Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 09 Maio |
home iconCultura e Viagem
line break icon

São Longino, a Santa Lança que feriu Jesus e a cobiça de Hitler

lança são longino longuinho hitler

Emanuele Iannone -CC / Bundesarchiv-CC

Maria Paola Daud - Reportagem local - publicado em 19/02/18

A lança com que o centurião transpassou o lado de Cristo na Cruz chegou a ser possuída pelo ditador nazista?

Segundo a tradição, o centurião Caio Cássio Longino estava no comando dos soldados romanos durante a Crucificação de Jesus Cristo no Gólgota. Foi ele quem transpassou o lado de Cristocom a lança para certificar-se da Sua morte.

Conta ainda a tradição que o centurião sofria de uma infecção nos olhos que quase o deixava cego. Quando atravessou o lado de Jesus com sua lança, o sangue e a água que jorraram da ferida lhe atingiram o rosto e curaram a infecção nos olhos. Ele então passou a “ver” também no sentido espiritual, reconhecendo que Jesus era o Filho de Deus e se convertendo.

Longino costuma ser identificado com o centurião que, diante da morte de Jesus, exclamou: “Este homem era realmente o Filho de Deus”. Depois da conversão, ele sofreu o martírio em nome da fé. No Brasil, é hoje também conhecido popularmente como “São Longuinho“.

E o que houve com a lança?

Tal como acontece com várias outras relíquias, diversos lugares mundo afora afirmam preservar a lança de Longino, chamada de “Santa Lança“.

Versão 1: de Jerusalém para Constantinopla e Roma

No final do século VI, foi venerada em Jerusalém uma lança que supostamente era aquela que havia perfurado o Corpo do Salvador. A presença dessa relíquia foi testemunhada um século antes por Cassiodoro e por Gregório de Tours.

Em 615, Jerusalém foi tomada por um tenente do rei persa Cosroes II. Com as sagradas relíquias da Paixão caindo em mãos pagãs, a ponta da lança, que estava partida, foi entregue no mesmo ano a Nicetas, que a levou a Constantinopla para ser depositada na igreja de Santa Sofia.

Em 1492, Constantinopla já tinha sido conquistada pelos turcos otomanos. Em circunstâncias descritas na “História dos Papas”, de Pastor, o sultão Bajazeto II enviou a relíquia ao Papa Inocêncio VIII para granjear os seus favores no caso de seu irmão Zizim, que tinha sido feito prisioneiro em terras pontifícias.

Desde então, a relíquia nunca mais teria sido retirada de Roma, onde permaneceria conservada sob a cúpula da Basílica de São Pedro.

Acreditou-se que a parte inferior da relíquia da lança estivesse em Paris, custodiada na Sainte-Chapelle. Ela teria sido destruída durante a Revolução Francesa.

Versão 2: Armênia

Outras narrativas, no entanto, relatam a suposta descoberta da Santa Lança em Antioquia graças à revelação de Santo André em 1098, durante a Primeira Cruzada. Ela teria sido levada para Etschmiadzin, na Armênia, onde continuaria zelosamente preservada até hoje.

Versão 3: Viena e Nuremberg

Outra lança apontada como a original ficou em Viena, onde passou a ser conhecida como a Lança de São Maurício. Era usada, desde 1273, na cerimônia de coroação do Imperador do Ocidente, passando a fazer parte do emblema da investidura. Teria sido levada para Nuremberg em 1424. Alguns pesquisadores a identificam com a chamada Lança do Imperador Constantino, que teria acoplado a ela um prego ou parte de um prego da Crucificação.

Versão 4: Cracóvia

Por fim, Cracóvia também preserva uma lança que supostamente é a da Paixão de Cristo. Embora se alegue que ela esteja na cidade polonesa há pelo menos oito séculos, é impossível reconstruir a sua história com bases demonstráveis.

A lenda da “Lança do Destino”, cobiçada, conquistada e perdida por Adolf Hitler

A lança com que o centurião Longino tinha ferido o lado de Cristo chegou a ser conhecida como “A Lança do Destino”, já envolta em mitos praticamente “mágicos”: quem a possuísse teria poder sobre os destinos do mundo, mas, caso a perdesse, encontraria derrota e morte.

Adolf Hitler a desejava precisamente porque lhe eram atribuídos esses “grandes poderes”. De fato, o ditador nazista chegou a tomar posse física da “Lança do Destino”, identificada então com a que estava no Museu Hofburg, em Viena.

Ao final da Segunda Guerra Mundial, em 30 de abril de 1945, a peça foi reencontrada pelos norte-americanos sob o comando do tenente William Horn, a quem fora confiada a busca do tesouro dos Habsburgo. Enquanto Horn tomava posse da lança em nome do governo dos Estados Unidos, Adolf Hitler, naquela mesma tarde, a centenas de quilômetros, tirava a própria vida em um bunker de Berlim.

Em 7 de janeiro de 1946, o general Patton devolveu a “Lança do Destino” à Áustria, onde o objeto permanece exposto no Schatzkammer, uma das coleções do Palácio Imperial de Hofburg.

Tags:
DoutrinaHistóriaJesusnazismoSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Bebê anjo
Reportagem local
“Tchau, papai”: as últimas palavras que Maurício ouvi...
2
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Francisco Vêneto
Milagre do sangue de São Januário volta a ocorrer em Nápoles
3
Monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova
Reportagem local
Fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib é diagnosticado com...
4
ARGENTINA
Esteban Pittaro
Polícia interrompe missa de Primeira Comunhão ao ar livre
5
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
6
ELDERLY,WOMAN,ALONE
Aleteia Brasil
O pe. Zezinho e a mãe que espera há 30 anos, sem sucesso, pelo pe...
7
Sangue de São Januário ou San Gennaro
J-P Mauro
Vídeo mostra a última liquefação do sangue de São Januário
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia