra de alegria,
e as ilhas numerosas rejubilem!
Treva e nuvem o rodeiam no seu trono,
que se apóia na justiça e no direito.
Vai um fogo caminhando à sua frente
e devora ao redor seus inimigos.

Seus relâmpagos clareiam toda a terra;
toda a terra ao contemplá-los estremece.
As montanhas se derretem como cera
ante a face do Senhor de toda a terra;
e assim proclama o céu sua justiça,
todos os povos podem ver a sua glória.

'Os que adoram as estátuas se envergonhem
e os que põem a sua glória nos seus ídolos;
aos pés de Deus vêm se prostrar todos os deuses!'
Sião escuta transbordante de alegria,
e exultam as cidades de Judá,
porque são justos, ó Senhor, vossos juízos!

Porque vós sois o Altíssimo, Senhor,
muito acima do universo que criastes,
e de muito superais todos os deuses.
O Senhor ama os que detestam a maldade,
ele protege seus fiéis e suas vidas,
e da mão dos pecadores os liberta.

Uma luz já se levanta para os justos,
e a alegria, para os retos corações.
Homens justos, alegrai-vos no Senhor,
celebrai e bendizei seu santo nome!

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 50,5-7
O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. Mas o Senhor Deus é meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado.

Foi levado como ovelha ao matadouro; e, maltratado, não abriu a sua boca.
De sua linhagem quem dela cogitou?
Da terra dos viventes foi cortado, por causa da revolta do seu povo.

BENEDICTUS
O sangue de Cristo, que a si mesmo ofertou-se pelo Espírito Santo como hóstia sem mancha, purifica noss'alma das obras da morte, para servir ao Deus vivo.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Imploremos a Cristo Salvador, que nos remiu por sua morte e ressurreição; e digamos:

R. Senhor, tende piedade de nós!

Vós, que subistes a Jerusalém para sofrer a Paixão, e assim entrar na glória,
– conduzi vossa Igreja à Páscoa da eternidade. R.

Vós, que, elevado na cruz, deixastes a lança do soldado vos traspassar,
– curai as nossas feridas. R.

Vós, que transformastes o madeiro da cruz em árvore da vida,
– concedei de seus frutos aos que renasceram pelo batismo. R.

Vós, que, pregado na cruz, perdoastes o ladrão arrependido,
– perdoai-nos também a nós pecadores. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que fizestes vosso Filho padecer o suplício da cruz para arrancar-nos à escravidão do pecado, concedei aos vossos servos e servas, a graça da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Tirar o bem do mal, a justiça da injustiça...

“Não fui eu quem vos escolheu?”. Diremos que, escolhendo Judas, o Salvador quis realizar através dele, contra sua vontade, sem que ele soubesse, uma obra tão grande e boa? Isso é coisa própria de Deus: fazer as más ações dos maus servirem para o bem. O ímpio faz servir para o mal todas as boas obras de Deus; o homem de bem, pelo contrário, faz servir para o bem as más ações dos ímpios. E quem é melhor que Deus? O próprio Senhor o diz: “Ninguém é bom senão Deus”. Quem é pior que Judas? Entre todos os discípulos do Mestre, entre os Doze, ele é o escolhido para carregar a bolsa e cuidar dos pobres. Mas após esse benefício, ele recebe dinheiro para entregar aquele que é a Vida; ele perseguiu como inimigo aquele que havia seguido como discípulo. Contudo, o Senhor fez com que um grande crime servisse para o bem. Ele concordou em ser traído para nos resgatar: o crime de Judas se transformou em um bem. Quantos mártires Satanás perseguiu? Mas se ele não tivesse feito, não celebraríamos seu triunfo hoje. Os iníquos não podem contrariar a bondade de Deus. O supremo artífice não permitiria a existência do mal se não soubesse usá-lo para que tudo contribua para o bem.

Santo Agostinho
Sermão sobre o evangelho de São João, n. 27, § 10.
Bispo de Hipona. É Doutor da Igreja (354-430).

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na Cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Do Rei avança o estandarte,
fulge o mistério da Cruz,
onde por nós foi suspenso
o autor da vida, Jesus.

Do lado morto de Cristo,
ao golpe que lhe vibraram,
para lavar meu pecado
o sangue e água jorraram.

Árvore esplêndida e bela,
de rubra púrpura ornada,
de os santos membros tocar
digna só tu foste achada.

Ó Cruz feliz, dos teus braços
do mundo o preço pendeu;
balança foste do corpo
que ao duro inferno venceu.

Salve, ó altar, salve vítima,
eis que a vitória reluz:
a vida em ti fere a morte,
morte que à vida conduz.

Salve, ó cruz, doce esperança,
concede aos réus remissão;
dá-nos o fruto da graça,
que floresceu na Paixão.

Louvor a vós, ó Trindade,
fonte de todo perdão,
aos que na Cruz foram salvos,
dai a celeste mansão.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

Demos graças a Deus Pai onipotente,
que nos chama a partilhar, na sua luz,
da herança a seus santos reservada!

Do império das trevas arrancou-nos
e transportou-nos para o reino de seu Filho,
para o reino de seu Filho bem-amado,
no qual nós encontramos redenção,
dos pecados remissão pelo seu sangue.

Do Deus, o Invisível, é a imagem,
o Primogênito de toda criatura;
porque nele é que tudo foi criado,
o que há nos céus e o que existe sobre a terra,
o visível e também o invisível.

Sejam Tronos e Poderes que há nos céus,
sejam eles Principados, Potestades:
por ele e para ele foram feitos.
Antes de toda criatura ele existe,
e é por ele que subsiste o universo.

Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo,
é o princípio, o Primogênito entre os mortos,
a fim de ter em tudo a primazia.
Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude
habitasse no seu Cristo inteiramente.

Aprouve-lhe também, por meio dele,
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
pacificando pelo sangue de sua cruz
tudo aquilo que por ele foi criado,
o que há nos céus e o que existe sobre a terra.

Glória ao Pai...

Leitura Ef 4,32–5,2
Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo. Sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama. Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor.

Não há maior prova de amor, que dar a vida pelo amigo.
Ninguém tira a minha vida, eu a entrego livremente.
A mesma coisa que vos fiz, vós deveis fazer também.

MAGNIFICAT
Diz o Mestre e Senhor: o meu tempo é chegado;
eu farei minha Páscoa com os meus em tua casa.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos o Salvador do gênero humano, que morrendo destruiu a morte e ressuscitando renovou a vida; e peçamos com humildade:

R. Santificai, Senhor, o povo que remistes com vosso sangue!

Jesus, nosso Redentor, concedei que, pela penitência, nos associemos cada vez mais plenamente à vossa Paixão,
– a fim de alcançarmos a glória da ressurreição. R.

Acolhei-nos sob a proteção de Maria, vossa Mãe, consoladora dos aflitos,
– para podermos confortar os tristes como mesmo auxílio que de vós recebemos. R.

Concedei aos vossos fiéis a graça de tomar parte na vossa Paixão por meio dos sofrimentos da vida,
– a fim de que também neles se manifeste a vossa salvação. R.

Senhor Jesus, que vos humilhastes na obediência até à morte e morte de cruz,
– ensinai-nos a ser obedientes e a sofrer com paciência. R.

(Intenções livres)

Tornai os corpos de nossos irmãos e irmãs falecidos semelhantes à imagem do vosso corpo glorioso,
– e fazei-nos dignos de participar um dia, com eles, da vossa glória. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Ave Maria, gratia plena; Dominus tecum: benedicta tu in mulieribus, et benedictus fructus ventris tui Iesus. Sancta Maria, Mater Dei ora pro nobis peccatoribus, nunc et in hora mortis nostrae. Amen.
(Tradução)
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, Bendita sois Vós entre as mulheres, e Bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 26,14-25.
Naquele tempo, um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes
e disse-lhes: «Que estais dispostos a dar-me para vos entregar Jesus?». Eles garantiram-lhe trinta moedas de prata.
E a partir de então, Judas procurava uma oportunidade para O entregar.
No primeiro dia dos Ázimos, os discípulos foram ter com Jesus e perguntaram-Lhe: «Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?».
Ele respondeu: «Ide à cidade, a casa de tal pessoa, e dizei-lhe: "O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo. É em tua casa que Eu quero celebrar a Páscoa com os meus discípulos"».
Os discípulos fizeram como Jesus lhes tinha mandado e prepararam a Páscoa.
Ao cair da noite, sentou-Se à mesa com os Doze.
Enquanto comiam, declarou: «Em verdade vos digo: um de vós há de entregar-Me».
Profundamente entristecidos, começou cada um a perguntar-Lhe: «Serei eu, Senhor?».
Jesus respondeu: «Aquele que meteu comigo a mão no prato é que há de entregar-Me.
O Filho do homem vai partir, como está escrito acerca dele. Mas ai daquele por quem o Filho do homem vai ser entregue! Melhor seria para esse homem não ter nascido».
Judas, que O ia entregar, tomou a palavra e perguntou: «Serei eu, Mestre?». Respondeu Jesus: «Tu o disseste».

Boletim
Receba Aleteia todo dia