Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Aleteia logo
home iconEstilo de vida
line break icon

Ostra feliz não faz pérola

<a href="http://www.shutterstock.com/pic.mhtml?id=105430253&amp;src=id" target="_blank" />Sea shell with pearl on sand</a> © Africa Studio / Shutterstock

Obvious - publicado em 19/08/15

O sofrimento, a infelicidade e o incômodo são capazes de impulsionar a criação de obras extraordinárias

Você já pensou sobre tudo aquilo que a dor e o sofrimento são capazes de fazer por você?

Que mesmo vivendo o pior pesadelo você pode criar algo extraordinário a partir dele? Algo que realmente faça a diferença para outras pessoas, algo que impacte o seu ambiente, a arte, a história ou mesmo que traga alento, alegria e discernimento para outros seres humanos, tão sofredores quanto você?

As mais lindas histórias de amor sempre têm um quê de desencontro, ânsia e tragédia.

As pinturas mais expressivas, normalmente assim o são, porque o artista era um atormentado, que o diga Van Gogh, que decepou a própria orelha em um momento de insanidade.

Grandes escritores são conhecidos não só pela genialidade com que conduziram suas obras, mas também pelas suas tragédias pessoais, muitas culminando no suicídio, como nos casos de Ernest Hemingway e Virginia Woolf. Ouso dizer que a obra deles só é tão relevante para a humanidade, porque o incômodo que viviam era de proporção tal, que a única forma de expressar e construir algo válido era por meio da arte.

Mas será que para criar algo fantástico, digno de espanto e admiração é necessário ser infeliz?

Ao que tudo indica, sim. Não infeliz para sempre, mas miserável e sofredor por um tempo, até porque, uma das características da vida é a impermanência das coisas, o que nos faz concluir, otimistamente, que o inferno não é aqui.

A arte surge do incômodo. Do estorvo, Chico Buarque fez um livro. E fez músicas, músicas de relevância política, numa época em que pensar alto poderia gerar um sofrimento torturante, que, diga-se de passagem, ele conheceu mais de perto do que a grande maioria dos brasileiros, já que viveu no exílio e viu a tortura de muitos amigos.

Não há como existir o belo, se não existir o feio para servir de adubo.

Momentos de harmonia, paz e felicidade são gloriosos e devem ser desfrutados pedacinho por pedacinho, como aquele último pedaço do bolo feito pela vovó. Não duram para sempre e não produzem nada novo, são para gozo e fruição, apenas.

Mas saiba, que somente as ostras que sentem o incômodo de um grão de areia que insiste em arranhar o seu interior macio é que produzem pérolas. Como já dizia o grande contador de história Rubem Alves: “Ostra feliz não faz pérola”.

E levando em consideração que é a infelicidade e o sofrimento que trazem a evolução para cada um de nós, quero encerrar citando Lacan: “ Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.”

Que tal transformar em uma pérola?

Tags:
FelicidadeSofrimento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
4
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
5
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
6
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
7
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia