Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

sexta-feira 15 março
Bem-aventurado João Balicki

Sacerdote (†1948)

PRAY
Compartilhar
Santo do dia

Padre João Balicki nasceu na Polônia, no dia 25 de janeiro de 1869. Sua família era muito religiosa e lhe forneceu uma boa educação católica. Ainda muito jovem decidiu se consagrar inteiramente a Deus seguindo a estrada do sacerdócio. Após o término do Ensino Médio, entrou no seminário diocesano e após os estudos de praxe, foi ordenado padre. Em seguida, foi enviado para estudar na Universidade Gregoriana de Roma. Por ocasião de seu retorno, foi nomeado professor de teologia dogmática no seminário diocesano, exercitando esse encargo com amor pela verdade e com profunda fé. Suas aulas eram amparadas por suas orações ao Espírito Santo, a quem sempre pedia sabedoria e luz. Entre 1928 e 1934 cumulou o encargo de reitor do seminário. Sua vida singela de dedicação a todos os que o procuravam como sacerdote, bem como seu exemplo de vida e de oração, fizeram crescer sua fama de santidade. No exercício da pregação era admirado por muitos e no exercício do sacramento da confissão, aproximou muitos penitentes a Deus, principalmente aquele que haviam se afastado dos caminhos do Senhor. Morreu no dia 15 de março de 1948 dando um grande exemplo sobre como unir a vida contemplativa ao apostolado.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Salmo 99(100)

O Senhor ordena aos que foram salvos que cantem o hino de vitória (Sto. Atanásio).

Aclamai o Senhor, ó terra inteira,
servi ao Senhor com alegria,
ide a ele cantando jubilosos!

Sabei que o Senhor, só ele, é Deus,
Ele mesmo nos fez, e somos seus,
nós somos seu povo e seu rebanho.

Entrai por suas portas dando graças,
e em seus átrios com hinos de louvor;
dai-lhe graças, seu nome bendizei!

Sim, é bom o Senhor e nosso Deus,
sua bondade perdura para sempre,
seu amor é fiel eternamente!

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 53,11b-12
Meu Servo, o justo, fará justos inúmeros homens, carregando sobre si suas culpas. Por isso, compartilharei com ele multidões e ele repartirá suas riquezas com os valentes seguidores, pois entregou o corpo à morte, sendo contado como um malfeitor; ele, na verdade, resgatava o pecado de todos e intercedia em favor dos pecadores.

Vós nos resgatastes, ó Senhor, para Deus o vosso sangue nos remiu.
Dentre todas as tribos e línguas, dentre os povos da terra e nações.

BENEDICTUS
Se vossa justiça não superar a justiça dos escribas e fariseus,
no reino dos céus não entrareis.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Demos graças a Cristo nosso Senhor que, morrendo na cruz, nos deu a vida; e de coração lhe peçamos:

R. Pela vossa morte, Senhor, fazei-nos viver!

Cristo nosso Mestre e Salvador, que nos ensinastes a vossa verdade, e nos renovastes pela vossa gloriosa Paixão,
– não nos deixeis cair na infidelidade do pecado. R.

Ensinai-nos a praticar a abstinência,
– para socorrer com nossos bens os irmãos necessitados. R.

Dai-nos a graça de viver santamente este dia de penitência quaresmal,
– e consagrá-lo a vós com obras de caridade fraterna. R.

Corrigi, Senhor, as nossas vontades rebeldes,
– e dai-nos um coração generoso e agradecido. R.
(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Concedei, ó Deus, que vossos filhos e filhas se preparem dignamente para a festa da Páscoa, de modo que a mortificação desta Quaresma frutifique em todos nós. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Vai e reconcilia-te com teu irmão...

Irmão: que não haja desavenças entre vós nestes dias santos de Quaresma. Talvez em pensamento dizeis: “Quero fazer as pazes, mas foi o irmão quem me ofendeu e não

Quer me pedir perdão”. O que fazer então? É necessário que entre vós faça a mediação um terceiro, amigo da paz. Quanto a ti, estejas pronto para perdoar desde o fundo do coração. Se estás totalmente disposto a perdoar a falta de teu irmão, já o perdoaste. Falta-te ainda a oração: reza por ele para que ele te peça perdão porque sabes que não é bom para ele não fazê-lo. Diz ao Senhor: “Vós sabeis que eu não ofendi a meu irmão e lhe prejudica ter-me ofendido; quanto a mim, vos peço de coração que o perdoes”. Isto é o que tendes de fazer para vier em paz com vossos irmãos, para celebrar a Páscoa com serenidade e viver a paixão daquele que não devia a ninguém e que, apesar disso, pagou a dívida por todos, nosso Senhor Jesus Cristo, que não ofendera a ninguém e, por assim dizer, foi ofendido por todo o mundo. Não pediu castigo, mas prometeu recompensas. A ele mesmo o temos por testemunha de nosso coração: se ofendemos a alguém, pediremos perdão; se alguém nos ofendeu, estaremos dispostos a perdoar e a rezar pelos nossos inimigos.

Santo Agostinho
Bispo de Hipona e doutor da Igreja (354-430).

Oração para esta tarde

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém

Cântico Ap 15,3-4

Como são grandes e admiráveis vossas obras,
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
Vossos caminhos são verdade, são justiça,
ó Rei dos povos todos do universo!

Quem, Senhor, não haveria de temer-vos,
e quem não honraria o vosso nome?
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo!

As nações todas hão de vir perante vós,
e prostradas haverão de adorar-vos,
pois vossas justas decisões são manifestas!
Glória ao Pai...

Leitura Tg 5,16.19-20
Confessai uns aos outros os vossos pecados e orai uns pelos outros para alcançar a saúde. A oração fervorosa do justo tem grande poder. Meus irmãos, se alguém de vós se desviar da verdade e um outro o reconduzir, saiba este que aquele que reconduz um pecador desencaminhado salvará da morte a alma dele e cobrirá uma multidão de pecados.

Curai-me, Senhor, ó Deus Santo, pois pequei contra vós.
Tende piedade de mim, renovai-me!

MAGNIFICAT
Se tu queres que agrade ao Senhor a tua oferta, vai primeiro a teu irmão, reconcilia-te com ele, e depois virás a Deus apresentar a tua oferta.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Elevemos nossas súplicas ao Senhor Jesus Cristo, que nos santificou com o seu sangue; e digamos:

R. Senhor, tende compaixão do vosso povo!

Jesus, Redentor nosso, pelos méritos da vossa Paixão, dai aos vossos fiéis o espírito de
penitência, sustentai-os no combate contra o mal e reavivai a sua esperança,
– para que se disponham para celebrar mais santamente a vossa Ressurreição. R.

Fazei que os cristãos, exercendo sua missão profética, anunciem por toda parte o Evangelho do Reino,
– e o confirmem com seu testemunho de fé, esperança e caridade. R.

Confortai os aflitos com a força do vosso amor,
– e fazei que saibamos consolá-los com nossa solicitude fraterna. R.

Ensinai-nos a levar nossa cruz em união com os vossos sofrimentos,
– para que manifestemos em nós mesmos a vossa salvação. R.

(Intenções livres)

Autor da vida, lembrai-vos daqueles que partiram deste mundo,
– e concedei-lhes a glória da ressurreição. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo São Mateus 5,20-26.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se a vossa justiça não superar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus.
Ouvistes que foi dito aos antigos: "Não matarás; quem matar será submetido a julgamento".
Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento. Quem chamar imbecil a seu irmão será submetido ao Sinédrio, e quem lhe chamar louco será submetido à geena de fogo.
Portanto, se fores apresentar a tua oferta ao altar e ali te recordares que o teu irmão tem alguma coisa contra ti,
deixa lá a tua oferta diante do altar, vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão e vem depois apresentar a tua oferta.
Reconcilia-te com o teu adversário, enquanto vais com ele a caminho, não seja caso que te entregue ao juiz, o juiz ao guarda, e sejas metido na prisão.
Em verdade te digo: Não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».