Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 24 Setembro |
Oração do dia
Festividade do diaHistórias de Santos

São Leufredo

Abade († 738)

Tim Wildsmith | Unsplash | CC0

A vida de Leufredo foi escrita entre o século IX ou X por um monge anônimo do mosteiro de La-Croix-Saint-Leufroy. Foi compilada cerca de cento e vinte e cinco anos após a morte do santo, mas esta história, que se assemelha muito à Vida de São Audoeno, merece certa desconfiança.
Sabe-se que Leofredo nasceu em uma família nobre da região de Évreux, na Normandia. Leufredo recebeu a educação básica do reitor da igreja de São Taurino. Depois foi estudar em Chartres, onde lecionavam famosos professores.
De volta à casa dos pais, assumiu o papel de tutor dos filhos das famílias da vizinhança. No entanto, sonhava com a vida monástica. Numa noite, após oferecer um banquete para sua família, ele anunciou que entraria num mosteiro e deixaria a casa de seu pai.
A caminho do mosteiro, sua primeira parada foi em Varenne, na diocese de Rouen, onde havia um convento de freiras. Depois conheceu um eremita chamado Bertrano e influenciado pelo santo homem, levou uma vida de recluso por algum tempo.
Dalí foi para Rouen, atraído pela fama de São Sidônio, de origem irlandesa, que lhe deu o hábito religioso e o fez entrar na comunidade de Santo Ansberto, bispo de Rouen desde 684.
Por volta de 690, a conselho de Sidônio e Ansberto, Leufredo decidiu retornar à região de Évreux para fundar ali um mosteiro que, ao mesmo tempo, seria um viveiro missionário.
Assim, ele retornou à sua terra natal e se estabeleceu a quinze quilômetros ao norte de Évreux, em um lugar onde, quinze anos antes, Santo Adueno, bispo de Rouen, teve a visão de uma cruz resplandecente e plantou uma cruz de madeira cercada por relíquias no chão. Leufredo construiu uma igreja naquele local, em homenagem à Santa Cruz e aos Santos Apóstolos, e um mosteiro ao qual deu o nome de La-Croix-Saint-Ouen, cujo nome, no século X, foi alterado para La-Croix-Saint-Leufroy.
O autor da Vida de Leofredo relata numerosos milagres que supostamente ele realizara antes e depois de sua morte, mas dá muito poucas informações sobre seu abaciado; cita apenas que o abade teve algumas dificuldades com o bispo de Évreux, Desidério, e que mandou construir uma hospedaria para acolhimento dos pobres.
Após 48 anos de abaciado Leufredo faleceu em 21 de junho de 738 e foi sepultado na igreja do abacial.
Em 22 de junho 851, Guntberto, bispo de Évreux, procedeu a “elevação” dos seus restos mortais. Pouco depois, as invasões normandas forçaram os monges de La Croix a abandonar seu mosteiro e se refugiar na abadia de Saint-Germain-des-Prés, em Paris, trazendo para lá as relíquias de seu fundador.
Quando puderam retornar à Normandia, deixaram as relíquias para seus hóspedes que, em 1222, foram colocadas em um novo baú por Gaultier, abade de Saint-Germain-des-Prés.

Descubra outros santos clicando aqui
Top 10
1
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
2
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
3
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel presta uma homenagem eletrizante a Maria
4
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
5
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
Ver mais