Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia
Festividade do dia

domingo, 27 de maio

Santo Agostinho de Cantuária

AUGUSTINE OF CANTERBURY
Compartilhar

Santo Agostinho de Cantuária

Pouco se sabe da data, local de nascimento e da infância de Agostinho de Cantuária. Como data provável atribui-se seu nascimento ao primeiro terço do século V, em Roma.
Sabe-se que Agostinho era prior da Abadia de Santo André, em Roma fundada pelo Papa Gregório I, também chamado Gregório Magno. Sua história, a partir de 496, está ligada à história da conversão dos britânicos, no século VI, quando São Patrício já havia convertido os irlandeses um século antes.
Em 596, o Papa Gregório Magno enviou para a Grã-Bretanha uma expedição de 40 monges beneditinos sob a direção de Agostinho, missão esta conhecida hoje como Missão Gregoriana. Passando pela França, Agostinho se informou com vários bispos sobre a viabilidade da missão, mas todos, por diversos motivos, desaconselharam prosseguir alegando a crueldade dos anglo-saxões e a dificuldade da língua. Mesmo sabendo disto, o Papa Gregório insistiu no prosseguimento da expedição que chegou à Inglaterra no início de 597. A ocasião de evangelizar a ilha era favorável, pois o rei de Kent havia desposado Berta, uma princesa católica, filha do rei de Paris.
Os monges desembarcaram em 597, na ilha de Thanet e de lá partiram para a capital, Cantuária, dirigindo-se à presença do rei e de sua corte, em procissão precedida pela cruz, cantando pausadamente os cantos gregorianos da liturgia monástica. Diante do rei e da corte, Agostinho desenvolveu uma exposição das verdades cristãs, servindo-se de um intérprete e pedindo para poder pregar o cristianismo livremente naquela Ilha. O rei permitiu que os missionários pregassem livremente, oferecendo-lhes terras para a fundação de um mosteiro fora das muralhas da cidade. O rei ordenou, também que igreja abacial que ali seria erigida fosse esplendorosa, dedicada aos apóstolos Pedro e Paulo e a ornaria com diversos presentes
Contra toda e qualquer previsão, a resposta dos ingleses à pregação da fé cristã foi instantânea. No Natal do mesmo ano de 597, foram batizadas mais de dez mil pessoas dentre elas a maior parte da nobreza, precedida pelo próprio Rei Etelberto. Agostinho foi ter com o arcebispo de Arles, na França, para relatar o grande movimento de conversões dos anglo-saxões e esse, por ordem do papa, conferiu a sagração episcopal a Agostinho.
Mais missionários vieram de Roma, enviados pelo papa, os quais se espalharam pela ilha a pregar o Evangelho. A missão se desenvolveu admiravelmente, tanto que Gregório, em 601, elevou a arcebispo Santo Agostinho, afim de que pudesse criar outras dioceses na Inglaterra. De fato, organizou aos poucos as dioceses de Cantuária, que ficou primacial, depois a de Londres e Rochester.
Agostinho se conservou sempre em contato com o Papa Gregório, que lhe enviava preciosas instruções. Célebres se tornaram as decisões do papa sobre a liceidade de acomodações da liturgia a usos e tradições do povo anglo-saxão.
Agostinho não conseguiu a conversão de todos os habitantes da ilha, pois a Inglaterra era dividida em vários reinos rivais. Mas os fundamentos da evangelização estavam postos, o resto seria obra do tempo e da graça.
Santo Agostinho faleceu aos 26 de maio de 604, sendo sepultado na Igreja de Cantuária, que hoje recebe o seu nome e ainda guarda suas relíquias.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino

Ó Trindade, num sólio supremo
que brilhais, num intenso fulgor.
Glória a vós, que o profundo dos seres
Possuís pelo amor.

Deus Pai, Criador do Universo,
sois a força que a todos dá vida;
aos que dela fizestes consortes,
dai a fé, que sustenta na lida.

Esplendor e espelho da luz
sois, ó Filho, que irmãos nos chamais;
dai-nos ser ramos verdes e vivos
da fecunda videira do Pai.

Piedade e amor, fogo ardente,
branda luz, poderoso clarão,
renovai nossa mente, ó Espírito,
aquecei o fiel coração.

Trindade feliz, doce hóspede,
atendei nossa humilde oração:
atraí-nos a vós, saciai-nos
com a glória da vossa visão.

Salmo 62 (63), 2-9
Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!
Desde a aurora ansioso vos busco!
A minh'alma tem sede de vós,
minha carne também vos deseja,
como terra sedenta e sem água!
Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.
Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
A minh'alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!

Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Cor 12,4-6
Há diversidade de dons, mas um é o espírito. Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos.

A vós glória e louvor, ó Trindade feliz!
Seja a vós gratidão, por todos os séculos!

BENEDICTUS
Sede bendita, ó Trindade indivisível, agora e sempre e eternamente pelos séculos, vós que criais e governais todas as coisas.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos e glorifiquemos jubilosamente o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e digamos;

R. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo!

Pai santo conceda-nos o vosso Espírito Santo, porque não sabemos rezar como convém,
– para que ele venha em auxílio da nossa fraqueza e reze em nós como vos agrada. R.

Filho de Deus, que pedistes ao Pai para enviar o Espírito Consolador à vossa Igreja,
– fazei que este Espírito de verdade permaneça conosco para sempre. R.

Vinde, Espírito Santo, e concedei-nos vossos frutos: caridade, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade,
– e também lealdade, mansidão, fé, modéstia, equilíbrio e castidade. R.

(Intenções livres)

Pai nosso...

Oração
O Deus, nosso Pai, enviando ao mundo a Palavra da verdade e o Espírito santificador revelastes o vosso inefável mistério. Fazei que, professando a verdadeira fé, reconheçamos a glória da Trindade e adoremos a Unidade Onipotente. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espirito Santo.

Meditação do dia

Luz, esplendor, graça na Trindade e da Trindade

Não é perda de tempo investigar a antiga tradição, a doutrina de fé católica da Igreja, que o Senhor entregou para os apóstolos pregarem e que os Santos Padres guardaram, pois nela está fundada a Igreja. Se alguém dela se afasta, não poderá mais, de modo algum, ser ou chamar-se cristão.
A Trindade santa e perfeita é aquela que se revela no Pai, no Filho e no Espírito Santo. Nada de estranho ou extrínseco se lhe mistura, nem consta do Criador e da criatura, contudo possui em si todo o poder de criar e fazer. Sua natureza é também igual e indivisa, e una é sua eficácia e ação, pois o Pai pelo Verbo no Espírito Santo, tudo faz. Deste modo, se conserva a unidade da Santa Trindade. Assim, prega-se na Igreja um só Deus, “que está acima de tudo, atua em tudo, e está em tudo. Acima de tudo”, sem dúvida, o Pai, princípio e fonte; “atua em tudo”, isto é, pelo Verbo; “está em tudo”, enfim, no Espírito Santo.
São Paulo, escrevendo aos coríntios sobre questões do Espírito, deste modo reconduz tudo ao único Deus Pai como a seu princípio: “Existe diversidade de graças, mas é o mesmo Espírito. Existe diversidade de ministérios, mas é o mesmo Senhor. Existe diversidade de obras, é, porém, o mesmo Deus que opera tudo em todos”.
Aquilo que é distribuído pelo Espírito, é dado da parte do Pai pelo Verbo, pois tudo o que é do Pai é do Filho. Consequentemente, o que se dá pelo Filho no Espírito é verdadeira dádiva do Pai. Igualmente, quando o Espírito está em nós, o Verbo, de quem o recebemos, também está, e no Verbo, igualmente o Pai. Assim se cumpre a palavra: “Viremos eu e o Pai e nele faremos nossa morada”, pois onde há luz, aí está o esplendor; onde o esplendor, igualmente aí sua eficiência e sua graça esplêndida.

Santo Atanásio de Alexandria
Bispo e Padre da Igreja (†373)

Oração para esta tarde

O Senhor estenderá desde Sião
vosso cetro de poder
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Trindade imensa e una,
vossa força tudo cria;
vossa mão, que rege os tempos,
antes deles existia.

Vós, feliz, num gozo pleno,
totalmente vos bastais.
Pura, simples, generosa,
terra e espaços abraçais.

Pai, da graça fonte viva,
Luz da glória de Deus Pai,
Santo Espírito da vida,
que no Amor os enlaçais.

Só por vós, Trindade Santa,
suma origem, todo bem,
todo ser, toda beleza,
toda vida se mantém.

Nós os filhos adotivos,
pela graça consagrados,
nos tornemos templos vivos,
a vós sempre dedicados.

Ó Luz viva, reuni-nos
com os anjos, lá nos céus,
no louvor da vossa glória
que veremos, sem ter véus.

Salmo 109(110), 1-5. 7
É preciso que ele reine, até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés (1Cor 15, 25).

Palavra do Senhor ao meu Senhor:
‘Assenta-te ao meu lado direito
até que eu ponha os inimigos teus
como escabelo por debaixo de teus pés!’

O Senhor estenderá desde Sião
vosso cetro de poder, pois Ele diz:
‘Domina com vigor teus inimigos;

tu és príncipe desde o dia em que nasceste;
na glória e esplendor da santidade,
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!’

Jurou o Senhor e manterá sua palavra:
'Tu és sacerdote eternamente,
segundo a ordem do rei Melquisedec!'

À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz:
‘No dia da ira esmagarás os reis da terra!
Beberás água corrente no caminho,
por isso seguirás de fronte erguida!’

Glória ao Pai...

Leitura breve Ef 4,3-6
Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só Espírito, como também é uma só a esperança à qual fostes chamados. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos.

Bendigamos ao Pai e ao Filho, bendigamos ao Espírito Santo.
Louvemos a Deus para sempre.

MAGNIFICAT
Deus Pai não gerado, Deus Filho Unigênito, Deus Espírito Santo, divino Paráclito, ó Santa, indivisa e una Trindade: com todas as fibras da alma e da voz, vos louvamos cantando, na fé confessando: Glória a vós pelos séculos!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Deus Pai, por meio do Espírito Santo, vivificou o corpo de Cristo, seu Filho, e tornou-o fonte de vida para nós. Elevemos nossa aclamação ao Deus Uno e Trino; e digamos:

R. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!

Deus Pai, todo-poderoso e eterno, em nome de vosso Filho envie sobre a Igreja o Espírito Santo Consolador,
– para que a conserve na unidade do amor e na verdade perfeita. R.

Enviai, Senhor, operários à vossa messe, para que anunciem o Evangelho a todos os povos e os batizem em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,
– confirmando-os na fé. R.

Senhor, vinde em auxílio de todos os que são perseguidos pelo nome de vosso Filho,
– que prometeu o Espírito da verdade para falar por eles. R.

Pai todo-poderoso, dai a todos conhecerem que vós, o Verbo e o Espírito Santo sois um só Deus,
– para que vivam na fé, na esperança e na caridade. R.

(Intenções livres)

Pai dos viventes, fazei que os nossos irmãos e irmãs falecidos participem da vossa glória,
– onde vosso Filho e o Espírito Santo reinam convosco eternamente. R.

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

Evangelho do dia

Naquele tempo, os onze discípulos partiram para a Galileia, em direção ao monte que Jesus lhes indicara.
Quando O viram, adoraram-n’O; mas alguns ainda duvidaram.
Jesus aproximou-Se e disse-lhes: «Todo o poder Me foi dado no Céu e na terra.
Ide e ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,
ensinando-as a cumprir tudo o que vos mandei. Eu estou sempre convosco até ao fim dos tempos».