Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 10 Abril |
São Miguel de los Santos
home iconAtualidade
line break icon

A fome que a mídia tem ignorado

Zoe Romanowsky - publicado em 29/01/16

Agências católicas se mobilizam para enfrentar a crise humanitária que ameaça a vida de milhões no leste da África

É uma crise que ainda não recebeu atenção da grande mídia, mas a pior seca enfrentada pela Etiópia nos últimos 50 anos ameaça a vida de milhões de pessoas, e parece se agravar a cada dia.

Segundo as Nações Unidas, 8,2 milhões de pessoas encontram-se em situação de emergência alimentar, das quais cerca de um milhão foram forçadas a abandonar suas casas em busca de água e alimento. A estimativas do governo etíope são ainda maiores, e Fr. Haile Gabriel Meleku, secretário-geral da Conferência Episcopal Etíope, teme que até mesmo os números do governo estejam subestimados – segundo o Scottish Catholic Observer, apenas nos últimos dois meses, o número de pessoas diretamente afetadas pela seca cresceu em dois milhões.

Fr. Meleku diz: “a catástrofe pode ser sentida em todo lugar,”, e o conflito pode se desencadear na medida em que as pessoas são forçadas a disputar recursos tão escassos. Fr. Meleku descreve a crescente movimentação de grandes massas de pessoas em busca de água e comida, escolas abandonadas e morte dos rebanhos.

A Al Jazeera America contatou uma enfermeira que atua num dos centros católicos mantidos pelas Filhas de Sant’Ana, no norte da Etiópia. Ela diz “ser pouco o que podem fazer” pelas mães que as procuram – subnutridas, não produzem leite suficiente para seus bebês.

Até então, o governo etíope tem atuado fortemente para mitigar os impactos das crises alimentares – como a ocorrida em 1984, que causou a morte de mais de um milhão de etíopes. Mas, mesmo empregando um sofisticado programa de segurança alimentar – que inclui estoques nacionais estratégicos de alimento e sistemas de alerta de catástrofes – o país ainda depende de auxílio internacional.

“A informação chega à mídia mundial tarde demais,” diz Sebhatu Seyoum, coordenador de desenvolvimento social do Secretariado Católico Diocesano de Adigrat.

Bispos da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS – ACN) emitiram um comunicado, dias antes do Natal, no qual atribuem às “mudanças climáticas” e à “degradação ambiental” a crise atualmente enfrentada pela Etiópia.

No documento, os prelados citam a encíclica do Papa Francisco sobre o meio-ambiente, Laudato Si, que bem descreve a situação na Etiópia: “Muitos dos mais pobres vivem em áreas (…) afetadas pelo aquecimento (global), e seus meios de subsistência dependem das reservas naturais e de serviços ecossistêmicos como a agricultura (…) estes não tem outra atividade econômica nem recursos para se adaptarem às mudanças climáticas ou enfrentar desastres ambientais.”

A AIS acaba de enviar 500 mil dólares em ajuda humanitária emergencial, destinados principalmente às dioceses da região de Tigray – as mais afetadas pela fome.

“Somos uma agência pastoral, mas estamos prontos para responder à todas as necessidades da comunidade cristã e de todos os cidadãos em condição vulnerável – exatamente como temos feito na Síria e no Iraque, países castigados pela guerra,” diz o diretor executivo da AIS internacional Sarkis Boghjalian, acrescentando: “em especial neste Ano da Misericórdia, os fiéis do ocidente devem dar apoio aos necessitados de todo o mundo.”

Caso queira contribuir para com as agências que atuam no combate à fome na Etiópia, acesse os sites:

Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – Brasil

Catholic Near East Welfare Association (CNEWA)

Tags:
ÁfricacrisefomeMigrantes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel fez o que pode ser considerado um dos maiores discur...
2
ALTAR BOY,
Un cammino chiamato famiglia
Coroinha desmaia durante Via Sacra, mas a cru...
3
Padre Gilvan Manuel da Silva perde pais e irmãos para covid-19
Reportagem local
Padre perde pais e irmãos para covid-19 e afirma: “Continua...
4
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
5
PRINCE PHILIP
Cerith Gardiner
11 fatos interessantes sobre o falecido príncipe Philip
6
FRANCISCO AND JACINTA MARTO
Tom Hoopes
As lições dos pastorinhos de Fátima aplicadas ao coronavírus
7
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia