Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Por favor, ajude-nos a manter este importante serviço. APOIE AGORA
Aleteia

8 motivos para fazer um curso de noivos

© ldesignstudio
Compartilhar

O segredo para construir um casamento feliz e estável – antes de dar o passo

Ainda que o casal pense que já está pronto, é sempre importante que se dê a oportunidade para dialogar, guiados por especialistas, sobre o compromisso que vão assumir e as condições que devem ter como casal para entregar-se um ao outro e construir um casamento feliz e estável.
 
Também a Igreja, por sua vez, sente a responsabilidade de selar e validar sacramentalmente uma união só quando pode dar testemunho de que os que celebram tal sacramento sabem o que vão fazer e são conscientes das responsabilidades que adquirem entre eles, com a Igreja e com a sociedade. Por isso, exige que os casais participem dos cursos de preparação para o matrimônio, os cursos de noivos, que ela oferece.
 
Este curso geralmente é realizado em duas etapas e pelo menos 6 meses antes do casamento, para que o casal tenha oportunidade de assimilar os temas abordados e possa discernir se realmente já está pronto, se precisa adiar o casamento e dar-se mais tempo para conhecer-se melhor, ou se definitivamente descobriu que não são um para o outro.
 
Objetivos e temas do curso de preparação para o casamento
 
Os cursos de preparação para o casamento já estão organizados como programas estabelecidos e revisados, sob a guia de alguém certificado neste ramo.
 
Veja as vantagens de fazer o curso de noivos:
 
1. O curso oferece ferramentas para dialogar sobre os temas essenciais para o conhecimento mútuo, já que o casamento supõe a aceitação da outra pessoa do jeito que ela é.
 
2. Dá elementos de discernimento da relação (testes), para que o casal avalie até que ponto está pronto.
 
3. Oferece a ocasião para que o casal dialogue e chegue a acordos essenciais para a convivência, tais como:
 
– Estado financeiro do casal e a maneira como organizarão as finanças.
Filhos que desejam ter, momento em que querem tê-los e método de planificação natural que usarão para lidar com sua fertilidade.
– Papéis ou funções que cada um espera do seu cônjuge, na vida de casal, nas tarefas da casa, no cuidado e educação dos filhos.
– Elaboração de um projeto ou objetivo comum ao qual aspiram como pessoas, como casal e como família.
– Forma como lidarão com as famílias de cada um dos cônjuges.
– Costumes e tradições culturais ou familiares que terão em comum.
– Como coordenarão o trabalho ou estudo que permita o desenvolvimento profissional e humano de cada cônjuge.
 
4. O curso também oferece ferramentas e conselhos para a comunicação e para lidar com as dificuldades de entendimento.
 
5. Dá elementos para que o casal entenda a grandeza e sentido da vida sexual dentro do casamento, bem como conselhos para que sua experiência enriqueça a união do casal.
 
6. Explica o sentido e os propósitos específicos do matrimônio e por que é um sacramento.
 
7. Expõe os compromissos que, como pessoa e como casal, os noivos adquirem ao contrair matrimônio.
 
8. Introduz ao rito do matrimônio e oferece elementos para que o casal comece a preparar, em companhia do sacerdote, a celebração do seu sacramento, o papel de ministros, próprio do casal dentro do ritual católico do matrimônio.
 
Uma vez concluídas as etapas do curso, o casal receberá um certificado que é válido por determinado período. Este certificado está entre os requisitos exigidos para a celebração do matrimônio.
 
O ideal é que estes cursos, como todos os que preparam para um sacramento, sejam como um catecumenato, ou seja, um itinerário ou caminho de fé, que não termine com a celebração do rito, mas que seja a ocasião para que o casal conheça mais da sua fé e se integre de maneira mais consciente na vida da Igreja.
 
Para isso, nada melhor que integrar-se, como casal, a um grupo de atividade religiosa dentro da paróquia. Isso lhes permitirá continuar se nutrindo para manter viva sua fé e seus votos como casal.

Milhões de leitores em todo o mundo – incluindo milhares do Oriente Médio – contam com a Aleteia para se informar, buscar inspiração e conteúdos cristãos. Por favor, considere a possibilidade de ajudar a Edição em Árabe com um pequeno donativo.