Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Festividade do dia

terça-feira 20 agosto
Bem-aventurado Gervásio Brunel

Sacerdote e mártir (†1794)

WOMAN
Compartilhar

Nas horas mais obscuras da revolução francesa inúmeros sacerdotes e religiosos, considerados então inimigos do povo, foram caçados, presos e jogados nas prisões francesas. A grande maioria destes foram conduzidos em marchas forçadas até a zona costeira da França para serem deportados para a Guiana. Muitos jamais verão essa terra estrangeira, pois conhecerão a morte nas masmorras do regime. Na primavera de 1794 muitos desses prisioneiros jaziam na fortaleza da Gironda ou em navios negreiros ancorados na ilha de Aix, próximo a Rochefort. Nesses navios, as condições de vida eram tais que, em poucos meses, dois terços dos deportados haviam perecido. De um total de 829 prisioneiros, 547 haviam morrido em virtude dessas condições subumanas. A grande lotação, as fumigações matinais que empesteavam o interior dos barcos que, em vez de procurar a purificação do ar, sufocavam os prisioneiros, a falta de comida e os piolhos, tornaram esses navios um verdadeiro e próprio inferno. O golpe de Estado do dia 9 de termidor iria melhorar um pouco aquela situação, por muitos chamada de “guilhotina seca”. Desses mortos, no dia 1 de outubro de 1995, o Papa São João Paulo II beatificou 64 pessoas como mártires, dentre estes Gervásio Brunel, monge de grande piedade, caridade e espírito de abandono. Ele morreu com a idade de 50 anos no hospital improvisado da ilha de Madame. Morto pelo tifo e reduzido a condições extremadas, morreu no dia de seu desembarque: 20 de agosto de 1794. Tentava chegar na Suíça para viver sua vida de monge, mas fora aprisionado e condenado à deportação. Um documento desse período faz menção à Dom Gervásio como “um dos mais conhecidos condenados, homem religioso, fervoroso, de piedade e de grande virtude”.

Descubra outros santos clicando aqui

O Senhor, o grande Deus, vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre. Amém
Hino
Da luz Criador,
vós mesmo sois luz
e dia sem fim.
Vós nunca da noite
provastes as trevas:
Só Deus é assim.

A noite já foge
e o dia enfraquece
dos astros a luz.
A estrela da aurora,
surgindo formosa,
no céu já reluz.

Os leitos deixando,
a vós damos graças
com muita alegria,
porque novamente,
por vossa bondade,
o sol traz o dia.

Ó Santo, pedimos
que os laços do Espírito
nos prendam a vós,
e, assim, não ouçamos
as vozes da carne
que clamam em nós.

Às almas não fira
a flecha da ira
que traz divisões.
Livrai vossos filhos
da própria malícia
dos seus corações.

Que firmes na mente
e castos no corpo,
de espírito fiel,
sigamos a Cristo,
Caminho e Verdade,
doçura do céu.

O Pai piedoso
nos ouça, bondoso,
e o Filho também.
No laço do Espírito
unidos, dominam
os tempos. Amém.

Salmo 143(144),1-10

Tudo posso naquele que me dá força (Fl 4,13)

Bendito seja o Senhor, meu rochedo,
que adestrou minhas mãos para a luta,
e os meus dedos treinou para a guerra!

Ele é meu amor, meu refúgio,
libertador, fortaleza e abrigo;
é meu escudo: é nele que espero,
ele submete as nações a meus pés.

Que é o homem, Senhor, para vós?
Por que dele cuidais tanto assim,
e no filho do homem pensais?
Como o sopro de vento é o homem,
os seus dias são sombra que passa.

Inclinai vossos céus e descei,
tocai os montes, que eles fumeguem.
Fulminai o inimigo com raios,
lançai flechas, Senhor, dispersai-o!

Lá do alto estendei vossa mão,
retirai-me do abismo das águas,
e salvai-me da mão dos estranhos;
sua boca só tem falsidade,
sua mão jura falso e engana.

Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos,
nas dez cordas da harpa louvar-vos,
a vós que dais a vitória aos reis
e salvais vosso servo Davi.

Glória ao Pai...

Leitura breve Is 55,1
Ó vós todos que estais com sede, vinde às águas; vós que não tendes dinheiro, apressai-vos, vinde e comei, vinde comprar sem dinheiro, tomar vinho e leite, sem nenhuma paga.

Por vosso amor, ó Senhor, ouvi minha voz, confiante eu confio na vossa palavra.
Chego antes que a aurora e clamo a vós.

BENEDICTUS
São Bernardo, iluminado pela luz do Verbo eterno,
irradia em toda a Igreja a luz da fé e da doutrina.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Concedendo-nos a alegria de louvá-lo nesta manhã, Deus fortalece a nossa esperança; por isso, dirijamos-lhe a nossa oração cheios de confiança:

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Nós vos agradecemos, Deus e Pai de nosso Salvador Jesus Cristo,
– pelo conhecimento e pela imortalidade que recebemos por meio dele. R.

Concedei-nos a humildade de coração,
– para nos ajudarmos uns aos outros no amor de Cristo. R.

Derramai o Espírito Santo sobre nós, vossos servos,
– para que seja sincero o nosso amor fraterno.R.

Vós, que confiastes aos seres humanos a tarefa de governar o mundo,
– concedei que o nosso trabalho vos dê glória e santifique os nossos irmãos e irmãs. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que fizestes do abade São Bernardo, inflamado de zelo por vossa casa, uma luz que brilha e ilumina a Igreja, dai-nos, por sua intercessão, o mesmo fervor para caminharmos sempre como filhos da luz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Nós deixamos tudo e te seguimos...
Na verdade, é algo grandioso deixar tudo, mas há uma coisa ainda maior que é “seguir o Cristo”, pois, como ensinam os livros, são muitos os que deixaram tudo, mas que não seguiram a Cristo. Seguir o Cristo é nossa tarefa, nosso trabalho, nisto consiste o essencial da salvação da humanidade, mas não podemos seguir Cristo se não abandonamos tudo o que nos impede de segui-lo. Pois sai contente como um herói, e ninguém pode segui-lo se carrega uma carga pesada. Pedro diz: “Nós deixamos tudo” - não apenas os bens deste mundo, mas também os desejos de nossa alma. Pois não deixou tudo aquele que continua amarrado ainda que seja apenas a si próprio. Ademais, de nada serve ter deixado todo o resto, se não se deixou a si próprio, pois não há carga mais pesada para o homem que seu próprio eu. Que tirano mais cruel, que amo mais desapiedado para o homem senão a sua própria vontade? Por conseguinte, é preciso que abandonemos nossas posses e nossa vontade se quisermos seguir aquele que não tinha onde pousar a cabeça e que veio não para fazer sua vontade, mas sim a vontade daquele que o enviou.

São Pedro Damião
Sermón 9: PL 144, 549-553.
Ermitão e depois bispo, é doutor da Igreja (1007-1072).

O Senhor é nossa luz e salvação!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Autor e origem do tempo,
por sábia ordem nos dais
o claro dia no trabalho,
e a noite, ao sono e à paz.

As mentes castas guardai
dentro da calma da noite
e que não venha a feri-las
do dardo mau o açoite.

Os corações libertai
de excitações persistentes.
Não quebre a chama da carne
a força viva das mentes.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e vós, ó Filho de Deus,
que com o Espírito Santo
reinais eterno nos céus.

Cântico Ap 4,11; 5,9-10.12

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de receber honra, glória e poder!

Porque todas as coisas criastes,
é por vossa vontade que existem
e subsistem porque vós mandais.

Vós sois digno, Senhor nosso Deus,
de o livro nas mãos receber
e de abrir suas folhas lacradas!

Porque fostes por nós imolado;
para Deus nos remiu vosso sangue
dentre todas as tribos e línguas,
dentre os povos da terra e nações.

Pois fizestes de nós, para Deus,
sacerdotes e povo de reis,
e iremos reinar sobre a terra.

O Cordeiro imolado é digno
de receber honra, glória e poder,
sabedoria, louvor, divindade!

Glória ao Pai...

Leitura Cl 3,16
Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças.

Junto a vós, felicidade, felicidade sem limites!
Delícia eterna, ó Senhor.

MAGNIFICAT
Doutor melífluo, São Bernardo, do Esposo sois amigo, sois cantor da Virgem Mãe,
sois ilustre em Claraval, e pastor dos mais insignes.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Exaltemos a Jesus Cristo, que dá ao seu povo força e poder; e lhe peçamos de coração sincero:

R. Ouvi-nos, Senhor, e vos louvaremos para sempre!

Jesus Cristo, nossa força, que nos chamastes ao conhecimento da verdade,
– concedei a vossos fiéis a perseverança na fé. R.

Dirigi, Senhor, segundo o vosso coração, todos os que nos governam,
– e inspirai-lhes bons propósitos, para que nos conduzam na paz. R.

Vós, que saciastes as multidões no deserto,
– ensinai-nos a repartir o pão com aqueles que têm fome. R.

Fazei que os governantes não se preocupem apenas com seu próprio país,
– mas respeitem as outras nações e sejam solícitos para com todas elas. R.

(Intenções livres)

Ressuscitai para a vida eterna os nossos irmãos e irmãs que morreram,
– quando vierdes manifestar a vossa glória naqueles que creram em vós. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.
(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo São Mateus 19,23-30.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Em verdade vos digo: Um rico dificilmente entrará no reino dos Céus.
É mais fácil passar um camelo pelo fundo duma agulha do que um rico entrar no reino de Deus».
Ao ouvirem estas palavras, os discípulos ficaram muito admirados e disseram: «Quem poderá então salvar-se?».
Jesus olhou para eles e respondeu: «Aos homens isso é impossível, mas a Deus tudo é possível».
Então Pedro tomou a palavra e disse-Lhe: «Nós deixámos tudo para Te seguir. Que recompensa teremos?».
Jesus respondeu: «Em verdade vos digo: No mundo renovado, quando o Filho do homem vier sentar-Se no seu trono de glória, também vós que Me seguistes vos sentareis em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel.
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou terras, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna».
Muitos dos primeiros serão os últimos e muitos dos últimos serão os primeiros».

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.