Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Síria: em carta ao G20, Papa pede solução negociada

Agência Brasil - publicado em 05/09/13

Apelo urgente para ajudar a encontrar caminhos para superar os diferentes contrastes e abandonar toda a vã pretensão de uma solução militar

O Papa Francisco enviou uma carta ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, atualmente no comando do G20 (que engloba as 20 maiores economias mundiais), cuja cúpula ocorre hoje (5) e amanhã (6) em São Petersburgo (Rússia).

Na carta, Francisco apela para que Putin se esforce para evitar uma guerra na Síria e lembra que interesses têm se sobrepostos à paz. Segundo ele, é fundamental buscar uma solução negociada para o fim da crise na Síria.

“É preciso perseguir, com coragem e determinação, a busca por uma solução pacífica por meio do diálogo e da negociação entre as partes envolvidas, com o apoio unânime da comunidade internacional", disse o Papa, na carta. Francisco convocou, para sábado (7), um dia de orações pela paz na Síria.

Na próxima semana, o Senado dos Estados Unidos vota a resolução, apresentada pelo presidente norte-americano Barack Obama, de uma intervenção militar, por até 90 dias, na Síria. Os norte-americanos alegam que a ação é uma reação ao uso de armas químicas cuja responsabilidade é atribuída ao governo do presidente sírio, Bashar Al Assad.

"Os líderes dos países do G20 não podem permanecer inertes diante das tragédias que tem vivido por muito tempo a população da Síria”, ressaltou o Papa, lembrando o sofrimento sírio, com mais de dois anos de guerra na Síria, que matou cerca de 100 mil pessoas. “[Faço] um apelo urgente para ajudar a encontrar caminhos para superar os diferentes contrastes e abandonar toda a vã pretensão de uma solução militar."

Em São Petersburgo, estarão presentes os principais líderes mundiais. A presidente Dilma Rousseff também participa das discussões cujo foco principal é a adoção de mecanismos para estimular o crescimento econômico.

O Papa lembrou que, sem paz, não há desenvolvimento econômico no mundo. "A violência nunca traz a paz, condição necessária para esse desenvolvimento”, disse. "A economia mundial vai realmente crescer na medida em que todos tiverem oportunidade a uma vida digna, desde os idosos até as crianças ainda no ventre materno."

(Agência Brasil)

Tags:
MundoPapa FranciscoPaz
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia