Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa Paulo VI: trajetória do beato

© Archives CIRIC

Vatican - publicado em 19/10/14

Pertence ao quarto ano de pontificado a Encíclica Populorum progressio, documento que se insere no sulco da doutrina social da Igreja, recolhendo os frutos do Concílio, das viagens apostólicas, dos estudos do Santo Padre sobre os grandes problemas do nosso tempo. A Encíclica, publicada no fim de Março, teve ressonância mundial, e constitui uma das colunas do pensamento do saudoso Pontífice. Amadureciam entretanto outros empenhos, avizinhavam-se outras datas. No dia 24 de Maio, aplicando o Concílio, o Papa anunciava a actuação das normas sobre o Diaconado permanente. No dia 31 de Janeiro, Paulo VI recebia, no Vaticano, o Presidente soviético Podgorny, demorando-se com ele em conversação sobre o mantenimento da paz, sobre o desenvolvimento das melhores relações entre os povos; sobre a vida religiosa e a presença da Igreja Católica na União Soviética. A 19 de Janeiro, o Papa promulgava a Constituição Apostólica Indulgentiarum doctrina para a revisão das sagradas indulgências. No dia 16 de Maio, pela primeira vez, celebrava-se o "Dia Mundial das Comunicações Sociais". Em audiência a jornalistas, homens de teatro, actores cinematográficos e televisivos, o Papa renovava o convite da Igreja a todos os operadores das comunicações sociais, no sentido de orientarem as suas energias para o bem dos homens e para o progresso da sociedade.

A 13 de Maio, Paulo VI foi a Fátima, com o fim de "rezar ainda uma vez, mais humilde e vivamente, em favor da paz". "O mundo está em perigo — disse na homilia pronunciada, no Santuário, em frente de mais de um milhão de peregrinos, — e Nós viemos aos pés da Rainha da Paz a pedir-Lhe a Paz, como um dom que só Deus pode dar". Mas a Paz continuava a ser ameaçada. Nos meados de Maio, tornaram-se mais agudos os contrastes entre os Países Árabes e Israel. Repetidamente, nos discursos aos fiéis, Paulo VI fez-se porta-voz da comum aspiração de paz. Em particular, nos tristes dias da guerra entre Israel e os Países Árabes, o Santo Padre fez sentir mais alto a sua voz. "Suspendam-se os combates… para a salvaguarda das vidas humanas vai antes de mais o nosso pensamento; e, depois, retome-se o debate das palavras equitativas e razoáveis". Paralelamente, a actividade assistencial da Igreja, através da "Cáritas Internacional" desenvolvia-se incessantemente, para aliviar os sofrimentos das populações envolvidas no grave conflito".

No dia 26 de Junho, no termo do quarto ano de pontificado, Paulo VI reúne um Consistório secreto para a nomeação de 27 novos Cardeais. "A Igreja, Mãe e Mestra — disse — continua a ocupar o nosso pensamento e a nossa oração: uma Igreja viva, verdadeira, unida e santa… os filhos de uma mesma terra voltem a amar-se como irmãos, e todos, no lugar que a cada um compete, trabalhem na segurança e na liberdade para a reconstrução e o progresso económico e social da própria Pátria, livre e independente".

Viagem à Turquia

O quinto ano de pontificado foi dominado pelo aprofundamento do tema da Fé. No centenário do martírio dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, o Papa proclamou o Ano da Fé, empenhando os fiéis uma vigilância constante pela integridade da sagrada doutrina. Anunciou "o Ano da Fé" como "consequência e exigência pós-conciliar", exortando os fiéis a "irem em auxílio de quantos, em relação à fé, se sentem indiferentes, ou impedidos, ou mesmo contrários". O "Ano" fora anunciado pela Exortação Apostólica Petrum et Paulum apostolos, publicada em Fevereiro, e durou de 29 de Junho de 1967 ao mesmo dia de 1968.
No fim de Junho, Paulo VI teve a alegria de uma outra viagem apostólica, rica de significado. A meta foi a Turquia. Permanece impressa na memória de todos a imagem do abraço com o Patriarca Atenágoras, novo penhor de fraternidade e novo compromisso de todo o esforço para conseguir a união dos cristãos.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
Tags:
Beatificacao
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia