Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Outubro |
São José Lê Dang Thi
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

A ciência e o cristão: amigos e aliados por vocação

Alexandre Zabot - publicado em 11/09/15

Três grandes motivos para o cristão conhecer mais a ciência em vez de temê-la

Para o homem do século XXI, tudo envolve tecnologia; nada acontece na sua rotina diária sem estar relacionado a ela. Esta, por sua vez, é irmã gêmea da ciência, que não é tão nova, mas só há pouco tempo tem começado a impactar de fato a vida do cidadão comum. Apesar de tanta importância, uma parte considerável das pessoas ainda não compreende o que realmente significam a ciência e a tecnologia. Alguns, motivados por declarações falsas da mídia ou de cientistas que vão além de suas competências e as apresentam como base para o ateísmo, colocam-se contra estas duas ferramentas maravilhosas da nossa era, acreditando que, assim, defendem a sua fé. Esta postura, entretanto, é a pior possível. Podem-se enumerar ao menos três grandes motivos para o cristão se dedicar a conhecer mais sobre ciência – e deles derivam muito outros.

O primeiro motivo é a sobrevivência.

Se estamos num mundo tecnológico, só quem é capaz de lidar com ela pode ter um emprego e uma vida digna em termos de remuneração: todos precisam, hoje, conhecer em maior ou menor grau a ciência e a tecnologia para desempenharem seus trabalhos. A ninguém hoje é dado o direito de alienar-se e, ainda assim, ter uma condição social minimamente aceitável. Se alguém, não importa por que razão, se coloca a priori contra a ciência, como pode estudá-la satisfatoriamente para se desenvolver profissionalmente? Esta pessoa está fadada à hipocrisia de quem é contra algo, mas aceita esse mesmo algo por interesses próprios; ou ao completo fracasso profissional e, consequentemente, social. Certamente, não é o que Deus espera de um filho seu!

O segundo motivo para um cristão conhecer a tecnologia e, especialmente, a ciência, é a apologia cristã, ou seja, a defesa da fé.

Se no mundo abundam afirmações de cunho ideológico que tentam atacar a fé usando a ciência, cabe a nós protestar contra esse uso indevido da ciência. O papa Leão XIII refundou o Observatório do Vaticano em 1891. Já no primeiro parágrafo do motu proprio de refundação, ele deixa bem claras as suas motivações, falando dos que atacam a Igreja:

“… Os filhos das trevas tomaram o costume de deprimi-la [a Igreja] em público, com insensata calúnia, e, trocando a noção das coisas e das palavras, de chamá-la amiga do obscurantismo, sustentáculo da ignorância, inimiga da luz, da ciência e do progresso”.

Por construção e estrutura, a ciência é neutra em relação a Deus. É preciso que os cristãos se dediquem a compreender isto para não terem sua fé atacada sem base alguma por ateus que se dizem grandes defensores da “verdade científica”. No mesmo documento, o papa deixa claro que é este o papel esperado dos padres do Observatório do Vaticano:

“Que todos possam ver claramente que a Igreja e seus pastores não se opõem à ciência sólida e verdadeira, quer humana ou divina, mas a encorajam e promovem com a máxima dedicação possível”.

Creio que este também é papel dos leigos.

O último dos três motivos é, de certa forma, o mais nobre. Trata-se de trocar conhecimentos entre a teologia e a ciência e a tecnologia para o bem das três áreas.

O amado papa São João Paulo II falou-nos muito sobre isso:

“O que é criticamente importante é que cada disciplina [Ciência e Teologia] deve continuar a enriquecer e nutrir a outra, para que ela seja mais plenamente o que pode ser” (Carta ao diretor do Observatório do Vaticano, 1988).

A fé pode ser enriquecida, pois “o desenvolvimento do espírito crítico a purifica de uma concepção mágica do mundo e de reminiscências supersticiosas, e exige uma adesão cada vez mais pessoal e ativa à fé, o que torna numerosos aqueles que atingem um sentido mais vivo de Deus” (Gaudium et Spes). A ciência e, principalmente, a tecnologia são neutras moralmente e precisam da ética para não se voltarem contra o homem. Exemplos concretos não faltam: tecnologias militares usadas para destruição em massa e a própria crise ecológica são realidades terríveis vividas atualmente por todos.

Colocadas estas três principais razões para um cristão conhecer a ciência, finalizo citando Santo Agostinho, para quem “… mesmo um não cristão sabe alguma coisa sobre a Terra, os céus e outros elementos deste mundo …” e, por isso, é vergonhoso “ouvir um cristão que tira conclusões precipitadas a respeito do sentido das Sagradas Escrituras e diz bobagens sobre esses tópicos; devemos empregar todos os meios para evitar esse tipo de situação constrangedora” (Comentário ao Gênesis).

Não é razoável, portanto, que um cristão se coloque contra teorias científicas (como as do Big Bang e da Evolução, por exemplo) por motivos puramente religiosos. Se quiser fazê-lo, que o faça em termos científicos, não teológicos – por respeito próprio e de toda a cristandade.

________________

O prof. Alexandre Zabot, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é físico e doutor em Astrofísica. Aleteia lhe agradece pela generosidade de compartilhar conosco os seus artigos sobre as relações entre fé e ciência e convida os leitores a conhecerem o rico blog do professor, AlexandreZabot.

Tags:
CiênciaReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia