Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia
Festividade do dia

terça-feira, 20 de março

São João Nepomuceno

Sacerdote e mártir (†1383)

JOHN OF NEPOMUK;
Compartilhar

São João Nepomuceno

É considerado o mártir do segredo da confissão. Nascido em 1330 na cidade de Nepomuk (donde o nome “Nepomuceno”), na Boêmia, começou os estudos eclesiásticos em Praga, sendo aí ordenado sacerdote. Logo se distinguiu pela pregação e foi chamado à corte para ser seu pregador oficial. Tornou-se confessor e diretor espiritual da rainha, a piedosa Joana da Bavária. Os testemunhos da época dão conta que a rainha ficava horas inteiras em oração diante do Santíssimo Sacramento. Embora fosse virtuosa e piedosa, o mesmo não se podia dizer de seu marido, o rei Venceslau. Famoso por seus casos amorosos com várias amantes, o rei começou a nutrir a suspeita que a rainha Joana lhe era também infiel. Corroído pela dúvida, ordena que se façam investigações sobre o assunto. Mesmo diante da negativa e da afirmação da inocência de sua esposa, o rei não se deu por vencido. Começou então a interrogar o confessor da rainha, o padre João Nepomuceno, para que ele revelasse o que a rainha lhe confessava. Inicialmente tentou convencer o padre com presentes, depois partiu para as ameaças mais terríveis, como a prisão. Padre João, no entanto, manteve-se firme, afirmando a impossibilidade de revelar ao rei qualquer coisa que dissesse respeito à confissão. Exaltado, o rei mandou seus guardas agarrem padre João para dar-lhe um fim. Com efeito, os guardas arrastaram o pobre padre até a ponte da cidade e dali jogaram-no nas águas geladas do rio Moldava. Era o ano de 1383. Na manhã seguinte, um corpo foi encontrado boiando nas margens do rio. Segundo alguns relatos, do corpo emanava uma estranha luz. Ao se aproximarem, as pessoas do povo viram que se tratava do padre João Nepomuceno. Logo uma imensa multidão começou a levar o corpo em procissão até igreja de Santa Cruz, enquanto vários transeuntes corriam para beijar-lhe os pés e se recomendarem à sua intercessão.

Descubra outros santos clicando aqui

Oração para esta manhã

 

Cristo por nós foi tentado, sofreu e na Cruz morreu: Vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Cântico Tb 13,2-8

Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande misericórdia nos fez nascer de novo, para uma esperança viva (1Pd 1,3).

Vós sois grande, Senhor, para sempre,
e vosso reino se estende nos séculos!
Porque vós castigais e salvais,
fazeis descer aos abismos da terra,
e de lá nos trazeis novamente:
de vossa mão nada pode escapar.

Vós que sois de Israel, dai-lhe graças
e por entre as nações celebrai-o!
O Senhor dispersou-vos na terra
para narrardes sua glória entre os povos,
e fazê-los saber, para sempre,
que não há outro Deus além dele.

Castigou-nos por nossos pecados,
seu amor haverá de salvar-nos.
Compreendei o que fez para nós,
dai-lhe graças, com todo o respeito!
Vossas obras celebrem a Deus
e exaltem o Rei sempiterno!

Nesta terra do meu cativeiro,
haverei de honrá-lo e louvá-lo,
pois mostrou o seu grande poder,
sua glória à nação pecadora!
Convertei-vos, enfim, pecadores,
diante dele vivei na justiça;

e sabei que, se ele vos ama,
também vos dará seu perdão!
Eu desejo, de toda a minh'alma
alegrar-me em Deus, Rei dos céus.
Bendizei o Senhor, seus eleitos,
fazei festa e alegres louvai-o!

Glória ao Pai...

Leitura breve Zc 12,10-11a
Derramarei sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém um espírito de graça e de oração; eles olharão para mim. Ao que eles feriram de morte, hão de chorá-lo, como se chora a perda de um filho único, e hão de sentir por ele a dor que se sente pela morte de um primogênito. Naquele dia, haverá um grande pranto em Jerusalém.

Levantai-vos, ó Senhor, por que dormis? Vós, agora, nos deixastes e humilhastes!
Despertai! Não nos deixeis eternamente!

BENEDICTUS
Quando tiverdes levantado o Filho do Homem,
conhecereis que 'Eu Sou', diz o Senhor.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Cristo, que se deu a nós como pão descido do céu; e oremos, dizendo:

R. Cristo, pão da vida e remédio que nos salva, dai-nos vossa força!

Senhor, que nos alimentais na vossa ceia eucarística,
– dai-nos a plena participação nos frutos do sacrifício pascal. R.

Ensinai-nos a acolher vossa palavra num coração bom e reto,
– para darmos frutos na paciência. R.

Fazei que colaboremos alegremente convosco na construção do mundo,
– a fim de que o anúncio da paz se difunda mais eficazmente pela ação da Igreja. R.

Reconhecemos, Senhor, que somos pecadores;
– apagai nossas culpas com a graça da vossa salvação. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Concedei-nos, ó Deus, perseverar no vosso serviço para que, em nossos dias, cresça em número e santidade o povo que vos serve. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Meditação do dia

Sabereis que eu sou...

Alguém poderia perguntar: se Cristo tinha que entregar seu corpo à morte, por que não o fez como todo homem, por que foi tão longe até entregá-lo na morte de cruz? Alguém poderia argumentar que teria sido mais conveniente para ele, ter entregue seu corpo com dignidade, que não padecer o ultraje de uma morte na cruz. Essa objeção é demasiadamente humana; o que aconteceu ao Salvador é verdadeiramente divino e digno de sua divindade por várias razões. Primeiro, porque a morte de que padecem os homens lhes sobrevêm por causa da debilidade de sua natureza. Aparecem as doenças e morrem. Mas o Senhor não é débil, é o poder de Deus, é o Verbo de Deus e é a vida mesma. Se tivesse entregue seu corpo no privado, numa cama, ao modo dos homens, alguém pensaria que ele não tinha nada de especial, diferente dos outros homens. O Senhor não podia padecer uma enfermidade, ele que curava as enfermidades dos demais. Então, por que não afastou a morte como afastava as enfermidades? Porque possuía um corpo justamente para isso, e para não impedir a ressurreição. Essa atitude não significa de modo algum uma debilidade do Verbo, mas sim que o dá a conhecer como Salvador e Vida.

Santo Atanásio
Bispo e doutor da Igreja (295-373).

Oração para esta tarde

 

Ouvi Senhor, minha oração!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
A abstinência quaresmal
vós consagrastes, ó Jesus;
pelo jejum e pela prece,
nos conduzis da treva à luz.

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmo 20(21),2-8.14

O Cristo ressuscitado recebeu a vida para sempre (Sto. Irineu).

Ó Senhor, em vossa força o rei se alegra;
quanto exulta de alegria em vosso auxílio!
O que sonhou seu coração, lhe concedestes;
não recusastes os pedidos de seus lábios.

Com bênção generosa o preparastes;
de ouro puro coroastes sua fronte.
A vida ele pediu e vós lhe destes
longos dias, vida longa pelos séculos.

É grande a sua glória em vosso auxílio;
de esplendor e majestade o revestistes.
Transformastes o seu nome numa bênção,
e o cobristes de alegria em vossa face.

Por isso o rei confia no Senhor,
e por seu amor fiel não cairá.
Levantai-vos com poder, ó Senhor Deus,
e cantaremos celebrando a vossa força!

Glória ao Pai...

Leitura 1Cor 1,27b-30
Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte; Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, para que ninguém possa gloriar-se diante dele. É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação.

Ele não tinha aparência ou beleza, por suas chagas nós fomos curados.
Carregou sobre si nossas culpas.

MAGNIFICAT
Quem me enviou está comigo e jamais me deixa só;
Porque sempre faço aquilo que é de seu agrado.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Imploremos ao Cristo Senhor, que nos mandou vigiar e orar para não cairmos em tentação; e digamos confiantemente:

R. Ouvi-nos, Senhor, e tende piedade!

Cristo Jesus, que prometestes estar presente no meio daqueles que se reúnem para orar em vosso nome,
– ensinai-nos a orar sempre convosco ao Pai no Espírito Santo. R.

Celeste Esposo, purificai de todo pecado vossa amada Igreja,
– e fazei que ela viva sempre na esperança e na alegria do Espírito Santo. R.

Amigo do ser humano, tornai-nos solícitos pelo bem do próximo, como nos mandastes,
– a fim de que, por meio de nós, brilhe para todos a luz da vossa salvação. R.

Pai pacífico, dai ao mundo a vossa paz,
– para que em toda parte se faça mais sensível vossa presença salvadora. R.

(Intenções livres)

Abri as portas da bem-aventurança eterna a todos os que morreram,
– e admiti-os na glória da eternidade. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA

Salve, Regina, mater misericordiae
Vita, dulcedo, et spes nostra, salve.
Ad te clamamus, exsules, filii evae.
Ad te suspiramus, gementes et flentes
in hac lacrimarum valle.

Eia ergo, Advocata nostra,
illos tuos misericordes oculos
ad nos converte.
Et Iesum, benedictum fructum ventris tui,
nobis post hoc exsilium ostende.
O clemens, O pia, O dulcis Virgo Maria.

Ora pro nobis sancta Dei Genetrix.
Ut digni efficiamur promissionibus Christi. Amen.

(Tradução)
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

 

Evangelho do dia

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Eu vou partir. Haveis de procurar-Me e morrereis no vosso pecado. Vós não podeis ir para onde Eu vou».
Diziam então os judeus: «Irá Ele matar-Se? Será por isso que Ele afirma: ‘Vós não podeis ir para onde Eu vou’?»
Mas Jesus continuou, dizendo: «Vós sois cá de baixo, Eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, Eu não sou deste mundo.
Ora Eu disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditardes que ‘Eu sou’, morrereis nos vossos pecados».
Então perguntaram-Lhe: «Quem és Tu?» Respondeu-lhes Jesus: «Absolutamente aquilo que vos digo.
Tenho muito que dizer e julgar a respeito de vós. Mas Aquele que Me enviou é verdadeiro e Eu comunico ao mundo o que Lhe ouvi».
Eles não compreenderam que lhes falava do Pai.
Disse-lhes então Jesus: «Quando levantardes o Filho do homem, então sabereis que ‘Eu sou’ e que por Mim nada faço, mas falo como o Pai Me ensinou.
Aquele que Me enviou está comigo: não Me deixou só, porque Eu faço sempre o que é do seu agrado».
Enquanto Jesus dizia estas palavras, muitos acreditaram n’Ele.

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.